Resenha - Trilogia - Quorum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Neves
Enviar correções  |  Ver Acessos

Tem que ter muita batalha, muita estrada e um punhado de histórias para contar. É disso que é feita a verdadeira atitude Rock'n Roll. E com a banda Quorum não poderia ser diferente. Tudo começou em meados de 1988, quando o BRock se consagrava em todo o país e trazia à cena bandas da melhor qualidade, mostrando um rock'n roll de 1º mundo. Enquanto isso, o Quorum ensaiava num estúdio ainda em construção, na Baixada Fluminense. Aos poucos ia aprimorando o seu som, compondo e se destacando como uma das bandas mais expressivas do circuito alternativo do Rio de Janeiro. Através de muito trabalho (e não poderia ser diferente!) foi colecionando boas referências no cenário musical, principalmente através das muitas aberturas para bandas e artistas de expressão, como o 14 Bis e Elba Ramalho. Suas apresentações em casas de shows sempre repercutiram de forma positiva. Na Rio Sampa, o Quorum conseguiu reunir mais de 3 mil pessoas, o que fez com que a casa de espetáculos repetisse o convite em uma nova data. E o sucesso também se repetiu. Em 1994, na boate Emporium de Ipanema, bateu recorde de bilheteria - o mesmo acontecendo em Petrópolis, na La Boemia. Ainda nesse ano fez uma mini-turnê em Minas Gerais, onde realizou 5 shows. E é claro que festivais não faltaram na carreira do Quorum. Foi a banda campeã do primeiro Fest Rock da Baixada com a música Fumaça na Cabeça, levando também o prêmio de melhor guitarrista. Mas talvez o ponto mais alto de sua jornada tenha sido o FestValda/95, onde fizeram uma versão rock de Trem das Onze, de Adoniram Barbosa. Com isso, o Quorum foi aclamado pelo público e pela crítica, abrindo espaço para matérias de jornais, revistas e um especial de uma hora de duração na saudosa Rádio Fluminense.

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary HoltTamanho é documento?: os Rock Stars mais altos e baixos

Por mais uma daquelas ironias do destino, no seu melhor momento, os integrantes da banda tomaram rumos diferentes e o Quorum se dissolveu. Seus músicos ainda participariam de outras bandas antes de chegarem a uma conclusão definitiva: sonho do Quorum não tinha acabado, ou melhor, não tinha nem começado direito. Então, com uma postura muito mais madura, voltaram a se reunir no início de 2000, decididos a por em prática todo o talento e a experiência musical adquiridos ao longo desses 12 anos. Para isso divulgaram um CD Demo com 10 faixas escolhidas a dedo. As músicas transitam do mais puro Hard Rock ("Dona Ana", "Brilhar com você" e a versão de "Trem das Onze") até baladas muito bem trabalhadas ("O mundo que há em mim", "Gestos Imortais"). E da mesma forma que fica bem clara essa "variação de peso" nas composições do Cd de estréia, uma coisa permanece constante em todo ele: a fidelidade absoluta ao mais puro Rock'n Roll, trabalhado com um vocal forte, instrumentais e arranjos de altíssima qualidade, com destaque para a guitarra rasgada que acompanha quase todas as faixas. Ainda vale a pena ressaltar a riqueza de suas letras, que foge das mesmices do pop-rock contemporâneo. E por essas e outras, o Quorum tem tudo para continuar a sua história de sucesso iniciada nos anos 90.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Quorum"


Exodus: Rick Rubin é uma verdadeira fraude, diz Gary HoltExodus
"Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt

Tamanho é documento?: os Rock Stars mais altos e baixosTamanho é documento?
Os Rock Stars mais altos e baixos

Iron Maiden: banda cai no riso em show nos EUA de 2008Iron Maiden
Banda cai no riso em show nos EUA de 2008

Humor: O dia em que Steve Vai foi humilhado por ChimbinhaHumor
O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha

Sgt. Peppers: O mais importante disco da história?Sgt. Peppers
O mais importante disco da história?

Van Halen: Sammy Hagar resume por que saiu da banda nos anos 90Van Halen
Sammy Hagar resume por que saiu da banda nos anos 90

Slash: sempre bêbado nos clipes do Guns N' RosesSlash
Sempre bêbado nos clipes do Guns N' Roses


Sobre Maurício Neves

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.