Resenha - Entre O Bem e o Mal - Nutshell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

9


Os paulistas do Nutshell iniciaram atividades em 2005 e já começaram com o pé direito, devo afirmar: venceram um prêmio Claro Hits e uma de suas músicas acabou virando toque polifônico para os celulares da marca. Investindo pesado no rock brazuca mas com guitarras encorpadas e vocais à la Pearl Jam, a banda chega a seu primeiro CD como uma das boas promessas do rock nacional.

"Alguém Irá Dizer" (que virou vídeo-clipe, aliás muito bem produzido) traz esse lado rocker descompromissado, com levada empolgante. "Resto" (a faixa dos celulares) resgata o toque cadenciado do grunge, com bons resultados, o que também ocorre em "Entorpecer" (levada Pearl Jam total) e na boa balada "Velhos Olhos".

publicidade

Mesmo não trazendo grandes novidades em seu som, a banda emplaca pelo bom investimento no estilo proposto. "Perto Do Fim" tem um acento pop agradabilíssimo e "Animalia" carrega no peso e distorção. O mais próximo que esta banda chega do rock brazuca anos 80 e na nostálgica "Onde Você Se Perdeu", que abre espaço para os nove minutos de "Entre O Bem E O Mal" (na verdade uns 6 minutos, já que três ficaram para uma surpresa escondida).

publicidade

Um bom começo. Uma banda que irá aos poucos desenvolver sua personalidade e que só tem a crescer. Um alívio para quem acha que o rock brasileiro estagnou.

Formação:
Daniel Guerra – Vocais
Rafael Amaral – Baixo
Alan Petrillo – Bateria
Renato Zangrossi – Guitarras

2006 - NACIONAL

Site Oficial: http://www.nutshell.com.br




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Wonder Years: O soundtrack do grande sucesso de público e críticaWonder Years
O soundtrack do grande sucesso de público e crítica

Led Zeppelin: por que Robert Plant não gosta de cantar Stairway to Heaven?Led Zeppelin
Por que Robert Plant não gosta de cantar "Stairway to Heaven"?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin