Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemAdrian Smith conta como Iron Maiden permaneceu forte e era grunge passou

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis


Stamp

Dia da Mulher: 10 nomes femininos de destaque no hard rock

Por Igor Miranda
Em 08/03/17

Desde que passou por sua popularização, na década de 1980, o hard rock passou a adotar uma postura cada vez mais machista, tanto pelo conteúdo das letras quanto pela falta de abertura a projetos femininos no estilo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda assim, vários nomes com mulheres envolvidas conseguiram se consagrar no gênero. Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março, selecionei dez nomes de meu gosto que se enquadram nesse perfil. Veja:

Heart

Provavelmente o maior nome feminino no segmento. O Heart é formado por duas mulheres, a vocalista Ann Wilson e a guitarrista Nancy Wilson, e, ao longo dos anos, homens foram escolhidos para os demais instrumentos.

Apesar do flerte com o folk rock, especialmente nos primórdios e nos trabalhos mais recentes, o grupo se consolidou praticando hard rock e chegou a mergulhar no hair metal na década de 1980. O autointitulado, de 1985, é o meu favorito.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lita Ford

O trabalho com as Runaways colocou Lita Ford em um patamar acima, visto que, na década de 1970, uma banda formada apenas por mulheres fazer algum sucesso dentro do rock era algo inimaginável.

Em carreira solo, a guitarrista (e vocalista) também impressionou. Não obteve o mesmo sucesso de Joan Jett e seu rock quase punk, mas obteve bons resultados comerciais especialmente com "Lita", lançado em 1988.

Com exceção de "Wicked Wonderland" (2009), Lita Ford tem uma boa discografia.

Halestorm

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se o amor corta, como diz a música "Love Bites", o Halestorm é uma baita navalha. A mistura entre hard rock e heavy metal praticada pela banda liderada por Lzzy Hale é afiada e contemporânea.

Não à toa, é o principal nome comandado por uma mulher no estilo. "The Strange Case Of…" é o melhor trabalho, para mim.

Fiona

Ter discos gravados ao lado de músicos como Kip Winger, Brad Gillis, Reb Beach e Jimmy DeGrasso, entre outros, não é para qualquer um.

Ok, Fiona era casada com Beau Hill, um dos grandes produtores da década de 1980, e estava no cast da Atlantic Records. Ainda assim, a talentosa cantora tem bons discos lançados. AOR típico de trilha sonora de filme dos anos 80. Recomendo "Beyond The Pale" (1986) e "Heart Like A Gun" (1989).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vixen

Em um meio tão sexista como foi o hair metal, o Vixen se consolidou como a única banda formada apenas por mulheres a explodir – e, provavelmente, a única a chegar tão perto do estilo musical praticado no segmento sem fazer uso de elementos mais melódicos, oriundos do AOR.

Janet Gardner, Roxy Petrucci, Share Pedersen e a falecida Jan Kuehnemund fizeram bonito, especialmente nos dois primeiros discos, o debut autointitulado de 1988 e "Rev It Up" (1990).

Doro Pesch

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A trajetória de Doro é marcada por um natural passeio entre o heavy metal e o hard rock.

A alemã tem, notavelmente, mais simpatia pelo metal – especialmente nos discos feitos com o Warlock. Mas nos primeiros trabalhos de sua discografia solo, como "Force Majeure" (1989) e "True At Heart" (1991), a proposta é mais heterogênea.

Sister Sin

Com claras influências de Doro Pesch, o Sister Sin também aposta na mescla entre elementos do hard rock e heavy metal. Aqui, o metal também vence, mas o hard ainda aparece na boa discografia desta banda, cujo fim foi anunciado em 2015.

Meus trabalhos favoritos são justamente os dois últimos: "Now And Forever" (2012) e "Black Lotus" (2014).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Saraya

Um dos grandes achados do underground do hard rock. Liderado por Sandi Saraya e com Tony "Bruno" Rey (ex-Danger Danger) na guitarra, o Saraya aposta em um hard rock melódico, ganchudo e bem produzido.

Pena que só durou para lançar dois discos, o debut autointitulado de 1989 e "When the Blackbird Sings" (1991). Recomendo ambos.

Lisa Price

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com apenas um EP lançado – "Priceless" (1983) –, Lisa Price fez o suficiente para colocar uma pulga atrás na orelha de fãs do hard rock melódico.

A canadense tem boas músicas, com destaque para os músicos das catacumbas do hard rock lado Z, como Bernie LaBarge (China) e Derry Grehan (Honeymoon Suite). Difícil de se encontrar até para download, mas vale a pena ouvir.

Lee Aaron

É improvável pensar que uma das cantoras do estilo que mais se renderam à sexualização oitentista se entregaria, anos depois, ao jazz.

A canadense Lee Aaron fazia um hard rock conciso, sempre acompanhada de uma boa banda e até mesmo um disco produzido pelo consagrado Bob Ezrin – "Call Of The Wild" (1985). Chegou a fazer sucesso na terra natal e em alguns países da Europa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda assim, já na segunda parte dos anos 1990, entrou no mundo do jazz. E de lá não saiu. Do mencionado "Call Of The Wild" até "Emotional Rain" (1994), todos os álbuns são recomendados.

Comente: Conhece todas?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemLed Zeppelin: o inusitado motivo que impediu Ann Wilson de ser chamada para o vocal

imagemKiss: os melhores cantores de todos os tempos, na opinião de Paul Stanley

imagemBruce Dickinson revela sua vocalista preferida; "linda no folk e fantástica no metal"




Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.