True Widow: Avvolgere, uma viagem sem contornos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Cunha
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9

Banda formada em 2007, quando o cantor e guitarrista Dan Phillips retornou a Dallas/Texas depois de uma pausa na música. Recrutou a cantora/baixista Nicole Estill e o baterista Timothy Starks e a banda tomou forma rapidamente. Lento e analógico, True Widow faz uma música redonda que remete a imagens de amanhecer, neblina, campos secos, etc. Um anos após, estreou nos estúdios com um disco ao qual batizou com o mesmo da banda. Trabalho este, que foi imediatamente foi acolhido pelos primeiros fãs.

Guns N' Roses: a famosa trilogia de clipes do grupoMusic Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

Após seu início auspicioso, a banda lança em 2011 o trabalho com título bastante incomum: "As High as the Highest Heavens and from the Center to the Circumference of the Earth" [Em português, algo como "Tão alto quanto a circunferência entre o céu e o centro da terra]. O disco ajudou a banda a se manter nesse direcionamento e a chegar num som mais amadurecido. Porém, até antes de "Circumambulation" de 2013, não havia atingido o sucesso profissional de que hoje gozam. Disco responsável por elogios gerais do universo do metal e de publicações tão diversas como Pitchfork, NPR, Decibel Magazine e Metal Injection. Embalada pelo êxito do álbum, a banda fez turnés extensas nos EUA, Rússia e Europa, incluindo inúmeras aparições em festivais de renome, como Roadburn, Fun Fun Fun Fest, Psycho California e muito mais.

Ano passado (2016) o trio do Texas lança Avvolgere, seu quarto álbum, que, aperfeiçoou a fórmula estabelecida no trabalho anterior. O som frui em direção ao clímax com atmosferas serenas e músicas arredondados acompanhados de vocais escarpados que envolvem o ouvinte com ondas sonoras e melodias hipnotizantes. A alternância entre os vocais masculinos e femininos ajuda a desfazer as fronteiras entre o peso do stoner rock, a atmosfera vibrante de shoegaze. Há ainda, resquícios da melancolia do indie rock. Conciso e ao mesmo tempo tortuoso, o álbum é capaz de levar o ouvinte a uma jornada sem contornos.

Veja um vídeo da música de trabalho:




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "True Widow"


Guns N' Roses: a famosa trilogia de clipes do grupoGuns N' Roses
A famosa trilogia de clipes do grupo

Music Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os temposMusic Radar
Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

Kerrang: os melhores singles já lançadosKerrang
Os melhores singles já lançados

Reb Beach: Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bostaReb Beach
"Não me importo de dizer que Kirk Hammet é um bosta"

Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Guitar World: os 100 melhores guitarristas de hard rockGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock

Exportando metal: músicos brasileiros que atuam ou já atuaram em bandas gringasExportando metal
Músicos brasileiros que atuam ou já atuaram em bandas gringas


Sobre Ricardo Cunha

Editor no site Esteriltipo - Marketing de Conteúdo.

Mais matérias de Ricardo Cunha no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336