Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemRob Halford compartilha a foto mais metal da semana; "O Rei e Eu"

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemO clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

imagemA opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

imagemO hit de Nando Reis inspirado em clássico do Led Zeppelin e na relação com sua mãe

imagemJimmy Page conta como convenceu Robert Plant a formar o Led Zeppelin

imagemPaul Di'Anno recebe ajuda de Derek Riggs para angariar fundos

imagemA música do Black Sabbath favorita de Frank Zappa

imagemA opinião de Robb Flynn do Machine Head sobre o retorno do Pantera

imagemGuitarrista do Skid Row diz que não fala com Sebastian Bach e não pensa em fazer pazes


Dream Theater 2022

Resenha - Dies Irae - Where Angels Fall

Por Maurício Gomes Angelo
Em 12/09/05

Nota: 7

O nome não mente, o título não mente, a capa não mente. O som do Where Angels Fall é este mesmo que estás pensando: vocais femininos carregados de lamentações, corais de fundo, bateria em estado hipnótico, tom arrastado, riffs aqui e acolá – servindo como intermezzos estruturais – peso em menor ou maior escala, e, claro, influências clássicas. Funciona? Sim. É original? Não. É bom? È.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A faixa título, de cara, já demonstra o delicioso doom-gothic destes noruegueses, e quando "Hollow" se inicia, percebemos que na verdade eles têm, sim, um diferencial: os sintetizadores. Usados com destreza e habilidade, o resultado de tais intervenções é altamente satisfatório (e ele sempre é quando utilizados com consciência), resultando num ótimo complemento por trazer sobreposições de tons agradáveis e contributivos.

A vocalista, Eirin Bendigsten, não apenas possui uma bela voz, como sabe ser perfeitamente comedida, sendo certeira na interpretação emotiva e lírica, se afastando da pieguice e de malabarismos vocálicos egocêntricos.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Lose Yourself In Me" vai à tradição de bandas como Virgin Black e The Gathering, de teor melancólico, progressivo e com riffs cadenciados. "Requiem", apesar de mais rebuscada, já demonstra sinais de cansaço. Como é comum em bandas do gênero, a fórmula se torna familiar, a estruturação das músicas também e os maneirismos do conjunto idem. A cozinha é competente (falta dar destaque ao baixo), mas as guitarras de André Bendigstsen deveriam ser mais criativas.

Por ser um EP, "Dies Irae" passa agradavelmente, todavia, a pergunta é inevitável: como todos estes elementos se comportariam num álbum cheio?
Os 21 minutos de música aqui presentes, salvo as objeções, conseguem despertar a curiosidade.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Formação:
Eirin Bendigsten (Vocal)
André Bendigstsen (Guitarras e programação)
Krisitan Andersen (Baixo)
Tom Remi Flygel (Sintetizadores e programação)
Ole Kristian Lovberg (Bateria)

Site Oficial: www.whereangelsfall.com

Material cedido por:

Hellion Records
Rua 24 de Maio, 62 – Lojas 280/282/308 – Centro
São Paulo – SP – CEP: 01041-900 – Brasil
Tel: (11) 5083-2727 – 5083-9797 – 5539-7415
Fax: (11) 5549-0083
Internet: www.hellionrecords.com
Email: [email protected]


Outras resenhas de Dies Irae - Where Angels Fall

Resenha - Dies Irae - Where Angels Fall

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo.