Titãs: O carnaval Vestidos de Espaço

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Windson Alves
Enviar correções  |  Ver Acessos

Esse foi um projeto musical criado pelo Titãs, que queriam brincar com o carnaval. O na época octeto paulista sempre foi enaltecido por sua criatividade nas canções compostas.

Lemmy: sob investigação, em 2008, por exibir insígnia nazistaHumor: O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eles criaram duas marchinhas de carnaval com letras fortes, mas não queriam vender as canções como Titãs. Para isso eles resolveram chamar para o projeto a Paula Toller (vocalista do Kid Abelha) e o escritor Jorge Mautner, além é claro do produtor Liminha. As duas faixas foram gravadas no estúdio do citado Liminha, o Nas Nuvens, no Rio de Janeiro.

Capa do Vestidos de Espaço
Capa do Vestidos de Espaço
Contra-capa de Vestidos de Espaço
Contra-capa de Vestidos de Espaço

Vídeo feito por Branco Mello na gravação de A Marcha do Demo:

O nome do projeto vem do seguinte fato das duas canções terem sido gravadas em um disco de vinil. A ideia inicial seria um compacto (disco de vinil em tamanho pequeno), mas o mesmo deixou de ser fabricado no Brasil em meados de 1986. Presente no lado a, Pipi Popô durava cerca de 1:25, enquanto que A Marcha do Demo estava no lado b e durava 2:57. O espaço entre as faixas e o limite que o leva a proximidade da estampa onde vem escrito os créditos do artista e a logomarca da gravadora eram maiores do que de um LP com várias faixas. Dai veio o nome Vestido de Espaço, cujo disco foi lançado no fim de 1988.

Mais um vídeo de Branco Mello, dessa vez de Pipi Popô. Ambas extraídas do documentário A Vida Até Parece Uma Festa (2008):

O que poucas pessoas sabem é que a canção Pipi Popô dá nome a uma praça localizada no polo industrial a Pavuna, bairro do subúrbio carioca. Nessa praça havia um baile de carnaval e quando ela começou a ser executada pela primeira vez em 89 os foliões adoraram e pediam pro DJ toca-la sem parar. O citado DJ resolveu gravar por três vezes seguidas Pipi Popô em uma fita K7 para executa-la, ai depois partia para outras canções e meia hora depois voltava a executar a trinca do Pipi Popô. Por conta disso a praça antes sem nome passou a ser chamada simbolicamente de Pipi Popô pelos moradores da Pavuna, mesmo não tendo mais baile de carnaval desde 2002.

Praça do Pipi Popô na Pavuna
Praça do Pipi Popô na Pavuna



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Titãs"Todas as matérias sobre "Vestidos de Espaço"


Anos 90: Discos estranhos de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90Anos 90
Discos "estranhos" de três bandas nacionais dos anos 80 lançados nos anos 90

Mamonas Assassinas: tocando Iron Maiden e Titãs em vídeo de 1994Mamonas Assassinas
Tocando Iron Maiden e Titãs em vídeo de 1994


Lemmy: sob investigação, em 2008, por exibir insígnia nazistaLemmy
Sob investigação, em 2008, por exibir insígnia nazista

Humor: O dia em que Steve Vai foi humilhado por ChimbinhaHumor
O dia em que Steve Vai foi humilhado por Chimbinha


Sobre Windson Alves

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor