Oligarquia: Uma das mais importantes bandas Death de SP

Resenha - Distiling Hatred - Oligarquia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não há dúvidas que o Oligarquia é um dos pilares do Death Metal ‘old school’ de São Paulo. Sem lançar um trabalho oficial desde há 7 anos (o último foi o split “Enslave By Light”, ao lado da banda Opus Draconis).
5000 acessosEvanescence: Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo5000 acessosJohnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

O trabalho começou a ser gravado em 2008 e só este ano chegou ao mercado. A banda teve problemas na formação com a saída do vocalista e guitarrista Alex Chiovitti. Inclusive algumas composições são em parceria com o ex-membro.

“Distiling Hatred” se difere dos excelentes “Nechropolis” (2000) e “Humanavirus” (2004) já pela mudança de vocal, pois Max Hideo assume os microfones aqui e as diferenças de timbres e estilos são latentes. Enquanto o antigo vocalista possuía um timbre homogêneo e mais tradicional do estilo, Max é mais agressivo e variado. O instrumental também partiu para um lado mais agressivo e cru, portanto a mudança na sonoridade já não é tão latente. Algumas influências novas foram adicionadas, como o Grindcore e Thrash Metal.

Podemos destacar várias composições entre as 11 existentes no trabalho, dentre elas “When The Hate Dominate” que abre o disco de forma brutal e com o baixo tinindo, a tradicionalíssima “Until The Next Day” que cairia muito bem em “Nechropolis” e “Owner Of The World” que expele grandes riffs aliados a uma cozinha brutal. A forma como toda a estética do trabalho foi lançada também ficou muito legal. Para baratear os custos e não fazer com que os fãs sofram para adquirir o trabalho, a banda lançou o disco em uma embalagem bem simples de papelão que ficou muito legal.

Um trabalho que mantém o Oligarquia com o status de uma das mais importantes bandas de Death Metal de São Paulo, mas com um passo a frente.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Distiling Hatred - Oligarquia

518 acessosOligarquia: Para fãs de death sem frescuras nem novidades

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Oligarquia"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Oligarquia"

EvanescenceEvanescence
Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo

Johnny RamoneJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

The DoorsThe Doors
Jim Morrison está vivo e criando cavalos nos EUA?

5000 acessosMegadeth: as 10 maiores tretas de Dave Mustaine5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosSlayer: "Não sei improvisar", diz Kerry King5000 acessosSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira5000 acessosRush: Alex Lifeson fala sobre o peso da idade5000 acessosDave Mustaine: o que acontece quando você o encontra pela primeira vez?

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online