Maggots / Evokers: Grindcore e Brutal Death Metal em split

Resenha - Splattered Manifestation - Maggots/Evokers (split CD)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Esse aqui vai agradar, e muito, fãs de grindcore e brutal death metal, respectivamente. Aliás, vai agradar quem gosta de um bom som extremo. Esse split (também) figura entre os mais insanos que já ouvi.
5000 acessosMegadeth: as 10 maiores tretas de Dave Mustaine5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal

A holandesa Maggots executa um grindcore puxado para o gore com umas pitadas de death, lotado de criatividade, bons riffs, peso, velocidade, enfim, uma banda que é exemplo a ser seguido. E o mais fantástico: com uma qualidade de gravação excelente (mas um pouco baixa), suja na medida correta.

São apenas oito músicas que enchem os olhos de sangue. Luc e seus “vocais termo-nucleares”* são excepcionais. O cara tem realmente o dom de fazer grandiosos guturais e rasgados com uma facilidade poucas vezes vistas no cenário. Suas alterações de voz dão um complemento e tanto ao instrumental. E mais: o cara parece saber encaixar os berros nas estruturas das composições com perfeição.

E ele não está sozinho nessa bestialidade: Laury comanda a “radiação mutante do baixo”* com intimidade, enquanto Alex domina sua “guitarra radioativa”* com riffs simples, mas realmente ferozes, e Laup destrói a “bateria de lixo tóxico”*. Em outras palavras, o quarteto sabe o que faz, e manda ver no mais violento dos sons.

Entre as mais deliciosas, estão “Mean Green Gore Machine” (FODEROSA), “Gotta Admit, Smells Like Shit” (belo arranjo e vocal insano), “Die!!... You Slime” (um dos melhores riffs que já ouvi no grind) e “Guts for Sale” (mudanças de batidas cativantes). Um massacre atrás do outro.

E calma, que esse foi só o primeiro round. Tente sobreviver ao segundo, com a Evokers, outra banda nacional que nos enche de orgulho. O estilão do trio é um brutal death metal misturado com um splatter/gore. Resultado: ótima combinação de uma banda que entende do assunto.

O grupo apresenta somente quatro músicas no split, mas acreditem, elas deixam cicatrizes. É como acionar os explosivos de uma implosão. Guitarras audíveis, embora um pouco confusas nos riffs devido à baixíssima afinação, um baixo até que comportado para o estilo, e uma bateria movida a blast beats.

E como se não bastasse, o destaque mesmo fica para o vocal de Bruno Dias. O cara tem um dos mais brutais gogós que já escutei, e remete muito (muito mesmo) ao de Matte Way, que cantou no Disgorge americano, o melhor vocalista do universo em minha humilde opinião.

A gravação aqui tem volume mais alta do que a do Maggots, mas não é tão boa quanto a dos holandeses. Ainda sim, é um show. E por serem poucas faixas, é difícil escolher qual ou quais as melhores. São todas fodas e ponto final!

A capa e o restante da arte não são lá tão belos, mas passam perfeitamente a mensagem de ambas as bandas. O encarte não vem com letras, o que deixa aquela curiosidade no ouvinte, principalmente ao ler títulos engraçadíssimos e doentios como as supracitadas “Gotta Admit, Smells Like Shit” e “Guts for Sale”, além de “The Horned One (Gives Great Milk)” ou “Self Disembowelment Atrocity”. Quanta imaginação!

Outro split que quase atinge a perfeição, com bandas extraordinárias que conseguem equilibrar vários elementos característicos da música extrema. Torçam para esse material ainda existir em algum catálogo, ou vocês irão se lamentar pela eternidade.

*Estes termos hilários foram tirados do próprio encarte do disco.

Maggots/Evokers – Splattered Manifestation (split CD)
Bloodshed Records – 2002 – Holanda/Brasil

Maggots: http://www.myspace.com/daddyghoul
Evokers: http://www.myspace.com/evokers

Tracklist
MAGGOTS

1. Mean Green Gore Machine
2. Gotta Admit, Smells Like Shit
3. Die !!! You Slime
4. Weak Humans Fall
5. Guts for Sale
6. The Horned One (Gives Great Milk)
7. Ghoul Nation
8. To Serve and Infect

EVOKERS

9. Impaling the Falsehood
10. Extermination of Homosexual Puberty
11. Unforsaken the Abnormality
12. Self Disembowelment Atrocity

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Maggots"0 acessosTodas as matérias sobre "Evokers"

MegadethMegadeth
As 10 maiores tretas da história de Dave Mustaine

IntrigasIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

SlayerSlayer
Kerry King comenta Grammy, Venom, Dimebag, e mais...

5000 acessosMotorhead: Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosRockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmes5000 acessosFotos: e se o Slash aparecer acenando no fundo?5000 acessosZakk Wylde: "Randy Roads estava a frente de todos"5000 acessosAvenged Sevenfold: "Não somos mais a banda da MTV que usava maquiagem"

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online