Stone Temple Pilots: a passagem de Chester na banda.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Brunelson T., Fonte: Rock in The Head
Enviar correções  |  Ver Acessos

Infelizmente a tragédia atingiu o mundo do rock alternativo mais uma vez.

Chester Bennington, o versátil e carismático vocalista do LINKIN PARK, faleceu aos 41 anos. A notícia veio como um golpe impressionante para as legiões de fãs, além dos fãs da sua banda que, indiscutivelmente, é o grupo de rock mais bem sucedido a partir do século XXI.

Com a recente perda de Chris Cornell em Maio deste ano, o suicídio de Chester despontou um final doloroso para uma das figuras mais recentes da história do rock.

Sem dúvida, Bennington será melhor lembrado por seu trabalho inovador e generoso com o LINKIN PARK, mas para os fãs do grunge, lembremos que por um breve período ele foi o vocalista do STONE TEMPLE PILOTS. A tarefa de substituir um dos melhores frontman da história do rock, Scott Weiland, pela maioria parecia uma missão insuperável, senão até mesmo um sacrilégio para os fãs mais devotos. Mas para um talento como o de Bennington, calçar os sapatos do seu principal ídolo (como ele mesmo havia dito em entrevista) se tornou uma postura natural e indelével.

Bennington já havia citado o STONE TEMPLE PILOTS e particularmente Scott Weiland como uma das suas maiores inspirações. O relacionamento pessoal de Bennington com Weiland, bem como o resto da banda - Dean DeLeo (guitarrista), Robert DeLeo (baixista) e Eric Kretz (baterista) - começou em 2001, quando o STONE TEMPLE PILOTS junto com o LINKIN PARK saíram juntos em turnê. Ninguém poderia prever, mas as sementes para uma maior colaboração nasceram nessa mesma turnê.

Bennington e Weiland também compartilharam muitas semelhanças trágicas. Com 12 anos de idade Weiland foi estuprado. Ele escreveu em sua biografia "Not Dead & Not For Sale": "Um cara grande e musculoso do ensino médio que andava de ônibus comigo todos os dias para a escola, havia me convidado para ir à sua casa. O cara me estuprou... Foi rápido e não foi nada agradável. Eu estava com muito medo de contar para alguém".

O aluno não identificado e mais velho advertiu Weiland para não contar para ninguém o ocorrido, senão: "Eu nunca teria outro amigo nesta escola e ele iria arruinar a porra da minha reputação".

Weiland continuou: "Esta é uma memória que suprimi até poucos anos atrás, quando em uma clínica de reabilitação ela voltou à minha mente inundando tudo em volta. A terapia faz isso com você".

Em uma entrevista, Chester Bennington revelou que sofreu abuso sexual de um amigo mais velho quando tinha 07 anos de idade. Ele tinha medo de pedir ajuda, porque não queria que as pessoas pensassem que ele era gay ou um mentiroso e o abuso continuou até aos 13 anos. O abuso e a situação em casa o afetaram tanto que ele sentiu o desejo de matar esta pessoa e fugir para longe. Para se confortar, ele desenhou figuras e escreveu poesia e músicas. Mais tarde, ele revelou a identidade do agressor para o seu pai, mas optou por não dar continuidade ao caso depois de perceber que o agressor também havia sido uma vítima de abuso sexual.

Weiland e Bennington encontraram rapidamente o sucesso com as suas bandas quando lançaram os seus álbuns de estréia.

Weiland e Bennington ganharam a sua similaridade mais importante em 2013.

Após a reunião do STONE TEMPLE PILOTS em 2008 depois de 06 anos separados, velhas tensões, conflitos, bem como uma leve recepção ao 6º álbum homônimo lançado em 2010, levou à demissão permanente de Weiland da sua banda de origem. Foi em 2013 que os membros do STONE TEMPLE PILOTS voltaram aos palcos com Bennington assumindo os vocais e poucos dias depois, eles já estavam estreando uma nova música, "Out of Time".

A habilidade de Bennington para cobrir uma grande quantidade do terreno vocal de Weiland chegou à exibição completa. Baseando-se menos no estilo gritado que ficou conhecido no LINKIN PARK, Bennington mostrou uma habilidade particular para se adequar ao som do STONE TEMPLE PILOTS... Ele não copiou Weiland, mas fez mais do que o seu próprio estilo vocal já conhecido. Chester fez mais do que justiça às clássicas canções do STONE TEMPLE PILOTS como: "Plush", "Sex Type Thing" e tantas outras.

Parecia um ato insensível que Bennington e os membros do STONE TEMPLE PILOTS colaborassem em uma placa cheia de novas músicas, mas essa grande colaboração veio na forma do EP "High Rise" (2013). O EP apresentou o single "Out of Time", que se tornou um esmagamento instantâneo nas paradas, subindo todo o caminho percorrido para o nº 1 no ranking da Billboard.

Havia muito amor e ainda mais respeito entre Bennington e os membros originais da sua nova banda. Em uma entrevista para a revista Rolling Stone em 2013, o guitarrista Dean DeLeo disse sobre a adição de Bennington ao grupo: "Isso ocorreu muito harmoniosamente. Foi uma união realmente natural".

O sentimento foi mútuo em nome de Bennington também. Em uma entrevista separada para a revista Rolling Stone, Bennington comentou: "Eu tenho a oportunidade de escrever músicas com 02 dos meus compositores favoritos, Robert e Dean. Escrevendo canções com esses caras, é algo que posso riscar da minha lista de coisas para fazer na vida".

A chance de trabalhar com os seus ídolos não foi perdida em Bennington. Ele lidou com uma mistura de classe, entusiasmo e respeito ao homem que ele substituiu. Mesmo esse homem, Scott Weiland, não falou mal de Bennington na mídia. Weiland falou com a revista Rolling Stone sobre como ele acreditava que Bennington não se juntou a sua antiga banda de uma forma "rancorosa". Em vez disso, apontou o seu descontentamento com os seus antigos companheiros de banda por escolherem avançar sem ele.

No que diz respeito à sua história e relacionamento com Weiland, Bennington deixou claro que não queria fazer parte de nenhum dos bastidores entre os ex-membros da banda. Como ele afirmou à MTV em 2013: "Ah, sim! Tomei esta decisão de não me meter na história deles desde o início. Eu disse a eles: 'Não. Eu não quero saber do 'rolo' de vocês com Scott'". Bennington agiu com classe, porque ele escolheu não caluniar ou trair o seu maior ídolo. Em vez disso, procurou manter o legado e a presença de Scott na banda em sua presença de palco e nas clássicas músicas que estava interpretando.

Esta nova parceria durou até o final de 2015, quando amigavelmente Bennington aposentou o seu posto de vocalista do STONE TEMPLE PILOTS pois não estava conseguindo conciliar os compromissos da sua banda primária, LINKIN PARK, além da sua família. Durante a sua curta passagem na banda grunge, Bennington foi, sem dúvida, um destaque e um chute no traseiro no mundo da música rock.

Por respeito à música, ao legado e aos membros do STONE TEMPLE PILOTS, Chester sentiu que não estava conseguindo comprometer o tempo e esforço necessários que a banda merecia. Como fã em 1º lugar e embora possa ter realizado um sonho que se tornou realidade, Chester queria que a banda pudesse estar no máximo - e ele não queria ser o responsável por segurá-los.

Ele continuou com sucesso no legado da banda ao fazer participações esporádicas com o grupo nos anos seguintes, e continuou a compartilhar o seu amor mútuo e apreciação pela música da banda grunge.

Bennington forneceu às massas de fãs do STONE TEMPLE PILOTS a oportunidade de continuar vendo esta banda em grande forma no palco. Ele poderia realizar o legado maciço, a história maciça e possuí-lo completamente. Já no âmbito geral, Bennington proporcionou tanta alegria, tanta emoção, tanta música para várias pessoas, que a notícia do seu suicídio nos deixou um doloroso sentimento.

Enquanto Scott Weiland ainda estava vivo durante o mandato de Bennington no STONE TEMPLE PILOTS, Weiland veio a falecer somente 01 mês depois da saída de Chester. Agora, em menos de 02 anos, nos encontramos em luto por esta grande perda.

Para o STONE TEMPLE PILOTS a perda de Bennington serve como outra em uma longa linha de tragédias. Para este ponto a banda teve 02 grandes e trágicos vocalistas, agora ambos falecidos. O STONE TEMPLE PILOTS não é a única banda a perder um frontman. Basta ver o SOUNDGARDEN, AC/DC, NIRVANA, PINK FLOYD, ALICE IN CHAINS..., mas perder 02 vocalistas? Isso é quase inaudito. É muito para suportar! Além das circunstâncias por trás do falecimento de cada um... Para o STONE TEMPLE PILOTS parece que a muralha está sempre se empilhando contra eles.

Desde a saída de Bennington da banda grunge, eles ficaram obstinados no desejo de encontrar um novo e 3º vocalista para ajuda-los a continuar com o legado da banda. Os últimos rumores em torno da busca por um novo cantor apontaram para Jeff Gutt, sendo que amigos confirmaram que a banda já está oficialmente ensaiando, mas ainda não quiseram revelar o seu novo vocalista.

Talvez alguém, alguém tão inspirado como Bennington era por Weiland possa intervir na nova caminhada do STONE TEMPLE PILOTS, mas neste momento isso não é o que mais importa.

Uma verdadeira tragédia em todos os sentidos da palavra.

Confira o single "Out of Time", cantado por Chester Bennington e que foi lançado no EP "High Rise" do STONE TEMPLE PILOTS.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Stone Temple Pilots"


Scott Weiland: citado por Howard Stern na rádio; "sinto muita falta dele"Stone Temple Pilota: depois de 20 anos, tocando no show a canção "Ride The Cliche"STP: em turnê pelos EUA, abrindo show com a rara música "Coma"Stone Temple Pilots: iniciando terceira perna da turnê americanaStone Temple Pilots: a reação dos fãs ao escutar um lado-b nos showsSTP: "Estávamos ensaiando com Jeff Gutt um ano antes de oficializar ao público"Stone Temple Pilots: Purple será relançado em uma versão deluxeJeff Gutt: vocalista do STP revela história sobre ter sido chamado pelo AICSTP: guitarrista recorda sobre o Lollapalooza Festival de 1992Scott Weiland: documentário sendo produzido para o fim de 2019

Scott Weiland: As Top 10 bandas favoritas do vocalistaScott Weiland
As Top 10 bandas favoritas do vocalista

Scott Weiland: viúva faz desabafo emocionante na webScott Weiland
Viúva faz desabafo emocionante na web

Stone Temple Pilots: a pesada carta aberta da ex-esposa de ScottStone Temple Pilots
A pesada carta aberta da ex-esposa de Scott


Bandas Novas: 10 coisas que vocês jamais devem dizer no palcoBandas Novas
10 coisas que vocês jamais devem dizer no palco

Metal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuaisMetal/Hard
Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais

Metal: nomes do gênero que assumiram ser cristãosMetal
Nomes do gênero que assumiram ser cristãos

AC/DC: prostitutas revelam as esquisitices de Phil RuddAC/DC
Prostitutas revelam as esquisitices de Phil Rudd

Raimundos: O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da bandaRaimundos
O verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo da banda

Sad & Useless: as fotos mais constrangedoras do Heavy MetalSad & Useless
As fotos mais constrangedoras do Heavy Metal

System Of A Down: Daron Malakian diz que nunca praticou guitarraSystem Of A Down
Daron Malakian diz que nunca praticou guitarra


Sobre Brunelson T.

Vocalista/guitarrista da banda Terrakiuz.

Mais matérias de Brunelson T. no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336