Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemMetallica: Bob Rock revela segredos do "Black Album"

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"


Stamp

Resenha - Bring 'em Bach Alive - Sebastian Bach

Por Fernando De Santis
Em 17/06/05

Nota: 9

Demorou, mas finalmente o disco que traz Sebastian Bach (ex-vocalista do Skid Row) de volta à ativa, foi lançado no Brasil. "Bring ‘em Bach Alive!" fora lançado em 1999 e agora, a gravadora ST2 Records está disponibilizando aos brasileiros esse álbum que conta com cinco músicas inéditas de Sebastian e outras gravadas ao vivo, em um show no ano de 1998, em Tóquio.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Além de ter Sebastian Bach em ótima forma, a banda conta com Richie Scarlet (Guitarra), Jimmy Flemion (Guitarra), Larry (Baixo) e Mark Mconnell (Bateria). O encarte do CD conta com algumas fotos peculiares dos músicos, trajando umas fantasias e roupas estranhas e ainda conta com uma historinha em quadrinhos divertida, cheia de citações a clássicos do Skid Row. As cinco primeiras faixas do álbum são inéditas, com destaque para a empolgante "Rock n’ Roll", que conta com um ‘riffão’ pra lá de inspirado e um refrão marcante, a balada de violão "Superjerk, Superstars, Supertears" e a nervosa "Blasphemer" que apesar de ser curtinha, empolga muito.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A parte ao vivo do CD apresenta clássicos dos três álbuns do Skid Row: "Skid Row", "Slave To The Grind" e "Subhuman Race". Sebastian se apresenta muito empolgado e bem à vontade no Japão. No geral as músicas ao vivo estão bem mais rápidas do que nas versões originais. Os destaques ficam por conta da pesadíssima "Slave To Te Grind", "Riot Act" que já era rápida e ficou ultra-rápida nessa versão e para a emocionante balada "I Remember You", com um final arrasador. Em "Beat Yourself Blind", Sebastian dá seu show à parte, com uma bela performance vocal. O CD é encerrado com o clássico "Youth Gone Wild", que é pedido em exaustão pelos fãs japoneses.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Uma pena que demorou a ser lançado no Brasil, pois esse disco, que traz um dos vocalistas mais competentes do Hard Rock a ativa, é garantia de rock da melhor qualidade e já deveria de estar disponível aos brasileiros desde 1999, provando que Sebastian ainda tem muita lenha para queimar.


Outras resenhas de Bring 'em Bach Alive - Sebastian Bach

Resenha - Bring 'Em Bach Alive - Sebastian Bach

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sebastian Bach: "descobri novos meios de se consumir maconha"



Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre

Mais matérias de Fernando De Santis.