Resenha - Sign of Truth - Dionysus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O baterista Ronny Milianowicz (ex-Sinergy), o vocalista Olaf Hayer (da banda solo de Luca Turilli - guitarrista do Rhapsody), o baixista Kaspar Dahlqvist (Stormwind) juntamente com a dupla de guitarristas Johnny Ohlin e Nobby Noberg (ambos ex-Nation) formam a novata banda Dionysus, que investe na já batida leva de metal melódico. Um time experiente que junto está chegando no seu primeiro CD intitulado "Sign of Truth", que está sendo lançado aqui no Brasil pela Rock Brigade Records e na Europa pela AFM Records.

Led Zeppelin: as crianças da capa de "Houses Of The Holy"Mayhem: banda levou restos humanos para o palco em 2011

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um projeto de qualidade que virou banda, e para deixar o disco ainda mais conceituado, ele conta com a co-produção de ninguém menos que Tobias Sammet (Edguy). Obviamente que a banda não traz nenhuma característica excepcionalmente marcante em seu som, tudo está baseado em velhos clichês, mas mesmo assim o disco pode ser considerado uma boa obra, isto porque o Dionysus é competente no que faz, não importando o quão baseando em clichês o seu sou é. A voz de Olaf Hayer é um grande destaque do material, mesmo que parecida com a de Timo Kotipelto (ex-Stratovarius), a mesma se encaixou muito bem na proposta do grupo. Mesmo que sem muito destaque o baterista Ronny Milianowicz faz um trabalho perfeito sem abusar de bumbo duplo (já fugindo um pouco do habitual "melódico") e sim trabalhando com um pouco de agressividade, marca do seu tempo de Sinergy. A presença do tecladista Kaspar Dahlqvist deu uma boa quantidade de influências clássicas ao som do grupo, ainda mais se contarmos o grande número de coros presentes em todas as composições do álbum. E curiosamente, acho que pelo fato da co-produção de Sammet, as linhas de guitarras são trabalhadas em uma veia bem parecida com a do projeto Avantasia (riffs pesados intercalados com melódicos e cadenciados).

Bom, então vamos às músicas: o CD abre com "Time Will Tell", melódica e reta, mesmo trazendo uma 'performance' de muita qualidade de Olaf Hayer a música não é a melhor indicada para abrir o álbum - isto porque não emplaca muita energia. Já "Sign of Truth" é uma ótima composição, que além de destacar a boa voz de Olaf Hayer para o estilo, riffs rapidíssimos e bateria certeira; ainda traz as melhores linhas de baixo do material juntamente com um refrão para ficar na cabeça de todos que a ouvirem. "Bringer of Salvation" até impressiona pelo seu grande peso, sendo que no seu começo até lembraremos de Rob Halford enquanto que Olaf Hayer despeja sua voz um pouco "suja". Bastante melodiosa está "Pouring Rain", ao contrário de "Anthem (for the Children)" em uma linha melódica cadenciada, que muito lembra o trabalho do Avantasia. Voltando ao peso e agressividade vem a música "Holy War", passando para a bonita balada "Don't Forget" e "Walk on Fire", esta última, uma composição bem completa, com riffs pesados, momentos harmoniosos e vocais grandiosos. Depois de outra rápida e pesada (também ótima), "Never Wait", o disco finaliza mesmo com "Loaded Gun", outro momento destacável do material.

Mesmo sendo um pouco redundante gostaria de dizer novamente que mesmo trabalhando com clichês o Dionysus faz um metal para cair no agrado de qualquer fã de melódico. Trabalhando nesta linha e amadurecendo suas composições, certamente a banda ganhará uma vaga na cena melódica mundial, que pelo que parece, está perdendo um grande nome... Bem, mas isto é outra história.

Line-up:
Olaf Hayer (vocal);
Johnny Ohlin (guitarra);
Nobby Noberg (baixo);
Kaspar Dahlqvist (teclado);
Ronny Milianowicz (bateria).

Track-list:
01. Time Will Tell
02. Sign of Truth
03. Bringer of Salvation
04. Pourning Rain
05. Anthem (for the Children)
06. Holy War
07. Don't Forget
08. Walk on Fire
09. Never Wait
10. Loaded Gun (bonus)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dionysus"


Led Zeppelin: as crianças da capa de Houses Of The HolyLed Zeppelin
As crianças da capa de "Houses Of The Holy"

Mayhem: banda levou restos humanos para o palco em 2011Mayhem
Banda levou restos humanos para o palco em 2011


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336