Matérias Mais Lidas

imagemA resposta de John Lennon quando perguntado se retornaria aos Beatles em 1975

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemCinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemRitchie Blackmore em 1978 sobre o Kiss, Fleetwood Mac, Yardbirds e Led Zeppelin

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1984 é um ano vital para o metal

imagemQuantos discos o Guns N' Roses vendeu no Brasil e no mundo? Veja os números

imagemCinco curiosidades sobre "The Sick, The Dying... And The Dead!", do Megadeth

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemCadáveres, sangue e girombas: a história da capa de "Reign In Blood", do Slayer

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemKiss: Tommy Thayer responde se Gene Simmons e Paul Stanley se dão bem

imagemPara Ian Anderson, os punks pensaram serem "a vacina" contra o rock progressivo


Stamp

Resenha - No Ass No Pass - Bastardz

Por Fernando De Santis
Em 27/02/05

Nota: 8

Tire suas maquiagens do fundo da gaveta, pegue aquela sua camiseta rosa e rasgada que estava jogada no armário, acessórios de zebras ou onças são bem vindos, e arrume seu cabelo no estilo "anos 80", pois o Hard Rock glam não morreu... aliás, vive mais próximo do que você imagina!

Formado por Nat Reed (vocal), Mr. Lady (bateria), Thomas Büttcher (guitarra), Danny Michaels (guitarra) e Drannath Kate (baixo), a banda Bastardz está lançando de forma independente seu álbum de estréia, intitulado "No Ass No Pass". Muitos podem torcer o nariz por ser um trabalho independente, mas o álbum está muito caprichado. A capa é disparada uma das mais legais que eu já vi nos últimos tempos, o encarte embora não tenha as letras, tem bastante informações e é muito bonito. A produção do álbum, que ficou por conta de Henrique Baboom, está impecável. O disco conta com apenas cinco músicas, mas é o suficiente para ver a qualidade e o profissionalismo dos músicos.

"Pills" é a faixa de abertura do álbum, que conta com um riff bem marcante, enquanto o vocal de Nat às vezes apresenta aquele efeito falado de "walkie-talk". A construção da música é bem simples e direta, versos, ponte e refrão e sem solo. "Grab Her By The Tail" tem uma introdução ao estilo Guns n’ Roses e já cativa pela bateria bem peculiar. O vocal de Nat meio "enjoado" é o destaque da banda. Aliás, o vocal foi gravado à parte, depois da gravação de todos os instrumentos, em outra ocasião. "Wasted Generation" tem como destaque o trabalho de Mr. Lady na bateria, cheia de pequenos detalhes e o solo de guitarra de Thomas muito bem feito.

"Spider Sarah" é mais direta, tem uma base simples, porém empolgante. O baixo de Drannath fica mais evidente nessa faixa. E ao som de gemidos de uma moça, "Alleycat Spoiled Brat" começa já arregaçando tudo (sem trocadilhos com o detalhe do início da música), pois trata-se da composição mais interessante do álbum. A música tem aquele clima de festa característico no Hard, o refrão é marcante, desses que ficam na cabeça por um tempo e fecha em grande estilo o álbum da banda paulistana.

Se você curte aquele clima glam dos anos 80 e se você aprecia um bom hard rock, o disco "No Ass No Pass" da banda Bastardz é altamente recomendado! Uma pena que o álbum tem poucas composições... a função "repeat" do CD player terá que trabalhar muito, quando esse CD estiver rodando.

Site: http://www.bastardzweb.com

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre

Mais matérias de Fernando De Santis.