Sinister: Trabalho é violentíssimo e bem produzido

Resenha - Aggressive Measures - Sinister

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os holandeses do Sinister já são mais do que consagrados no submundo da música extrema. Seu death brutal é marcante. O grupo lançou vários clássicos através dos anos (e da infinidade de mudanças de formação em que no final das contas, o baterista Aad virou vocalista) e claro, já garantiu seu lugarzinho lá no céu, digo, no hell.
5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem ao Iron Maiden (I)5000 acessosMustaine: por que ele perdeu seu emprego no Metallica?

“Aggressive Measures” é violentíssimo e bem produzido. Desde a capa, passando pelo encarte, e claro, pelas músicas, o grupo mostra mais do que nunca do que a maturidade é capaz. Após uma introdução bela e sinistra (com o perdão do trocadilho) de “The Upcoming”, o massacre tem início com a faixa-título, a melhor do CD. Depois, a bem trabalhada e extrema “Beyond the Superstition” vem para tirar o fôlego. A quarta composição, “Into the Forgotten”, mostra um lado ainda mais trampado, mas ainda agressivo com suas várias mudanças de ritmo. E já passamos da metade do disco com “Enslave the Weak”, cujos destaques são as guitarras e seus inspirados riffs.

O trabalho menos veloz é “Fake Redemption”, com guitarras pesadíssimas e bumbos duplos infernais. “Chained in Reality” não deixa a peteca cair, e também apresenta boa estrutura, sempre calcada na brutalidade. Na sequência, a desgraçada “Emerged with Hate” e sua incrível velocidade, a mais direta do disco. “Blood Follows the Blood” fecha de forma magistral o trabalho, mesclando todas as boas características do Sinister: bons riffs, vocais insanos, e bateria que mistura batidas cadenciadas com ultraviolentas.

Deve-se dar os devidos méritos à banda, que realmente cresceu com o passar dos anos. A experiência de mais de 20 anos de estrada mostrou que os caras evoluíram. É só comparar, por exemplo, os trabalhos de guitarra dos primeiros álbuns com os desse (tão falado aqui hoje) e claro, também com os dos posteriores. Tirem suas conclusões.

Com o último lançamento – “Legacy of Ashes” (2010) - o grupo deixou mais evidente sua veia melódica, algo que na verdade já tem aparecido nos seus últimos álbuns. Agora se isso agradou a todos, já seria outra discussão, que não cabe aqui na resenha. O fato é que o som se diferencia consideravelmente de “Aggressive Measures” e os anteriores. Bom, mas enfim, vale reforçar que esse trabalho aqui é um dos melhores de toda a discografia do Sinister, e uma boa referência na música extrema mundial.

Sinister – Aggressive Measures
Nuclear Blast – 1998 - Holanda

http://www.myspace.com/sinisterwingsofdeath

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sinister"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Sinister"

TatuagensTatuagens
Homenagens à banda Iron Maiden na pele dos fãs

Dave MustaineDave Mustaine
Por que ele perdeu seu emprego no Metallica?

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1982

5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem ao Iron Maiden (I)5000 acessosMustaine: por que ele perdeu seu emprego no Metallica?5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19825000 acessosEm 24/11/1991: Eric Carr morre em decorrência de câncer5000 acessosKiss: Slash, do GN'R, tentou entrar na banda em 1982, diz Paul4845 acessosMegadeth: Broderick não quer fama ou dinheiro, quer fazer música

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online