Resenha - 25 Years Of Anarchy And Chaos - Exploited

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

8


Desde sua estréia com o clássico "Punks Not Dead" (1981) até o mais recente "Fuck The System" (2003), a galera do Exploited tem mostrado com sobras que punk com hardcore é com eles mesmo. Vez por outra incluindo algumas pitadas de metal em seu som, os caras perpetuaram sua marca ao longo destes 25 anos de história. Esta coletânea, lançada pela Rock Machine, visa celebrar o aniversário da banda trazendo 24 faixas organizadas cronologicamente.

Desde o começo, com "Army Life", "Exploited Barmy Army" e "Punks Not Dead", passando por sonzeiras como "Dogs Of War", "Computers Don’t Blunder" e "War Now" (aonde algumas pitadas de metal podem ser percebidas), os caras arregaçam tudo. Infelizmente não houve o cuidado de remixar as músicas e dar uma melhorada na produção, o que acarreta em sonoridades bem diferentes, afinal a banda sempre primou por manter-se no underground, e só no final dos anos 90 começou a fazer shows em eventos maiores e de maior público, o que não desmerece sua qualidade, é claro.

publicidade

Quem curte o Exploited mais metal, mais bem produzido, irá se deleitar com "Porno Shit", "System Fucked Life" e as mais recentes "Chaos If My Life" e "Never Sellout", mais bem produzidas e com uma pegada mais moderna, porém não menos agressiva.

Uma boa oportunidade para se conhecer uma das bandas que ajudou a propagar o punk rock e hardcore. Coletâneas nunca serão unanimidade, mas esta ficou bem legal, aproveite.

publicidade

Rock Machine Records – 2006 (NACIONAL)

Site Oficial: http://www.the-exploited.net




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo


Mustaine: Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!Mustaine
"Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

Rammstein: Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!, diz Till LindemannRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin