Woodstock Festival: 43 anos de uma Utopia eternamente jovem

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Cauê Del Valle, Fonte: Texto Pessoal
Enviar correções  |  Comentários  | 

Há 43 anos, tido como o maior festival de música já realizado o Woodstock Music & Art Fair, reuniu mais de 500 mil pessoas entre 15 e 17 de Agosto, para dar voz à ''Utopia Hippie'', visão dos jovens perante a Guerra do Vietnã (ou segundo os vietnamitas, Guerra Americana) que acontecia simultaneamente ao festival. A música foi a principal arma desses jovens, para se opor à guerra e o capitalismo. Realizado entre os dias 15 e 17 de agosto de 1969 na fazenda de 600 acres de Max Yasgur na cidade rural de Bethel, no estado de Nova York, Estados Unidos.

1281 acessosWoodstock: local do festival se torna lugar histórico dos EUA5000 acessosComo batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidos

Anunciado inicialmente como "Uma Exposição Aquariana: 3 Dias de Paz & Música", originalmente iria ocorer na cidade de Woodstock, mas incitados por preceitos políticos e o moralismo da época, a idéia de milhares de jovens aglomerados sob o lema ''Sexo, Drogas & Rock n' Roll'' fizeram com que os moradores locais proibissem o festival, o que o levou para a pequena Bethel, a uma hora e meia de distância. Woodstock expressou a era hippie e a contracultura do final dos anos 1960 de uma forma pura, retratada pela juventude da época. 32 dos mais conhecidos músicos da época apresentaram-se durante um chuvoso, mas histórico final de semana. Vários eventos posteriores tentaram algo maior, mais grandioso, mas o evento original provou ser único, históricamente reconhecido como um dos maiores momentos da música popular.


Os principais idealizadores foram Michael Lang, John Roberts, Joel Rosenman e Artie Kornfeld. Roberts e Rosenman, que entrariam com a parte financeira, colocaram um anúncio sob o nome de Challenge International, no The New York Times e no Wall Street Journal "Jovens com capital ilimitado buscam oportunidades de investimento legítimas e interessantes e propostas de negócios". Lang e Kornfeld responderam o anúncio entusiasmados, reuniram-se inicialmente para promover a criação de um estúdio de gravação em Woodstock, mas a idéia evoluiu para um festival. Mesmo correndo riscos, visando o retorno financeiro, o projeto foi montado.

Os ingressos começaram a ser vendidos em lojas de disco de Nova York, ou via correios. Custavam cerca de 18 dólares, ou 24 dólares se adquiridos no dia. Inicialmente 186.000 ingressos foram vendidos antecipadamente, então eles estimaram um público aproximado de 200.000 pessoas. No entanto, não foi isso que aconteceu, cerca de 500.000 pessoas invadiram a pequena cidade e chegando ao festival derrubaram as cercas e tornaram o evento público. Transformando Bethel em uma "área de calamidade pública", provocaram congestionamentos imensos e bloqueios na via expressa estadual. A organização do festival visou retorno financeiro imediato, sem um planejamento adequando para providenciar saneamento, primeiros-socorros e alimentação para todos. Centenas de pessoas tiveram que lutar contra mau tempo inesperado e condições mínimas de higiene.


A música não fez jus à organização, os principais ícones jovens da época marcaram presença de forma excepcional, durante os 3 dias de festival nomes como Santana, Janis Joplin, Creedence Clearwater Revival, Joan Baez, Mountain, Grateful Dead, Joe Cocker, Johnny e Edgar Winter, Jefferson Airplane entre tantos outros, deram voz ao público e chamaram a atenção das grandes potências políticas e sociais. O Festival termina com a histórica apresentação de Jimi Hendrix, entoando o hino nacinal americano, em sintonia com os milhares de olhares e as esperanças idealísticas daqueles jovens.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Sem dúvidas, o destaque do festival foi mesmo o retrato comportamental exibido pela harmonia social e a atitude de seu imenso público, que mesmo após 43 anos, nós deveriamos tirar de exemplo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

WoodstockWoodstock
Local do festival se torna lugar histórico dos EUA

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Janis Joplin"

O Livro dos MortosO Livro dos Mortos
Dissecando a morte de sete Rockstars

Janis JoplinJanis Joplin
A cantora e suas aventuras no Brasil

SergueiSerguei
Teorias sobre a morte de Jimi Hendrix e Janis Joplin

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Santana"0 acessosTodas as matérias sobre "Janis Joplin"0 acessosTodas as matérias sobre "Creedence Clearwater Revival"

Sem imaginação?Sem imaginação?
Os nomes de bandas mais estúpidos da história

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Phil Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Roger MoreiraRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

5000 acessosHeavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos5000 acessosSlash: "não entendo a histeria sobre o Guns N' Roses"5000 acessosOsama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?5000 acessosOzzy Osbourne: volta de Zakk Wylde une útil ao agradável5000 acessosAngra: uma sincera homenagem aos mestres Chimbinha e Joelma5000 acessosSlayer: É difícil ser um pai responsável enquanto canta sobre morte?

Sobre Cauê Del Valle

Desde 1994 na estrada! Paulistano, boêmio, estudante e agnóstico. Escrever sempre foi algo presente, escrever sobre música e grandes ídolos têm se tornado cada vez mais sua possivél profissão. Música? Sim, desde a trilha sonora daquele filme de infância até a que lembre um bom momento. Devoto de Janis Joplin, AC/DC, Johnny Cash e Motörhead, mas vamos acrescentar doses de Blues, R&B, Southern, Punk, N.W.O.B.H.M., Hard Rock, Thrash, Crossover, Progressivo, Country entre outras. Mais detalhes não posso dar, como diria Erasmo: "tenho que manter minha fama de mau." Mas ser surpreendido, ter bons amigos e Rock & Roll ao fundo, essa é a receita.

Mais matérias de Cauê Del Valle no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online