Matérias Mais Lidas

Metal Hammer: 10 ótimas bandas que tentaram mudar o estilo e lançaram álbuns horríveisMetal Hammer: 10 ótimas bandas que tentaram mudar o estilo e lançaram álbuns horríveis

Judas Priest: turnê é adiada após Richie Faulkner sofrer grave problema cardíacoJudas Priest: turnê é adiada após Richie Faulkner sofrer "grave problema cardíaco"

Rita Lee: era para a gente estar nos Jetsons e estamos voltando para os FlintstonesRita Lee: "era para a gente estar nos Jetsons e estamos voltando para os Flintstones"

Angra: Não fosse pelo Rafael, Edu e Aquiles teriam sido demitidos antesAngra: "Não fosse pelo Rafael, Edu e Aquiles teriam sido demitidos antes"

Rita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice CooperRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

Drogas: 4 músicos que não se lembram de terem feito alguns discosDrogas: 4 músicos que não se lembram de terem feito alguns discos

Pink Floyd: Roger Waters revela a grande contribuição que ele pensa ter dado ao rockPink Floyd: Roger Waters revela a grande contribuição que ele pensa ter dado ao rock

Trivium: vocalista esculacha Machine Gun Kelly nas redes sociaisTrivium: vocalista esculacha Machine Gun Kelly nas redes sociais

Metallica: em vídeos, pai mostra a impressionante coleção de discos de Cliff BurtonMetallica: em vídeos, pai mostra a impressionante coleção de discos de Cliff Burton

Rob Halford: o que ele pensa de Angel Of Death, do Slayer?Rob Halford: o que ele pensa de "Angel Of Death", do Slayer?

Rolling Stones: Keith Richard diz qual música lado b da banda ele mais gostaRolling Stones: Keith Richard diz qual música "lado b" da banda ele mais gosta

Iron Maiden: foto de Paul Di'Anno em cadeira de rodas com perna inchada preocupa fãsIron Maiden: foto de Paul Di'Anno em cadeira de rodas com perna inchada preocupa fãs

Guns N' Roses: veja banda tocando Hard Skool ao vivo pela primeira vezGuns N' Roses: veja banda tocando "Hard Skool" ao vivo pela primeira vez

Rage Against the Machine: Estados Unidos são uma nação construída na supremacia brancaRage Against the Machine: "Estados Unidos são uma nação construída na supremacia branca"

Paulo Baron: empresário fala sobre cobrar para bandas tocarem; palco custa dinheiroPaulo Baron: empresário fala sobre cobrar para bandas tocarem; "palco custa dinheiro"


Stamp

Shows Internacionais de Rock no Brasil: Capítulo 1 - Bill Haley e seus cometas em 1958

Por Daniel Queiroz
Em 29/08/21

Olá, amigos! Iniciaremos uma série que abordará os shows internacionais que rolaram no Brasil antes do primeiro "Rock in Rio" em 1985. Em cada capítulo nos dedicaremos a um show específico, contando fatos e curiosidades que sempre acontecem em eventos dessa natureza. O Brasil até 1985 nunca foi endereço obrigatório de shows de rock. A realização desses shows só foi possível graças a visão idealista de alguns promotores. Alguns deles, inclusive, realizaram esses eventos sem nenhum retorno financeiro. É para esses visionários, bem como, os fãs de rock em geral que dedicamos essa série.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bill Haley

Bill Haley (Willian Jonh Clifton Haley) nasceu em Highland Park, Michigan em 6 de julho de 1925. Aos quatro anos, foi submetido a uma cirurgia no ouvido interno da mastoide que cortou acidentalmente o nervo ótico que o deixou cego do olho esquerdo para o resto da vida.

Devido à crise econômica que aconteceu durante o período da "grande depressão", sua família se mudou para Pensilvânia. Lá, Bill Haley passou sua adolescência e trabalhou como motorista de caminhão e na fábrica de motores Baldwin.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aos dez anos, Bill Haley fabricou uma guitarra artesanal de papelão. Ao completar 12 anos, ganhou de presente do seu pai, o primeiro violão.

A partir daí, começou a fazer pequenas apresentações em feiras locais, depois, montou uma banda chamada "western swings". Durante seis anos, Bill Haley foi diretor musical da rádio "Station WPWA", em Chester, na Pensilvânia. Enquanto liderava sua banda, "Bill Haley’s Saddlemen" tocavam em clubes e na rádio. O grupo assinou com Dave Miller Holliday Record´s e em 14 de junho de 1951gravando uma versão dos "Delta Cats", a canção "Rocket 88".

Em 1952 os "Saddmen" foram renomeados para "Bill Haley with Harley’s Comets", nome sugerido por Bob Johnson, diretor de programação da estação de rádio WPWA, onde Haley tinha um programa ao vivo. Em 1953 Harley grava "Crazy Man, Crazy" que se tornou a primeira canção de "rock and roll" a atingir as paradas americanas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, a banda trocou de nome, passando a se chamar "Bill Haley and his Comets". Em 1954, gravaram "Rock Around the Clock" uma regravação da música originalmente gravada por Sonny Dae & his Knights. Essa música tinha sido gravada um mês antes e foi colocada no lado B de "Thirteen Woman" canção essa que a gravadora apostava. "Rock Around the Clock" já tinha sido oferecida a Bill Haley em 1952, mas foi recusada pelo produtor.

Inicialmente, a canção não emplacou, porém, em 1955 fez parte da trilha sonora do filme "Blackboard Jungle" que no Brasil recebeu o título de "Sementes da Violência". Estrelado por Glenn Ford, foi um sucesso absoluto ficando no topo das paradas americanas por oito semanas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco "Rock Around the clock" foi o primeiro a vender mais de 1 milhão de cópias. Na Grã-Bretanha e Alemanha. Vendeu cerca de 15 milhões em todo mundo, o sucesso levou Bill Halley and his Comets a se apresentar no programa Ed Sullivan, sendo a primeira apresentação de rock no programa.

Bill Haley no Brasil

O nome de Bill Haley começou a ser comentado no Brasil em pequenas notas de jornais em 1954. Tornando-se popular a partir de outubro de 1955 quando chega em cartaz o filme "Blackboard Jungle" de Richard Brooks sob o título de "Sementes da Violência".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O filme baseado no livro homônimo de Evan Hunter, começa e termina com a música "Rock Around the Clock". No Brasil, o filme provocou quebradeiras nos cinemas que foram atribuídas a rebeldia dos personagens e a música. A partir daí, começou a relacionar o gênero musical com a rebeldia Juvenil. Figuras como Tom Zé e Raul Seixas, muito tempo depois, comentaram suas reações ao assistir ao filme.

O fato é que a música virou "coqueluche" no Brasil e logo recebeu gravações, a cantora de samba, Nora Ney foi escolhida para regravar "Rock Aroud the Clock" ou Ronda das horas como foi intitulada no final de outubro de 1955, acompanhada pelo sexteto da gravadora continental. O fato dela saber inglês foi determinante para a sua escolha. Assim, tornou-se a primeira gravação de rock no Brasil.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O impacto do filme foi tamanho que no selo do disco da cantora Nora Ney é feita referência ao filme. Logo depois, Heleninha Silveira grava a versão em português com o título de "Ronda das Horas". A versão de autoria de Júlio Nagib é considerada a primeira gravação de Rock em português. Em dezembro de 1955, coube ao acordeonista, Fronteira, gravar uma versão instrumental do sucesso.

Em dezembro de 1956, estreia no Brasil, o filme "Rock Around the Clock" de Fred F. Sears. Um musical que traz além de Bill Haley outras vozes do rock como Alan Freed e The Platters. Nesse mesmo ano, Marisa Gata Mansa grava mais uma versão para "Rock Around the Clock"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 1957, Bill Haley já era figura carimbada nas paradas de sucesso do Brasil tendo seu disco entre os mais vendidos e suas músicas entre as mais tocadas. Um reflexo disso, foi a gravação de uma versão de "See You Latter Alligator" feita por Júlio Nagib, e gravada por Agostinho do Santos com o peculiar nome de "Até Logo Jacaré".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em primeiro de dezembro de 1957, o jornal "Correio da Manhã" dá a notícia que depois de algumas propostas recusadas, finalmente, Bill Haley e seus cometas decidiram assinar o contrato para excursionar na américa latina. No ano seguinte, o mesmo jornal noticiou que o conjunto recebeu 6.500.000 cruzeiros, mais passagens, estadia e demais despesas para apresentações em 11 cidades da América do Sul. A empresa que trouxe a banda foi a "Continental Artists", dessa forma, estava aberto o caminho para as apresentações no Brasil.

