Resenha - Is This It? - Strokes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ana Therezo
Enviar Correções  

8


Se você habita o planeta Terra e, mesmo que esporadicamente, liga o rádio para curtir uma música, já deve ter ouvido falar nos Strokes - banda nova iorquina, considerada pelos mais afoitos como a maior revelação do rock desde Kurt Cobain e cia.

publicidade

O quinteto formado por Albert Hammond Jr. (guitarra), Fabrizio Moretti, (bateria) - que é brasileiro, por sinal; Julian Casablancas (vocal), Nick Valensi (guitarra) e Nikolai Fraiture (baixo), faz uma miscelânea de Stooges, Ramones, Joy Division, Buzzcocks e Velvet Underground, com músicas curtas e divertidas, puro rock de pegada punk.

O álbum de estréia chama-se "Is this it?" e tem 11 faixas. Já na primeira audição, destacam-se pelo menos quatro delas como candidatas a sucessos imediatos: "The modern age", "Last nite", "Hard to explain" e "Take it or leave it". Aliás, "Last nite" toca insistentemente em terras tupiniquins, não só em rádios especializadas no gênero, mas também naquelas que antes povoavam os "pop-axé-funk-forró"...

publicidade

Algumas músicas como "New York City Cops" (retirada da versão norte-americana após os atentados ao World Trade Center) e as "quase" baladas "Trying your luck" e "Is this it" soam um pouco oportunistas, como os próprios integrantes da banda. Ou você não sabia que Julian Casablancas é filho do dono da Elite Models e Albert Hammond Jr, como o próprio nome diz, filho do compositor e hitmaker Albert Hammond? Mas quem sou eu para discutir com a revista inglesa NME (New Music Express) que elegeu o álbum o melhor do ano, isso sem contar os excelentes comentários publicados na Rolling Stone e The Face.

publicidade

O fato é que os rapazes são bons, carismáticos e acharam um belo nicho de mercado para desbravar. Agora, o tempo revelará se o grupo merece todos esses elogios. Afinal, serem considerados "salvadores" do rock - gênero que nunca precisou de salvação, é no mínimo uma tremenda responsabilidade.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lollapalooza Brasil: festival é adiado para setembro de 2021; leia comunicado oficialLollapalooza Brasil
Festival é adiado para setembro de 2021; leia comunicado oficial

Lollapalooza Brasil: festival deve ser adiado para 2021, diz presidente da T4FLollapalooza Brasil
Festival deve ser adiado para 2021, diz presidente da T4F

Lollapalooza: co-fundador da franquia acredita que festival só voltará em 2022Lollapalooza
Co-fundador da franquia acredita que festival só voltará em 2022


11 de Setembro: Saiba como o atentado às torres atingiu o Rock11 de Setembro
Saiba como o atentado às torres atingiu o Rock

Rolling Stone: revista elege sete hinos para sete décadas de rockRolling Stone
Revista elege sete hinos para sete décadas de rock


Chris Cornell: a emocionante despedida de Tom MorelloChris Cornell
A emocionante despedida de Tom Morello

Morbid Angel: banda satânica, eu jamais voltaria, diz SandovalMorbid Angel
"banda satânica, eu jamais voltaria", diz Sandoval


Sobre Ana Therezo

Engenheira, Escritora de Araque e, atualmente, moradora das planícies gélidas Canadenses. Fã de Rock em todas as suas vertentes, mas com tendências xiitas ao Heavy Metal, ganhou seu primeiro bolachão - No Rest for the Wicked, em 1988. Vinte e poucos anos depois e, contrariando aqueles que acreditam que o gosto musical muda com o passar do tempo, continua escutando Ozzy, AC/DC, Deep Purple e afins. Colaboradora e leitora do Whiplash! desde que o site tinha caveirinhas na página principal, e que a lista dos melhores guitarristas de todos os tempos era o assunto da vez.

Mais matérias de Ana Therezo no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin