Ideologia Rock: Nirvana e o disco da minha vida

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por David Oaski, Fonte: Ideologia Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 

Eu devia ter uns 14 anos e desde sempre o rock era o ritmo com o qual eu mais me sintonizava sabe? Aquela vibração que você simplesmente sente, não achando palavras pra explicar, então mais ou menos por aí.

264 acessosMarcos de Ros: Dia do Rock é assim - Nirvana, Smells Like Shred!5000 acessosPensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Aleister Crowley

Porém um garoto de 14 anos não tem personalidade formada, ainda está identificando seus gostos, conhecendo diversas coisas novas e muitas vezes sendo influenciado pelo meio em que vive e pessoas que o cercam.

Nessa época eu estava numas de achar que rock era coisa de velho, que ninguém da minha idade ouvia e que eu não ia comer ninguém ouvindo aquela barulheira. Pois é, eu tentei me enganar.

Eu já tinha tido algumas fitas K-7 (sim, tenho 25 anos e ainda peguei o final dessa fase) de bandas como Raimundos e Charlie Brown Jr. e tinha um CD pirata do Acústico Mtv, do Capital Inicial, que ouvi até furar, porém ainda ouvia alguns pagodes mela cueca e outras porcarias que tocavam na rádio.

Tudo mudou quando comprei o CD com uma capa estranha, só o formato do rosto de um cara cantando ao microfone e o nome abaixo: Nirvana Unplugged 2. Eu já havia ouvido falar do Nirvana, óbvio, é um nome que está embutido no imaginário pop de qualquer um que não tenha passado os últimos 20 anos em Júpiter, mas não conhecia o som de Kurt Cobain e sua trupe.

Até então eu tinha um preconceito com bandas que cantavam em inglês, pois como iria curtir um som, cujo não sei o que o cantor está dizendo. Ledo engando. O Nirvana me faria mudar totalmente minhas perspectivas, ouvindo aquele CD diariamente durante muito tempo.

As músicas traziam urgência, rebeldia e revolta que me bateu de um jeito único, que fez com que eu me identificasse e pensasse: “Esse cara me entende” e na música dele talvez eu pudesse me encontrar.

O disco é um lançamento pirata, sendo que mesmo hoje em dia é difícil achar informações dele no Google, até porque o disco não tem nada de unplugged, pois trata-se de uma coletânea, abrindo com “Come As You Are”, seguindo com “Smells Like Teen Spirit”, “Lithium” e por aí vai. Não é difícil entender tamanho encanto, certo?

Esse é o disco da minha vida, que mudou os rumos do meu gosto musical e quem sabe da minha vida como um todo, já que dizem que são as pequenas escolhas que determinam nossos caminhos. Então só tenho a agradecer ao Kurt Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl pelo bem que me fizeram.

E você, qual disco mais marcou sua vida?

David Oaski

Disponível também em:
http://rockideologia.blogspot.com.br/2013/06/o-disco-da-minh...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Dave GrohlDave Grohl
10 razões pelas quais ele é um ícone maior que Kurt Cobain

264 acessosMarcos de Ros: Dia do Rock é assim - Nirvana, Smells Like Shred!1486 acessosNirvana: entrevistas em vídeo no Brasil surgem completas408 acessosKurt Cobain: outros insights a partir de algumas de suas pinturas1671 acessosNirvana: vídeo raro de 1988, com Dale Crover na bateria, surge0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nirvana"

Dave GrohlDave Grohl
Ouça bateria isolada no Nirvana, Foo Fighters e QOTSA

NirvanaNirvana
Justin Bieber usa camiseta e Courtney Love delira

FuturologiaFuturologia
Como estariam Cobain, Hendrix, Joplin e Morrisson?

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Nirvana"

Aleister CrowleyAleister Crowley
Um dos pensadores que inspiraram o Heavy Metal

Iron MaidenIron Maiden
Nicko McBrain fala sobre sua conversão ao cristianismo

SlipknotSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir5000 acessosSolos: Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"5000 acessosGuns N' Roses: Pantera tocava todas as músicas do "Appetite For Destruction"4483 acessosDJ Ashba: falando sobre como foi entrar no Guns N' Roses5000 acessosSharon culpa Courtney Love pelo vício do filho

Sobre David Oaski

David Oaski é editor do blog Ideologia Rock, colunista do site Stereo Pop Club e colabora frequentemente com os sites Galeria Musical e Whiplash, além de já ter escrito para outras plataformas online. Amante de música (principalmente rock) independente de rótulos, escreve por hobby e para exercitar o senso crítico.

Mais matérias de David Oaski no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online