No dia 08 de abril de 1958, o jornal "Folha da Manhã" informou sobre os shows em São Paulo. Em abril desse mesmo ano, o "Jornal do Brasil" divulgou as apresentações e quanto custariam. Na época, divulgou-se que Bill Haley e seus cometas receberiam 27.000 dólares pelas apresentações.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No dia 20 de abril de 1958, chega em São Paulo, trazido pelas emissoras unidas, grupo do qual estava integrada a TV Record, Bill Haley e seus cometas que desembarcaram no aeroporto de Congonhas, e foram recebidos pela imprensa local. O primeiro a entrevistá-lo, foi o então repórter Silvio Luiz que depois se tornaria famoso locutor esportivo. Na chegada era esperado por muitos jovens, que segundo a imprensa da época, "eram inquietos e barulhentos. Usando blue jeans, camisas de cores "berrantes" e com faixas com saudações em inglês esses jovens aguardavam no aeroporto. Devido ao atraso, o voo que estava previsto para às 9h30min e só chegou às 12h30min, muitos desses fãs desistiram de esperar, os que continuaram, invadiram a pista do aeroporto ao chegar o avião. A chegada de Bill Haley foi documentada pela TV Record e pode ser vista em vídeos na internet. Como neste link.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao chegar em São Paulo, deu entrevista ao jornal O Correio da Manhã. Entre as perguntas feitas, a maioria estava relacionadas ao seu "pega-rapaz" e a relação entre sua música e a delinquência juvenil. Bill Haley, deu a seguinte resposta: "Não vejo nenhuma ligação do rock and roll com problemas psicológicos da juventude o que sucede é que nossa música é muito fácil de ser aprendida e tocada mesmo por crianças de cinco anos de idade e isso atraí os jovens. É música de exteriorização que substitui a tristeza pela alegria".

Bill Halley estava acompanhado de "seus cometas" formados por: Rubem Pompille, no sax; Halph Jones, na baterista; Billey Williamson, na guitarra e voz; Jonny Grande, arranjador e acordeonista; Francis Brecher, na guitarra e voz; e, Al Rex, no contrabaixo.

Em São Paulo, Bill Haley e seus cometas estrearam no Teatro Paramout (hoje teatro Renault). Nos dias 22, 24 e 27 de abril com apresentação de Blota Junior e abertura de grupos de dançarinos, com a participação do humorista Pagano Sobrinho e do músico William Fourneaut o evento foi transmitido pela Rádio Record e pelo Canal 7 (TV Record). No primeiro dia de apresentação, Bill Haley teve suas roupas rasgadas pelos admiradores fazendo com que mais de 100 policiais tivessesm que garantior a entrada e a saída dos astros ao teatro.

Em São Paulo, o cantor teve uma agenda cheia com entrevistas e apresentações. O Teatro Paramount, a boate "Oasis" e a cidade de Santos foram alguns lugares que se apresentaram. Em Santos, no ginásio do Clube Atlético Santista, tocou para aproximadamente 10 mil pessoas.

A cidade do Rio de Janeiro também foi palco de apresentação de Bill Haley. No dia 28 de abril, Bill Haley desembarcou com "seus cometas" no aeroporto do Santos Dumont. Com problema na decolagem a chegada prevista para às 15h, só foi possível, às 17h. Diferente de São Paulo, a recepção foi considerada fria e sem muita empolgação, atribuída ao atraso do voo. Estavam presentes, no aeroporto, jornalistas e seis integrantes do Clube do Rock. Bill Haley acenou para os poucos fãs, em seguida, foi para o Hotel Glória, onde ficou hospedado e deu entrevista.

Ao ser perguntado se o rock tinha deixado ele rico, respondeu sem pestanejar: "O rock me deu muita fama e pouco dinheiro". Ao ser questionado sobre a vendagem de discos ele revelou que "Rock Around the Clock" tinha vendido cerca de 15 milhões de cópias em todo mundo, e ainda se queixou da pesada taxa do imposto de renda nos EUA.

As apresentações no Rio de Janeiro ocorreram na TV Rio, na Boate Fred’s, no Teatro "República", no Teatro "Boite", no ginásio do Fluminense, finalizando no Maracanãzinho. No Maracanãzinho, Bill se apresentou e teve como abertura o "Clube do rock" com show de dança e mímicas, clube criado por Carlos Imperial que tinha entre seus membros o futuro cantor Roberto Carlos.

Durante sua estadia no Rio, Bill Haley passeou pela cidade carioca, disse que gostava de pescar, que colecionava obras de arte, que seus compositores preferidos eram Bach e Beethoven, ainda se comprometeu a ouvir samba. Participou de um ato político organizado pelo Ministro da Fazenda, José Maria Alkmin, tio-avô do ex-governador Geraldo Alkmin que consistia em quebrar xícaras pequenas como forma de aumentar o consumo de café no Brasil.

Segundo o Ministro, o brasileiro estava tomando pouco café e aumentar o consumo interno de quatro para sete milhões de sacas melhoraria situação mundial do nosso principal produto de exportação. A fórmula encontrada foi abandonar o consumo do cafezinho e adotar o uso de xícaras médias com o objetivo de diminuir o excedente da produção, a sugestão do ministro foi recebida com surpresa e nem todos quiseram aderir à campanha, mas o "Jornal do Brasil" do Rio resolveu dar o exemplo, além de nomear a campanha como "operação xícara" estampou algumas personalidades quebrando suas pequenas xícaras e Bill Haley foi convidado a aderir.

Meio tímido e por questão de gentileza, participou desse ato inusitado, inocente e pitoresco, frisando que não queria, de forma alguma, interferir na política interna do Brasil. Bill Haley foi fotografado quebrando a xícara, como mostra a imagem a seguir.

Entre os shows no Rio, Bill Haley seguiu para Belo Horizonte para mais um show, cumprindo assim, sua agenda em solo brasileiro. Em seguida, seguiu turnê para Buenos Aires na Argentina. Retornou ao Brasil em 1975, mas sem a notoriedade dos anos 50.

Ao ser entrevistado no Brasil, entre as perguntas mais presentes estavam as relacionadas sobre a relação do Rock com a delinquência juvenil. Em uma de suas respostas, que faço questão de finalizar nosso primeiro encontro, por achar tão atual e pertinente, Bill Haley respondeu: "O Rock pela natural alegria e movimentação que traz consigo é um paliativo para intricados problemas da mente humana".

Até o nosso próximo encontro.

Fontes: Acervo digital da Revista "Manchete".
Acervo digital da Revista "O Cruzeiro".
Acervo digital do Jornal "A folha de São Paulo".
Acervo digital do jornal "O estado de São Paulo".
Acervo digital do jornal "O Globo".
Acervo digital do Jornal "O Correio da Manhã".

Sites:
https://super.abril.com.br/cultura/a-hora-do-rock/
http://cartazes-internacionais-no-brasil.blogspot.com/2018/12/1-9-5-
8.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Bill_Haley
http://memoriasantista.com.br/?p=1588

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Tunecore 2
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Shows Internacionais de Rock no Brasil: Capítulo 1 - Bill Haley e seus cometas em 1958Shows Internacionais de Rock no Brasil: Capítulo 1 - Bill Haley e seus cometas em 1958


Pensilvânia: do rock and roll ao death metal, 10 grandes bandas que surgiram no estadoPensilvânia: do rock and roll ao death metal, 10 grandes bandas que surgiram no estado


Slayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanistaSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"