RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Angra: as músicas de cada álbum que definem a banda

Por Samuel Coutinho
Fonte: Metal da Ilha
Postado em 31 de maio de 2014

O power metal partiu da Alemanha e se expandiu para vários lugares, Itália, Suécia, Finlândia, e o Brasil adotou muito bem o estilo, mesmo sendo um pais conhecido pelo samba e culturas diversificadas. O nosso representante, mais do que respeitado, é o ANGRA.

Formado no início da década de 90, a banda carrega 7 álbuns em sua carreira. Discos que marcaram cada fase da banda, fazem parte da coleção de qualquer fã do estilo. E é sobre esses álbuns que falaremos aqui neste artigo. Cada disco representa uma página na história da banda. Podemos navegar por cada uma dessas páginas apreciando cada pedaço da história.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aquela música que mexe com você é como se fosse a parte mais importante da história. Dando mais ênfase nas canções que marcaram cada álbum da banda, listamos as músicas, de cada disco, que definem o Angra.

Canção que define a banda no álbum "Angels Cry":

"Carry On" - Muitos irão dizer, "mas é lógico que 'Carry On' tem que ser o som do 'Angels Cry'", sim claro, isso todo mundo concorda, mas além de ser uma música bastante conhecida, sendo a primeira faixa do primeiro álbum de estúdio do Angra, "Carry On" é um hino que ficou registrado em cada canto que a banda passou. Sempre foi a música mais pedida nos shows da banda, sendo por exemplo executada como um Gran Finale em determinado show. "Carry On" foi um marco por mostrar toda técnica, de uma banda que estava apenas começando, em todos os instrumentos - desde a linha crescente de baixo no início da música, aquela levada isolada de bateria, passando pelos solos de guitarra, até as notas altas de Andre Matos no final. "Carry On" é indiscutivelmente a canção mais forte do álbum.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras escolhas: "Streets Of Tomorrow" e "Evil Warning"

Canção que define a banda no álbum "Holy Land":

"Z.I.T.O" - Sim, eu poderia ter colocado aqui "Nothing To Say", mas estamos falando das músicas que é a cara do Angra, e na minha opinião "Z.I.T.O" mostra bem isso. Uma música completíssima e rápida, com ótimos solos da dupla Kiko e Rafael. Um power metal bem feito com o vocal perfeito de Andre Matos. Esta canção define bem o álbum "Holy Land" como também a carreira da banda. Com orquestrações lembrando um pouco o "Rebirth", com um trecho da letra deixando uma certa premonição, The turn is close, new century/A virada está próxima, novo século. Mas calma que ainda temos o "Fireworks".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras escolhas: "Nothing to Say" e "Carolina IV"

Canção que define a banda no álbum "Fireworks":

"Speed" - Praticamente a última canção do álbum, já com um ar 'Shaman/Rebirth', aqui já temos uma noção de como já estava soando o seguimento musical da banda. Como o próprio nome já diz, "Speed" é uma canção bem rápida que já nos remete a uma nova fase do Angra, um dos motivos que fez metade os integrantes partirem para um outro caminho. "Speed" já mostra um pouco do que ouviríamos mais tarde no álbum "Rebirth". Uma música bem progressiva cheia de viradas rápidas e de contratempos. Uma música que fecha o álbum e a formação clássica da banda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras escolhas: "Wings of Reality", "Lisbon" e "Metal Icarus"

Canção que define a banda no álbum "Rebirth":

"Unholy Wars" - Confesso que fiquei com dó de não ter escolhido "Running Alone", mas "Unholy Wars" é uma faixa épica. Sendo uma canção bem técnica e cheia de detalhes, a faixa 6 do álbum "Rebirth" foi a escolhida como a música que define o Angra neste disco. Já com a nova formação, nem precisamos lembrar que Aquiles e Felipe Andreoli deram, muito bem, conta do recado. Se eu pudesse eu colocaria todas as músicas, porque foi um álbum excepcional, mas "Unholy Wars" desbanca até "Nova Era", que hoje já soa meio chatinha. Com uma introdução bem Angra mesmo, "Unholy Wars" fica violenta quando entra os primeiros riffs, e que riff. O vocal agressivo de Edu Falaschi deixa as coisas tão bem que podemos ver que a banda havia mesmo renascido. Como eu disse, é uma música cheia de detalhes, e melhor do que explicar, só ouvindo mesmo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras escolhas: "Acid Rain" e "Running Alone"

Canção que define a banda no álbum "Temple Of Shadows":

"Spread Your Fire" - Como a nova fase da banda, a sonoridade já havia mudado, e no álbum "Temple Of Shadows" ficou ainda melhor. Com muito mais técnica e velocidade, as guitarras neste álbum soam tão rápidas que chegam a lembrar DRAGONFORCE. E não é só as guitarras que ficaram mais rápidas, Aquiles e Felipe também alcançaram a velocidade da luz. Com um álbum bem mais rápido e cheio de corais e orquestrações, nada mais justo do que escolher "Spread Your Fire" como a faixa que representa o Angra nesta nova fase. É como se o "Rebirth" fosse o anjo (com uma capa bem clarinha e com o ser estampado) e o "Temple Of Shadows" fosse o demônio (já com cores fortes e uma imagem agressiva). "Spread Your Fire" pode ser considerada a "Carry On" do "Temple Of Shadows", pois é uma canção de bastante satisfação e o disco é considerado, por alguns fãs, o melhor álbum da banda.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras escolhas: "Angels and Demons" e "Morning Star"

Canção que define a banda no álbum "Aurora Consurgens":

"The Voice Commanding You" - Já naquela fase definitiva, o "Aurora Consurgens" tinha um som mais seco, mas mesmo assim sem dispensar a técnica. Um álbum que deixou alguns fanáticos de cabelo em pé, por não mostrar mais aquela garra do "Temple Of Shadows", mas mesmo assim foi um bom disco. "The Voice Commanding You" é uma das fagulhas que sobrou do álbum anterior. A voz do Edu já não estava tão boa como antigamente, mas ainda se mostrava coesa com o som da banda. Uma música que te faz pensar: "Isso é muito Angra". Com um refrão bem grudento, "The Voice Commanding You" é uma das poucas músicas que ainda agrada alguns fãs que torceram o nariz para este trabalho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Outras escolhas: "Salvation: Suicide" e "Scream Your Heart Out"

Canção que define a banda no álbum "Aqua":

"Arising Thunder" - Chegamos no álbum que aparentemente nem a própria banda gosta, mas tem quem ouça. Mesmo com o retorno do baterista original da banda, Ricardo Confessori, a qualidade técnica não foi tão bem aceita e demonstrada nas músicas. Mesmo assim, os elementos da banda ainda estavam lá, e das 10 faixas podemos sim encontrar pelo menos uma que defina a banda nesta reta final. "Arising Thunder" foi a única escolha decente neste disco, sem desmerecer as outras canções, mas esta música é digna de representar o Angra no álbum "Aqua". Músicas como "Lease of Life" e "Spirit of the Air" são boas, mas "Arising Thunder" foi o último suspiro de vida desta formação, culminando na saída do vocalista Edu Falaschi.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Outras escolhas: "Spirit of the Air"

O Angra passou por grandes desafios, mesmo com apenas 7 álbuns lançados, mas cada um deles com uma pérola. Como essas que foram mencionadas neste artigo. A banda segue agora para mais uma jornada, com um novo vocalista, um novo baterista e uma nova história. Que venham os próximos álbuns!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Andre Facchini Medeiros | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Jesus Leitão Souza | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Roberto Andrey C. dos Santos | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.
Mais matérias de Samuel Coutinho.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS