Matérias Mais Lidas

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemO arrependimento que David Bowie carregava em relação a Elvis Presley

imagemMetallica e as músicas fantásticas que sempre ficam escondidas nas playlists

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemA reação do pai de Neil Peart quando ele se juntou ao Rush

imagemRolling Stones: Keith Richards compara tocar com Brian Jones, Mick Taylor e Ron Wood

imagemTestament está confirmado na edição brasileira do Summer Breeze, segundo jornalista

imagemRick Wakeman relembra época em que o Yes abria show para o Black Sabbath

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemA reação de Stevie Ray Vaughan ao ouvir Jimi Hendrix pela primeira vez

imagemShow do Dream Theater em São Paulo não será mais realizado no Pavilhão Pacaembu

imagemLed Zeppelin: O motivo pelo qual Jimmy Page não gosta de "All My Love"

imagemTitãs: como surgiu o título do hit "Bichos Escrotos", segundo Nando Reis

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"


Stamp
2022/07/09

HellArise: Meninas de SP fazem uma verdadeira porradaria

Resenha - Demo 2010 - HellArise

Por Pierre Cortes
Fonte: Heavy Nation
Em 22/09/11

Para quem ainda não conhece, a HELLARISE é uma banda de Thrash Metal paulistana, consideravelmente nova, formada em 2009. Este grupo apresenta um diferencial perante grande parte de outros tantos nomes dentro da cena metálica: Trata-se de um grupo de Metal formado totalmente por mulheres.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na contra mão do que vemos nos dias de hoje, onde há uma infinidade de vozes femininas que caminham, em especial pelas bandas de Gothic Metal, aqui temos garotas fazendo um som que foge do trivial. O negócio delas é porradaria numa mistura de som onde encontramos influências do Heavy, Death e, principalmente, o bom e velho Thrash Metal. E elas mandam bem, muito bem: riffs afiados, solos precisos, bateria intensa, baixo marcante e vocais rasgados que se alternam, em alguns momentos, com vocalizações limpas.

No segundo semestre de 2009 as meninas começam a executar alguns shows e já incluem músicas próprias no repertório. Entre abril e maio de 2010 gravam a primeira e, até o momento, única demo, cujo lançamento acontece em julho do mesmo ano. E podemos dizer que a estreia não poderia ser melhor.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A demo abre com a música "Liar", uma bela pancadaria que já anuncia aos ouvintes o que o HELLARISE é capaz de fazer. Mirella Max, a baterista, já começa com alguns repiques e na sequência entram os riffs da música. Interessante que mesmo diante da forte sonoridade das guitarras, o baixo de Fernanda Lira se faz totalmente audível. Flávia Morniëtári dá um toque especial, com sua vocalização agressiva, que segue uma linha que lembra um pouco a de Angela Gossow do ARCH ENEMY. A música encerra de uma forma parecida com a abertura: repiques na batera. Muito bom. "Deadfall" é a próxima faixa e já logo no início há um pequeno solo de guitarra. Novamente o baixo é muito bem marcado e audível e os vocais agressivos são mesclados com vozes limpas. Na seguinte, "My Outrage", o grande destaque fica a cargo da bela voz de Flávia, que está bem limpa e harmônica em contraste com sua voz rasgada em alguns momentos da canção. O trabalho se encerra com a ótima "Human Disgrace", cujos riffs iniciais nos remetem à sonoridade do SLAYER da época do "Show No Mercy". Certamente a maior, mais pesada, mais rápida e, porque não dizer, a melhor música desta obra. Um fechamento com chave de ouro e que faz o ouvinte ter uma vontade imensa de ver as meninas tocando ao vivo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Atualmente a banda conta com uma formação diferente da demo. A baixista Fernanda Lira foi substituída por Patrícia Schlithler e a guitarrista Marília Brito cedeu lugar para Aline Fernandes.

Com boa produção e um trabalho bem feito, esse primeiro registro do HELLARISE nos traz uma banda interessante, que pratica um som que não é tão extremo ou super veloz, mas que com certeza irá agradar aos apreciadores do Metal de forma geral. É certamente uma boa promessa no cenário nacional.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Line-up:
Flávia Morniëtári – Vocal
Renata Petrelli – Guitarra
Mirella Max – Bateria
Fernanda Lira – Baixo
Marília Brito – Guitarra

Faixas:
1. Liar
2. Deadfall
3. My Outrage
4. Human Disgrace

Contato:
http://www.hellarise.com/
http://www.myspace.com/hellarise

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/08/18


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes.