Resenha - Deadly Lullabyes Live - King Diamond

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Coutinho
Enviar Correções  

9


O som do King Diamond sempre despertou reações maniqueístas: quem não ama, odeia. Comigo não foi diferente. Embora sempre apreciasse a temática lírica dos álbuns do "Rei Diamante" — em minha opinião, o conceito do álbum "Abigail" é nada mais do que estupendo — nunca me senti muito atraído por aqueles falsetes que ele insistia em utilizar em seus trabalhos.

publicidade

Pois bem, tudo mudou quando me deparei com este álbum duplo ao vivo, intitulado "Deadly Lullabyes Live". Aqueles falsetes enervantes — ainda que alguns fãs achem o máximo, a mim soavam um tanto sacais — estão agradavelmente ausentes. Quer dizer, não desapareceram totalmente, mas estão bem mais dosados. Mesmo o fã mais árduo tem que concordar que Mr. King não tem uma voz à Bruce Dickinson ou Dio, mas sabe utilizá-la a contento. Também não poderia deixar de ressaltar sua interpretação vocal, que deixa muitos vocalistas de metal no chinelo.

publicidade

Mas nada disso ajudaria se a produção do álbum fosse uma tremenda porcaria. E o que Andy LaRocque e King Diamond fizeram neste quesito foi ilegal! Há tempos não ouvia um álbum ao vivo com uma qualidade tão fidedigna, tão cristalina, tão demais!

Por isso, delire ao som de "Mansion in the Darkness" (essa ficou perfeita!), "So Sad", "Welcome Home", faixas do mais recente trabalho, "The Puppet Master" e todos aqueles clássicos do heavy rock horror que fizeram a história de King Diamond.

publicidade

Há ainda a participação da vocalista húngara Livia Zita, que fez as vozes femininas no álbum "The Puppet Master" e que repete a dose neste trabalho ao vivo. Em suma, um grande álbum. Compre sem titubear!

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mercyful Fate: novo álbum da banda está sendo feito, segundo King DiamondMercyful Fate
Novo álbum da banda está sendo feito, segundo King Diamond

King Diamond e Mercyful Fate: novos álbums a caminhoKing Diamond e Mercyful Fate
Novos álbums a caminho

Mercyful Fate: biografia nacional se esgota rapidamente

Mercyful Fate e King Diamond: todos os álbuns das bandas, do pior para o melhorMercyful Fate e King Diamond
Todos os álbuns das bandas, do pior para o melhor

King Diamond: quebra-cabeça com a capa de Abigail será lançado em outubroKing Diamond
Quebra-cabeça com a capa de "Abigail" será lançado em outubro

Mercyful Fate: lançado no Brasil Black Funeral - A História do Mercyful FateMercyful Fate
Lançado no Brasil "Black Funeral - A História do Mercyful Fate"

King Diamond: boneco personalizado com visual da era Mercyful FateKing Diamond
Boneco personalizado com visual da era Mercyful Fate


King Diamond: Seus fãs, Metallica, satanismo e Brasil em entrevista exclusivaKing Diamond
Seus fãs, Metallica, satanismo e Brasil em entrevista exclusiva

Vocalistas: cantora clássica analisa cinco ícones do Heavy MetalVocalistas
Cantora clássica analisa cinco ícones do Heavy Metal


Guitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidosGuitar World
Revista elege os 50 guitarristas mais rápidos

Steve Perry: 5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do JourneySteve Perry
5 fatos curiosos sobre o ex-vocalista do Journey


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin