Buckethead: O trigésimo quinto álbum solo da carreira

Resenha - Electric Sea - Buckethead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Willian Blackwell
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O primeiro disco que tive contato em 2012 foi o trigésimo quinto álbum solo (dos mais de cinquenta trabalhos realizados) da carreira do prolifíco guitarrista Brian Carroll, mais conhecido pela alcunha de Buckethead.
3389 acessosGuns N' Roses: em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 20165000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

De imediato, fiquei surpreso com a placidez sonora apresentada no decorrer do trabalho, uma calmaria que contrasta diretamente com o visual excêntrico e freak deste misterioso personagem. Isso deixa claro o enorme potencial multifacetado do artista, sempre presente em listas de melhores guitarristas, que ao longo do registro, explora sua virtuosidade mais minimalista através de atmosferas melódicas, resultando em belíssimos e criativos arranjos.

Das onze faixas que formam a tracklist, três são releituras: “La Gavotte” e “Bachethead”, do compositor alemão Johan Sebastian Bach, e “La Wally”, do italiano Alfredo Catalani.

Outras duas trilhas que possuem curiosidades são “Beyond the Knowing” e “The Homing Beacon”. A primeira nasceu de um trecho instrumental re-arranjado pelo guitarrista, excerto esse extraído do oitavo álbum de estúdio do ator Viggo Mortensen, “Intelligence Failure” (2005), do qual Buckethead é costumeiro colaborador. Já a segunda é um tributo ao falecido rei do pop Michael Jackson.

Pesquisando mais a fundo, descobri que “Electric Sea” é continuação de “Electric Tears”, nono álbum solo do músico, lançado em 2002. Outro que segue essa linha mais soft é “Colma”, de 1998.

Sem vocais, baixo ou bateria. Buckethead faz música com naturalidade invejável, fazendo-nos lembrar o quão bela é a simplicidade.

Buckethead: Electric Sea (2012)

1. Electric Sea
2. Beyond the Knowing
3. Swomee Swan
4. Point Doom
5. El Indio
6. La Wally
7. La Gavotte
8. Bachethead
9. Yokohama
10. Gateless Gate
11. The Homing Beacon

Formação:
Brian Carroll (Buckethead) (acoustic and eletric guitars)

http://willblackwill.tumblr.com/
@blackwill

»» keeptrue!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

1411 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1559 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses1761 acessosGuns N' Roses: turnê com rappers N.W.A. quase rolou; Axl era fã0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

SlashSlash
As 10 melhores músicas pós-Guns N' Roses, segundo o UCR

Aerosmith e Guns N RosesAerosmith e Guns N' Roses
O acordo sobre drogas em 1988

EuropeEurope
Toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Buckethead"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

MirandaMiranda
"Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

MotorheadMotorhead
"Radiohead e Coldplay não são rock"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Andre Matos e Steve Perry

5000 acessosSeparados no nascimento: Bruce Dickinson e Leopoldo Pacheco5000 acessosOs dez maiores picaretas da música internacional5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã4228 acessosMetallica: Lars conta que o "Kill' Em All" influenciou novo álbum5000 acessosIron Maiden: Bruce não quer mais cantar Hallowed Be Thy Name?5000 acessosLoudwire: as capas de Heavy Metal mais assustadoras

Sobre Willian Blackwell

Leitor/colecionador de HQs e livros. Apreciador de cinema e boa música. Autodidata. Um espírito livre. Adepto de um perspectivismo experimentalista com tendência a gostos bizarros e atividades grosseiras. Boa gente.

Mais matérias de Willian Blackwell no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online