Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana cuja letra fala sobre esperança de Renato em se curar da AIDS

imagemMax e Iggor convidam Jairo, detonam no Rio e alfinetam: "Verdadeiro Sepultura"

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix

imagemTom Morello explica por que o RATM se reúne, mas não lança novas músicas

imagemPodcast diz que prática comum no black metal hoje seria "coisa de esquerdomacho"

imagemQuando Slash tentou entrar pro Kiss mas foi rejeitado por um motivo cruel

imagemNando Reis e a enigmática música que ele queria usar para seduzir Marisa Monte

imagemPink Floyd: Roger Waters relembra a última vez que viu Syd Barrett

imagemPrika explica critérios para entrar na Nervosa: "Fascista na minha banda não toca!"

imagemA sincera resposta de João Gordo para quem o acusa de ser "traidor do movimento"

imagemDez clássicos do rock e do heavy metal que não têm bateria

imagemA canção do Queen que Freddie Mercury achava ser bem melhor do que "Bohemian Rhapsody"

imagemO hit dos Engenheiros do Hawaii que faz uma dura crítica à panelinha do rock nacional

imagemEddie Munson faz metaleiros virarem novos crushes da geração TikTok, diz site

imagemLulu Santos diz que "a hora é agora" para manifestações no Rock in Rio


Stamp

Judas Priest: porque não entregar o que os fãs esperavam?

Resenha - Nostradamus - Judas Priest

Por Ricardo Seelig
Em 13/08/08

publicidade

Nota: 4

Às vezes eu me pergunto o que passa na cabeça de certas bandas. Com a volta de Rob Halford em 2003, o Judas Priest estava com tudo na mão para fazer os fãs esquecerem a passagem apagada de Tim Owens pelo grupo. Mas, ao invés de fazer o que sempre fizeram e, até prova em contrário, sempre souberam, Tipton, Downing e companhia resolveram inovar.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O mediano "Angel Of Retribution" já dava a pista, mas o novo álbum, "Nostradamus", escancara de vez. Porque não entregar aquilo que os fãs estavam esperando? Seria fácil, o disco venderia horrores e a banda lotaria shows em todo o mundo. Mas não, o Judas Priest quis experimentar algo novo a essa altura de sua carreira, e o resultado foi desastroso, pra dizer o mínimo.

Pra começar, "Nostradamus" é pretencioso, chato de ouvir (com um número interminável de vinhetas entre as faixas) e pouco inspirado. As composições se arrastam por longos e dolorosos minutos, explorando um conceito pra lá de batido. Tentando soar épico, grandioso e sinfônico, o Judas Priest encheu o disco de teclados que, ao invés de somar ao arranjo das canções, puxam o material para baixo, dando ao álbum um ar ultrapassado, como se fosse um refugo mal feito de "Turbo", de 1986 (um dos meus discos preferidos do Judas, só pra constar).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No meio disso tudo, algumas músicas, não satisfeitas em serem apenas chatas, soam totalmente sem pé nem cabeça, como é o caso de "War", que tenta unir o característico metal do Judas Priest a um arranjo sinfônico que emula trilha de filmes como "Senhor dos Anéis" e derivados. O resultado? Horrível.

Outro momento constrangedor é "Death", onde a banda tenta soar climática e soturna, mas só consegue ser derivativa e decadente. É de se perguntar como nenhum dos integrantes do Judas teve senso crítico para perceber o nível risível dessa faixa.

E o trabalho segue essa linha apoteótica de churrascaria por quase toda a sua duração, em composições repletas de pretensão, supostamente grandiosas e épicas, mas totalmente sem inspiração e tesão. Enfim, um mostro sem sentido que desafia o ouvinte a chegar ao seu final.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas aquele que conseguir isso vai ter ao menos duas faixas que merecem uma atenção especial. "Nostradamus", a que dá nome ao trabalho, é um heavy metal vigoroso na linha do que a banda fez na época de "Painkiller", e que coloca um gostinho do que o disco poderia ter sido. Já "Future Of Making" tem um andamento cadenciado e passagens repletas de melodia, mostrando o quanto uma dose de inspiração é fundamental para uma canção, já que seus mais de oito minutos descem redondinho.

Concluindo, "Nostradamus" é um álbum muito decepcionante, um tropeço enorme na discografia do Judas Priest, um dos maiores nomes da história do heavy metal. Se a banda voltou com a sua formação clássica para gravar discos do nível desse último trabalho e do anterior, "Angel of Retribution", era melhor ter encerrado as suas atividades.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Faixas:
1. Dawn of Creation
2. Prophecy
3. Awakening
4. Revelations
5. The Four Horsemen
6. War
7. Sands of Time
8. Pestilence and Plague
9. Death
10. Peace
11. Conquest
12. Lost Love
13. Persecution

CD2
1. Solitude
2. Exiled
3. Alone
4. Shadows in the Flame
5. Visions
6. Hope
7. New Beginnings
8. Calm Before the Storm
9. Nostradamus
10. Future of Mankind

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dez clássicos do rock e do heavy metal que não têm bateria

Max Cavalera diz que deseja trabalhar com Bruce Dickinson e outros dois ícones do metal

Judas Priest: Rob Halford comenta a influência de Led Zeppelin e Queen

Regis Tadeu analisa "Screaming For Vengeance", um dos maiores clássicos do heavy metal

Judas Priest: Produtor relembra rivalidade positiva entre Glenn Tipton e K. K. Downing

Halford ficou jururu ao saber que Judas vai receber "prêmio de consolação" do Rock Hall

Rob Halford relembra as loucuras do passado; "Nós estávamos dançando com a morte"

Rob Halford mostra a imagem mais pesada que você vai ver nesta semana

Metal FC: confira como seria um time de futebol formado por onze ícones do heavy metal

Judas, Megadeth e Van Halen aparecem em lista de "50 piores músicas" de grandes artistas

"O Iced Earth era tão grande quanto o Judas Priest", diz Tim Ripper Owens

Dez hits do heavy metal que podem ser ouvidos por quem não gosta do estilo

Tim Ripper fala sobre a relação com Rob Halford e diz que há respeito mútuo entre eles

Tim Ripper diz que é "chocante" ver que sua história no Judas foi apagada

Judas Priest: Rob Halford comenta a influência de Beatles e Rolling Stones

MTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal

Loudwire: grandes bandas que lançaram dois (ou três) ótimos álbuns no mesmo ano

Noisecreep: dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s

Kurt Cobain e a banda brasileira que mexeu com ele: "eles foram muito revolucionários"

O trocadilho picante que Ney fazia em "Pro Dia Nascer Feliz" que Cazuza gargalhava


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig.