Horns Up: A segunda compilação de bandas do site

Resenha - Hornsup Attack Vol. 2 - Various Artists

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


Esta é a segunda compilação de bandas do site Horns Up, composta por 18 músicas, de 18 bandas brasileiras e portuguesas, sendo a maioria desconhecida do grande público, e representando um grande apoio para divulgação de seu material, estando disponível para download gratuito em http://attack.hornsup.net.

Todas as bandas são muito legais, e possuem estilos diversificados, sendo que predomina a vertente mais extrema do metal. Além disso, em alguns casos, o profissionalismo e a qualidade das gravações saltam aos olhos, parecendo que estamos ouvindo bandas já velhas de estrada.

publicidade

O disco já abre quebrando tudo com a banda portuguesa OATH OF PUTREFACTION, com a faixa "Battle of Dream", que nos apresenta um death metal muito pesado e brutal, com alguns elementos mais modernos, variando entre momentos mais rápidos (com vocais ultra guturais) e outro mais cadenciados (com vocais mais rasgados e extremos). A banda é realmente muito boa, lembrando IMMOLATION, mas com alguns elementos mais modernos.

publicidade

Na sequência, os brasileiros do DILÚVIO apresentam a faixa "One Shot For New Times", seguindo também o death metal mais técnico, melódico e com elementos modernos. Os riffs são muito bons, e o baterista é um monstro, mas alguns vocais mais agudos e rasgados soam forçados. A qualidade da gravação também não ajuda muito, mas a banda tem muito potencial.

publicidade

Os portugueses do CONCEALMENT seguem com a faixa "Deluge", numa mistura de metal extremo com passagens bem progressivas, numa quebradeira muito técnica e brutal, e com algumas incursões até em Jazz e Fusion.

Já o ASTAFIX é uma das bandas mais conhecidas da compilação, e nos apresenta e excelente "Red Streets", faixa de abertura de seu álbum de estréia, "End Ever", lançado em 2009. A banda é muito boa, e toca um thrash metal moderno, repleto de peso, riffs criativos e belas melodias, com muita qualidade.

publicidade

Em seguida, os portugueses do THE FALL OF MAN demonstram todo seu potencial com a música "By Your Hands", um vigoroso death/thrash metal que transborda agressividade, na linha do que o LEGION OF THE DAMNED vem fazendo ultimamente. Um dos destaques do trabalho, guardem este nome!

O DEVICE é mais uma grande banda do underground nacional, e nos apresenta a excelente "Welcome", com riffs na linha do thrash metal e do heavy metal tradicional, com um vocal mais gutural, dando um que todo especial ao som da banda. A qualidade de gravação não é das melhores, mas a música é realmente excepcional, lembrando bandas como OBITUARY e AUTOPSY. Outro grande destaque da coletânea.

publicidade

Por sua vez, o DECEIVERS, na faixa "Welcome", investe numa linha mais moderna, o que tem se chamado de metalcore, mas sem muitos excessos, prezando pelo peso e agressividade na composição, com algumas passagens lembrando bastante o SUICIDAL TENDENCIES, com vocais falados e em coro. Muito legal!

A próxima banda, o NOALA, nos traz a faixa "Senil", toda climática e cheia de melodias carregadas, variando entre o doom metal e o black metal (em sua vertente mais depressiva e melancólica), com um vocal totalmente agonizante e desesperador. Pra quem curte o estilo, é um prato cheio.

publicidade

O HASTA CUANDO apresenta a faixa "Imperativo", mostrando um thrash/death repleto de peso e agressividade, sem deixar pedra sobre pedra. Nesta faixa, a velocidade impera, e os riffs são muito bem construídos, assim como o andamento da bateria. E o vocal lembra bastante Chuck Billy, do TESTAMENT, em sua fase mais agressiva. Grande banda!

O UTOPIUM, última banda portuguesa do coletânea, nos traz a faixa "Pressure Points", sendo sem dúvida a mais brutal, rápida e insana da coletânea, com um minuto de pura destruição.

publicidade

Votando com as bandas brasileiras, o PRÓLOGO segue com a faixa "Tarde Demais", cantada em português, e que segue a linha do metalcore, repleta de peso, com riffs cavalares e vocais que variam entre o ultra agressivo e o melódico.

A próxima faixa é "Cessar Fogo", do MOANA, que também apresenta diversos elementos de metal extremo, e variação de vocais entre o ultra gutural e o rasgado e agudo, com um pouco de exagero na minha opinião, tornando a audição um pouco cansativa, apesar de a maioria das idéias apresentadas serem boas.

Na faixa "Você ainda não ouviu nada", do UNLIFE, quando você coloca o som pra rolar, imagina que algo deve estar errado, que colocaram um faixa de POP ou MPB no meio de uma coletânea de metal, mas logo em seguida temos uma grande surpresa, com a mudança total do clima, com vocais e riffs ultra agressivos e pesados, sendo mais uma grande destaque do trabalho, seguindo o thrash metal e incluindo alguns elementos de punk, com muita criatividade. Muito bom mesmo.

O LOCKFI ST 669 vem na sequência com "F.U.D.", que possuiu uma qualidade de gravação excepcional. Além disso, a música é muito boa, com elementos de thrahs metal e hardcore, numa pegada bastante agressiva e pesada. Tem tudo para se tornar grande!

Já o THIS GRACE FOUND (bela sacada este nome!!!) nos brinda com a excelente "Your Life Remains the Same", que apesar de ter uma gravação menos apurada, mais crua e com cara de "ao vivo", apresenta muita qualidade, seguindo também o thrash metal, e com alguns elementos de crossover. Apenas o solo é um pouco estranho, mas nada que comprometa. Grande trabalho.

O CHAOSFEAR é outro velho de guerra nesta coletânea, e traz a faixa "The Hand That Wrecks the World", que segue a linha de seus trabalhos anteriores, com um thrash metal bastante pesado e diversificado.

O TOKSIX vem com a faixa "Lost Inside Me", e apresenta um heavy tradicional com pitadas de hard rock muito interessante, com riffs marcantes, e uma bela linha de voz.

Por fim, temos de volta a porradaria com o MEANT TO SUFFER, com a música "Lovely Chainsaw Incident", mostrando um death/thrahs metal ultra agressivo, direto e de qualidade, mas a qualidade da gravação deixa um pouco a desejar;

Enfim, palmas para a Hornsup, pelo apoio ao metal nacional, e por nos apresentar tantas bandas novas legais!

HORNSUP Attack Vol. 2 – Various Artists
(2011 - Hornsup - Nacional)

Bandas participantes/tracklist:

01. Oath of Putrefaction - "Battle of Dreams"
02. Dilúvio - "One Shot For New Times"
03. Concealment - "Deluge"
04. Astafi x - "Red Streets"
05. The Fall of Man - "By Your Hands"
06. Device - "Welcome"
07. Deceivers - "Hemoglobin"
08. Noala - "Senil"
09. Hasta Cuando - "Imperativo"
10. Utopium - "Pressure Points"
11. Prólogo - "Tarde Demais"
12. Moana - "Cessar Fogo"
13. Unlife - "Você ainda não ouviu nada"
14. Lockfi st 669 - "F.U.D."
15. This Grace Found - "Your Life Remains the Same"
16. Chaosfear - "The Hand That Wrecks the World"
17. Toksix - "Lost Inside Me"
18. Meant To Suffer - "Lovely Chainsaw Incident"

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Varg Vikernes: ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como inferioresVarg Vikernes
Ele diz odiar o Brasil e cita brasileiros como "inferiores"

Axl Rose: como ele pegava todas as garotas que Slash conquistavaAxl Rose
Como ele pegava todas as garotas que Slash conquistava


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin