Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemÍcone do metal é alvo de críticas por tocar com músico condenado por assassinato

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemMetallica divulga vídeo oficial da clássica "For Whom The Bell Tolls" ao vivo em SP

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemVocalista do Greta Van Fleet não entende os haters: "parece a p**** de uma religião"


Stamp

Resenha - Addition By Subtraction - McGill-Manring-Stevens

Por Marcos A. M. Cruz
Em 30/12/01

Nota: 8

Gostas de Jazz-Fusion? Caso a resposta seja sim, siga em frente; caso negativo, melhor fechar a janela e buscar outra coisa no site...

Ao saber que este álbum seria editado pela Laser's Edge, esperava algo bem diferente, pois aliada à presença de Jordan Rudess, achei que este trabalho sairia pela "Sensory", divisão especializada em Prog-Metal e similares; qual não foi a minha surpresa ao me deparar com este CD, e constatar que ele serviu para inaugurar mais uma divisão, a "Free Electric Sound", dedicada ao Jazz-Rock e Jazz-Fusion.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Antes de mais nada, cumpre uma pequena explicação: ao contrário do que algumas pessoas pensam, existe uma diferença bem nítida entre Jazz-Rock e Jazz-Fusion (ou simplesmente Fusion); enquanto o primeiro se trata de Rock tocado com influências Jazzísticas (exemplo clássico: Mahavishnu Orchestra), o outro se trata de Jazz com influências de outros estilos, seja Pop, World Music, Salsa, Rumba, e até mesmo Rock - só que, neste caso, a estrutura básica da canção é o Jazz, e não o Rock (exemplo clássico: Weather Report).

Logicamente esta mistura muitas vezes desagrada aos jazzófilos mais puristas, porém têm a vantagem de aproximar do gênero inúmeras pessoas que não são chegadas ao estilo - embora, com o passar dos anos, este rótulo tenha se tornado realmente algo muito vago, vide os artistas que participam dos Festivais de Jazz no Brasil... :o))

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Mas o que temos neste trabalho instrumental do trio Scott McGill (guitarras), Michael Manring (baixo) e Vic Stevens (bateria), se trata do que os experts aceitam com naturalidade como Jazz-Fusion, embora com momentos bastante próximos do Jazz-Rock, principalmente nas três canções que contam com a participação do tecladista Jordan Rudess - "We Are Not Amused", "Conflict Resolution" e "In-a-Gadda DaVinci" (será alguma alusão ao lendário álbum do Iron Butterfly?).

Além das três acima, há outras faixas que são quase (note bem: eu disse QUASE!) Prog-Metal, tais como "Zimparty" (que abre o CD), "Conflict Resolution", "Vicodin Shuffle", "Post Hocto-Proct" e a própria faixa-título; porém as demais, talvez pelo fato de carecer de um som de guitarra mais proeminente, tendem a soar um tanto quanto "Muzak" (música de elevador) para ouvidos não treinados - com excessão de "Euzkadi", única composição totalmente acústica do álbum, e que por isso, destoa um bocado das restantes.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Desnecessário dizer que todos são virtuosos nos seus instrumentos, e o entrosamento entre eles é excelente, com a "cozinha" formada por Manring e Stevens dando respaldo às improvisações guitarrísticas de McGill; a produção de Neil Kernon é impecável, nos permitindo ouvir nitidamente cada nuance dos instrumentos, graças também à masterização em HDCD feita por Joe Gastwirt.

Em suma: um trabalho excelente, porém indicado apenas para "iniciados"; se este não é o seu caso, prezado leitor, aconselho ouvir antes de gastar uma parte de seu 13º neste CD...

Faixas:

01 - Zimparty (5:22)
02 - We Are Not Amused (7:02)
03 - KVB Liar (5:14)
04 - The Execution of Veit (0:32)
05 - The Voyage of St. Brendan - Abbot of Clonfert (3:46)
06 - Sil (5:46)
07 - Addition by Subtraction (7:27)
08 - Vicodin Shuffle (4:45)
09 - Euzkadi (3:42)
10 - Conflict Resolution (5:04)
11 - Purging Mendel's Beasts (9:27)
12 - In-A-Gadda Davinci (5:07)
13 - Four Fields (6:28)
14 - Post Hocto-Proct (0:32)

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Total - 70:22

Scott McGill (guitarras)
Michael Manring (baixo)
Vic Stevens (bateria)
participação especial:
Jordan Rudess (teclados)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Marcos A. M. Cruz

Fanático por rock setentista.

Mais matérias de Marcos A. M. Cruz.