Resenha - Nation - Sepultura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

9


Falar e discutir sobre "Nation" é uma tarefa das mais difíceis. É como conversar sobre política ou futebol. Certeza de polêmica e discordância. Não que o Sepultura tenha mudado de estilo, mas o álbum é repleto de experimentos e procura claramente por novas idéias e caminhos para a música pesada.

publicidade

Os lances tribais, as influências de música nativa brasileira e o peso das guitarras continuam, com toda força. Porém, temos novidades, como os vocais limpos, sendo utilizados como nunca dantes pelo grupo. Tanto pelo vocalista Derrick Green, como por Jello Biafra (Dead Kennedys), na discursiva "Politricks".

Em contrapartida aos momentos mais cadenciados, temos partes bem rápidas, total hardcore, como podemos ver em "Revolt" e "Human Cause", que conta com a participação de Jamey Jasta (Hatebreed).

publicidade

Há aquelas faixas mais acessíveis, nítidas candidatas a clássicos. Algumas delas, mesmo antes do lançamento do CD, já caíram na alma dos fãs, como é o caso de "Sepulnation", que provocou verdadeiro estardalhaço no Rock In Rio III. Outras, são certeza de sucesso nos shows, como "Border Wars" e "Who Must Die?".

"Tribe To A Nation" é um caso aparte. Dr. Israel em uma música do Sepultura, inserindo toques de reggae, não é brincadeira. Difícil de engolir, mas parcialmente fácil de digerir. Depois das primeiras audições e a estranheza natural diante da faixa, pode surgir até uma simpatia, pela inovação e a inusitada combinação de diferentes vertentes musicais. Dificilmente vai se tornar a composição predileta de um fã da banda, mas também não pode ser menosprezada. É criativa, bem interessante. Algo revolucionário e polêmico, como o Sepultura sempre foi.

publicidade

Completando o disco, sem considerar as faixas bônus, que variam nas versões lançadas em diversos lugares do mundo, vem a maravilhosa instrumental "Valtio", que consiste em um verdadeiro show de Andreas Kisser e do quarteto de violoncelos do Apocalyptica.

A produção é espetacular, com todos os detalhes do disco devidamente observados e checados. Um trabalho completo de Steve Evetts; acima de qualquer suspeita.

publicidade

"Nation" é daqueles álbuns singulares que dão tesão de ter em mãos, com encarte e cd original, mesmo depois de conseguir todos os MP3s. O Sepultura não tem porque se preocupar com o Napster, pois trabalhos dessa qualidade são presença certa nas mãos de qualquer admirador da banda.

Site Oficial – http://www.sepultura.com.br

Derrick Green (Vocais)
Paulo Jr. (Baixo)
Andreas Kisser (Guitarras)
Igor Cavalera (Bateria & Percussão)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lista: grandes discos (e outros mais ou menos) que completarão 25 anos em 2021Lista
Grandes discos (e outros mais ou menos) que completarão 25 anos em 2021

Metal Hammer: todos os álbuns do Sepultura, do pior para o melhorMetal Hammer
Todos os álbuns do Sepultura, do pior para o melhor

João Gordo: Se esses caras ficaram putos é porque serviu a carapuça certinhoJoão Gordo
"Se esses caras ficaram putos é porque serviu a carapuça certinho"

Andreas Kisser: O povo do metal é muito pacífico e unido (vídeo)Andreas Kisser
"O povo do metal é muito pacífico e unido" (vídeo)

Andreas Kisser: todo mundo queria ser como Eddie Van Halen, afirma guitarristaAndreas Kisser
Todo mundo queria ser como Eddie Van Halen, afirma guitarrista

Eloy Casagrande: Tocando I Cannot Believe It's True do Phil CollinsEloy Casagrande
Tocando "I Cannot Believe It's True" do Phil Collins

Sepultura: Eloy Casagrande conta se já pensou em abandonar a música (vídeo)Sepultura
Eloy Casagrande conta se já pensou em abandonar a música (vídeo)

Sepultura: Max dispara contra ex-companheiros, impostores, bando de p** no c*Sepultura
Max dispara contra ex-companheiros, "impostores", "bando de p** no c*"

Andreas Kisser: De La Tierra vai lançar single e vídeo ainda esta semana

Eloy Casagrande: em vídeo, "Beast And The Harlot" do "Avenged Sevenfold


Max Cavalera: Os motivos que o levaram a sair do SepulturaMax Cavalera
Os motivos que o levaram a sair do Sepultura

Andreas Kisser: Max e Igor hoje são pessoas totalmente diferentesAndreas Kisser
Max e Igor hoje são "pessoas totalmente diferentes"


Lars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' RosesLars Ulrich
Jucando no camarim do Guns N' Roses

Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin