Resenha - Hellfire Club - Edguy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


"LADIES AND GENTLEMAN, WELCOME TO THE FREAKSHOW!!!". Com esta singela frase e um berro, Tobbias Samet nos saúda no novo cd do Edguy, que sucede o bom Mandrake. "Mysteria", a faixa de abertura de "Hellfire Club", é antes de tudo surpreendente: peso absurdo, Tobbias forçando a voz ao limite, e um trabalho bem mais agressivo do que de costume, que mostra que o Edguy resolveu por as manguinhas de fora e fazer algo bem pesado desta vez.

publicidade

Uma levada cadenciada introduz "The Piper Never Dies", que em seus dez minutos mostra uma banda bem mais ousada, fugindo um pouco do power a lá Helloween que caracterizou seus cd's anteriores, sendo mais criativa, com "riffs" a lá Maiden e um peso incomum ao Edguy, embora você reconheça a banda e seu estilo. Ponto para os alemães.

As surpresas continuam com "We don't Need a Hero", embora esta seja mais próxima da sonoridade de "Mandrake", mas ainda pesadíssima e totalmente calcada no speed. Quer mais surpresas? Ouça "Down to The Devil" e perceba a pegada hard que norteia a música. O que aconteceu com estes rapazes?

publicidade

"King of Fools", o primeiro single e faixa título de um EP que precedeu este cd é puro Edguy, com uma levada bem cadenciada, assim como "Under the Moon", que continua no speed a lá Helloween que a banda gosta de praticar. Já as surpresas voltam em "Lavatory Love Machine" (uma mistura de Motley Crue com Manowar, hard, heavy e com uma letra bem sacana) e "Navigator" (com uma influência forte de Queensryche e seu metal épico). Já baladas como "Forever", "Rise of the Morning Glory" e a lindíssima "The Spirit Will Remain" usam uma orquestra completa, sendo excelentes.... até nas baladas a banda surpreendeu desta vez.

publicidade

Não se pode imaginar o que deu na cabeça de Tobbias Sammet, Jens Ludwig e Dirk Sauer (guitarristas), Felix Bohnke (baterista) e Tobias "Eggi" Exxel (baixista), mas tal ousadia rendeu o melhor cd da banda, de longe. Agora é esperar para conferirmos o inferno em chamas do Edguy ao vivo, já que eles devem aportar por aqui no fim do ano. OBRIGATÓRIO!!!

publicidade

Site Oficial: http://www.edguy.net

Material Cedido Por:
Nuclear Blast Records/Paradoxx Music
http://www.nuclearblast.de
http://www.paradoxxmusic.com.br
São Paulo (SP)

publicidade


Outras resenhas de Hellfire Club - Edguy

Resenha - Hellfire Club - Edguy




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da AlemanhaKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Musos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!Musos do Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!


Separados no nascimento: Robert Plant e Patrícia PillarSeparados no nascimento
Robert Plant e Patrícia Pillar

Separados no nascimento: Eddie e Seu MadrugaSeparados no nascimento
Eddie e Seu Madruga


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin