Matérias Mais Lidas

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Snowy Shaw: ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no NightwishSnowy Shaw
Ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no Nightwish

Metallica: TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully GuitarsMetallica
TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully Guitars

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Soul Station: projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança músicaSoul Station
Projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança música

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

Jon Schaffer: Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarristaJon Schaffer
Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarrista

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

Eddie Van Halen: ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perdaEddie Van Halen
Ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perda

Max Cavalera: O único presidente bom do Brasil foi mortoMax Cavalera
"O único presidente bom do Brasil foi morto"

Angra: Kiko Loureiro publica vídeo tocando bossa nova com Andre Matos na FrançaAngra
Kiko Loureiro publica vídeo tocando bossa nova com Andre Matos na França

Saxon: banda divulga cover para a clássica Speed King, do Deep PurpleSaxon
Banda divulga cover para a clássica "Speed King", do Deep Purple


Matérias Recomendadas

Slayer: Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismoSlayer
Araya fala sobre fé e sua relação com o cristianismo

Iron Maiden: ouça o baixo de Steve Harris isoladamenteIron Maiden
Ouça o baixo de Steve Harris isoladamente

Planet Rock: 40 melhores discos ao vivo de todos os temposPlanet Rock
40 melhores discos ao vivo de todos os tempos

Slayer: cronologia de Hanneman, da picada da aranha até a morteSlayer
Cronologia de Hanneman, da picada da aranha até a morte

Malmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarristaMalmsteen
Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista

Stamp
Tunecore

Children Of Bodom: Mantendo a essência do que os destacou

Resenha - Relentless, Reckless Forever - Children Of Bodom

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlúcio Baima
Enviar Correções  


Children Of Bodom lançou no início de março "Relentless, Reckless Forever". O álbum, sétimo em sua carreira, foi produzido por Matt Hyde, que já trabalhou com Monster Magnet e o Slayer. Sempre achei interessante a proposta musical da banda, pois demonstra ser pouco preocupada com os famosos rótulos – Power Metal, Melodic Metal, Symphonic Black Metal, etc. Normalmente vemos a banda enquadrada no: Melodic Death/Trash Metal, rótulo esse um tanto quanto curioso, pois não define muita coisa, só deixa claro as influências da banda. Esse aspecto, contudo deve ser relativizado visto que ora ou outra o Bodom gosta de injetar em suas músicas uma levada pop que no final das contas acaba soando muito bem.

Se comparado ao trabalho anterior, "Blooddrunk" (2008), "Relentless, Reckless Forever" possui uma pegada mais melódica, valorizando bastante os riffs e as passagens de teclado. Podemos destacar ainda os solos empolgantes e a bateria consistente do início ao fim. As cadenciadas no decorrer do álbum deixam evidente a qualidade de composição da banda. É bom destacar esse ponto, já que eventualmente direcionamos muita atenção ao líder Alexi Laiho, porém Janne Warman faz um trabalho admirável encaixando o teclado nos momentos certos da música, sem torná-las enfeitadas ou muito melódicas. O baixo também é bem presente e completa bem os momentos de calmaria de algumas faixas. Eventualmente teremos duelos de guitarra e teclado que devem valorizar bastante o show ao vivo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não irei prolongar os comentários quanto às músicas, pois todas seguem uma qualidade de composição muito alta, tornando o CD bastante satisfatório, mas vale destacar o refrão da primeira faixa "Not My Funeral" e o modo como a mesma foi finalizada. Em "Shovel Knockout" e "Roundtrip To Hell And Back" a bateria "come solta" e os teclados são emblemáticos com solos muito bem feitos (arranjados e elaborados). "Pussyfoot Miss Suicide" e "Relentless, Reckless Forever" são até bem parecidas, mas a dupla de guitarras compõe solos avassaladores. Os vocais rasgados de Alex Laiho são destaque em todas as faixas, mas pessoalmente fiquei mais atento aos das músicas "Ugly" e "Was It Worth It?", sendo que a última já possui um clipe na web. Além dessas, não poderia faltar aquela dose de humor com o cover da música "Party All The Time" do famoso ator Eddie Murphy.

Pode ser que ao ouvir o álbum pela primeira vez você não perceba muitas novidades ou então vem a mente aquele comentário: "Tá bom, mas falta alguma coisa. O que será?" Acredito que a priori seja natural essa sensação, mas depois fica mais clara a proposta da banda e as inovações sutis que a mesma fez neste álbum, sem perder o peso característico dos trabalhos anteriores. Vale à pena curtir o sétimo álbum desses finlandeses, pois em "Relentless, Reckless Forever", o Bodom manteve a essência que destacou o grupo no cenário do Metal.

Alexi Laiho (guitarra e vocais)
Jaska Raatikainen (bateria)
Henkka Blacksmith (baixo)
Janne Warman (teclados)
Roope Latvala (guitarra)

Músicas:
1. Not My Funeral
2. Shovel Knockout
3. Roundtrip To Hell And Back
4. Pussyfoot Miss Suicide
5. Relentless, Reckless Forever
6. Ugly
7. Cry Of The Nihilist
8. Was It Worth It?
9. Northpole Throwdown