Matérias Mais Lidas

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemIrmão de Bon Scott fala pela primeira vez: "Ele nunca se preocupou com o futuro!"

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemRaimundos: Digão acusa Instagram de censura após poucas curtidas em post

imagemNoel Gallagher sobre sua preferida do Pink Floyd: "Adoraria conhecer Roger Waters"

imagemDave Mustaine quis tirar foto com moça que usava vestido do Megadeth, mas...


In-Edit

Resenha - Bloodshed - Krisiun

Por Rafael Carnovale
Em 15/02/05

Nota: 9

De "Ummerciful Order" (1993) até "Bloodshed" (2005) o Krisiun mudou muito. A banda que antes lutava para crescer, com instrumentos de qualidade sofrível e tocando em tudo quanto fosse lugar cresceu e virou um dos nomes mais respeitados quando se fala em metal extremo. De banda de abertura que aproveitava para tirar uma casquinha em clubes europeus, o trio formado por Alex Camargo (Baixo/Vocais), Max e Moyses Kolesne (Bateria e Guitarra, respectivamente) tornou-se uma potência, capaz de ser "headliner" de pacotes de turnês, e de fazer seus próprios shows no exterior. Esta evolução talvez seja o grande atrativo de "Bloodshed", que traz os 4 temas do MCD, junto com 8 outros temas, gravados em 2004. E desde já um aviso: NADA DE TECNOLOGIA!!! A PRODUÇÃO FOI TOTALMENTE ANALÓGICA!!!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De fato o Krisiun atualmente se mostra uma banda muito madura e capaz de experimentar preservando sua sonoridade. "Slain Fate" é uma porrada bem cadenciada, com Moyses caprichando nos "riffs" e batidas com muito "groove" por parte de Moyses. Já "Ominous" é o Krisiun de sempre, com a velocidade imperando, mas com realmente um trampo muito mais cuidadoso, que gera um resultado admirável para uma banda já veterana, que ainda assim surpreende.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

As músicas novas mixturam o peso e ritmos mais cadenciados ("Servant of Emptiness", "Visions Beyond" e a quase melódica "Voodoo") com a porradaria já tradicional de "Hateful Nature". Já as 4 músicas do MCD "Ummerciful Order" trazem o Krisiun crú e rápido, quase um atropelo sonoro, "They Call Me Death", "Ummerciful Order" "Crosses Toward Hell" e "Infected Core" são pérolas do metal extremo, mas pecam pela produção da época, que obviamente foi bem aquém do que vemos nas outras faixas (até porque a banda em 1993 não tinha a mesma estrutura que tem hoje). Um processo de regravação das mesmas seria interessante. Para fechar, uma instrumental de 7 minutos, quase psicodélica (se é que podemos chamá-la assim), "OUTRO/MMIY", que mostra um Krisiun viajante, dentro de seu peso característico.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Um excelente cd, que coroa o triunfo de uma banda que não desistiu e batalhou muito. Vale conferir.

Century Media – 2004.

Site Oficial: http://www.krisiun.com.br


Outras resenhas de Bloodshed - Krisiun

Resenha - Bloodshed - Krisiun

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Krisiun e Ratos de Porão são atrações do Circle Of Infinity Fest, em Limeira




Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.