Resenha - Bloodshed - Krisiun

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


De "Ummerciful Order" (1993) até "Bloodshed" (2005) o Krisiun mudou muito. A banda que antes lutava para crescer, com instrumentos de qualidade sofrível e tocando em tudo quanto fosse lugar cresceu e virou um dos nomes mais respeitados quando se fala em metal extremo. De banda de abertura que aproveitava para tirar uma casquinha em clubes europeus, o trio formado por Alex Camargo (Baixo/Vocais), Max e Moyses Kolesne (Bateria e Guitarra, respectivamente) tornou-se uma potência, capaz de ser "headliner" de pacotes de turnês, e de fazer seus próprios shows no exterior. Esta evolução talvez seja o grande atrativo de "Bloodshed", que traz os 4 temas do MCD, junto com 8 outros temas, gravados em 2004. E desde já um aviso: NADA DE TECNOLOGIA!!! A PRODUÇAO FOI TOTALMENTE ANALÓGICA!!!

Krisiun: banda anuncia turnê na Europa com 32 datas em 32 diasDedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate

De fato o Krisiun atualmente se mostra uma banda muito madura e capaz de experimentar preservando sua sonoridade. "Slain Fate" é uma porrada bem cadenciada, com Moyses caprichando nos "riffs" e batidas com muito "groove" por parte de Moyses. Já "Ominous" é o Krisiun de sempre, com a velocidade imperando, mas com realmente um trampo muito mais cuidadoso, que gera um resultado admirável para uma banda já veterana, que ainda assim surpreende.

As músicas novas mixturam o peso e ritmos mais cadenciados ("Servant of Emptiness", "Visions Beyond" e a quase melódica "Voodoo") com a porradaria já tradicional de "Hateful Nature". Já as 4 músicas do MCD "Ummerciful Order" trazem o Krisiun crú e rápido, quase um atropelo sonoro, "They Call Me Death", "Ummerciful Order" "Crosses Toward Hell" e "Infected Core" são pérolas do metal extremo, mas pecam pela produção da época, que obviamente foi bem aquém do que vemos nas outras faixas (até porque a banda em 1993 não tinha a mesma estrutura que tem hoje). Um processo de regravação das mesmas seria interessante. Para fechar, uma instrumental de 7 minutos, quase psicodélica (se é que podemos chamá-la assim), "OUTRO/MMIY", que mostra um Krisiun viajante, dentro de seu peso característico.

Um excelente cd, que coroa o triunfo de uma banda que não desistiu e batalhou muito. Vale conferir.

Century Media - 2004.

Site Oficial: http://www.krisiun.com.br


Outras resenhas de Bloodshed - Krisiun

Resenha - Bloodshed - Krisiun




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Krisiun"


Krisiun: banda anuncia turnê na Europa com 32 datas em 32 dias

Nile: eles diziam que eu não podia tocar sobre o EgitoNile
"eles diziam que eu não podia tocar sobre o Egito"

Scream Blog Gore: Copa do Brasil - E se os times fossem bandas?Scream Blog Gore
Copa do Brasil - E se os times fossem bandas?

Bill Ward: os dez discos de metal favoritos do bateristaBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista


Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debateDedo x Palheta
Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate

Anitta: Eu era roqueira. Comecei no funk por destino.Anitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Guitarristas: os sete mais influentes de todos os temposGuitarristas
Os sete mais influentes de todos os tempos

Classic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock

Ramones: Perguntas e respostas e curiosidadesRamones
Perguntas e respostas e curiosidades

Velvet Revolver: Slash detalha seu período nas drogasVelvet Revolver
Slash detalha seu período nas drogas

Dream Theater: John Myung explica porque usa um baixo de seis cordasDream Theater
John Myung explica porque usa um baixo de seis cordas


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336