Neal Morse: rock progressivo e cristianismo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ugo Portela Pereira, Fonte: Neal Morse - Official Site
Enviar Correções  

Nascido em 2 de Agosto de 1960 em San Fernando Valley, Los Angeles, Neal Morse começou a tocar piano aos cinco anos, tendo como principal referência seu pai, regente de coral. Pouco após começar a praticar piano, começou também a tocar violão. Aos vinte, escreveu músicas e tentou conseguir trabalhos como cantor ou compositor em Los Angeles. Gravou algumas demos de country com seu irmão Richard, mas não obteve sucesso.

Cristina Scabbia: "Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Fotos de Infância: Lemmy Kilmister, do Motorhead

Cansado da cena musical de sua cidade, decidiu fazer uma viagem pela europa, tocando em bares e também na rua. Quando retornou da viagem, formou a banda Spock's Beard com seu irmão Alan Morse, Nick D'Virgilio e Dave Meros.

O primeiro CD, The Light, fez um relevante sucesso, alavancando a fama da banda. Continuando a fazer um bom trabalho, se estabeleceram como uma das mais importantes bandas do cenário do rock progressivo dos anos 90.

Ao mesmo tempo que tocava a banda, Neal Morse tocou no Transatlantic, banda formada por Mike Portnoy, Roine Stolt e Pete Trewavas. Compuseram dois CDs e fizeram turnês pela América do Norte e Europa. Foi convidado, também, para cantar na faixa "First Man on Earth", do projeto do holandês Arjen Anthony Lucassen, Ayreon.

Em 2002, Neal Morse retomou seu interesse pela religião e saiu do Spock's Beard após o release do álbum "Snow". Também saindo do Transatlantic logo após, começou sua carreira solo. Baseados em suas experiências espirituais e religiosas, os álbuns seguem o mesmo estilo de rock progressivo, mas com um conteúdo religioso muito forte.

Em 2003, lançou o álbum "Testimony", com Mike Portnoy (Dream Theater) e Kerry Livgren (Kansas), contando sua conversão para o cristianismo. Enquanto isso, uniu-se a Portnoy, Paul Gilbert e Matt Bissonette para lançar um CD duplo e um DVD duplo pela banda Yellow Matter Custard, um tributo exclusivo aos Beatles.

Seu primeiro álbum após a saída de suas principais bandas fez um sucesso colossal, recebendo vários prêmios, inclusive ficando entre o Top 5 da Progressive World. Saiu em tour e obteve mais sucesso ainda, ganhando o prêmio de melhor tour de rock da Dutch Progressive Rock Poll e lançando o DVD duplo "Testimony Live" em 2004. Depois de passar a tour inteira tocando guitarra, teclados e cantando, a England's Classic Rock Magazine o incluiu na lista dos 100 maiores frontmen do rock.

Poucos meses após ter lançado o "Testimony Live", seu novo trabalho, "One", um épico escrito junto a Mike Portnoy e Randy George foi lançado. Também foi muito aclamado, ganhando vários prêmios e, finalmente, a popularidade nas rádios americanas.

Seu terceiro álbum foi baseado na busca pelo tabernáculo, lugar onde supostamente Deus viveria, e foi entitulado "?", ou "The Question Mark album". Mais uma vez teve a participação de Mike Portnoy e Randy George, contando agora também com Jordan Rudess (Dream Theater), Roine Stolt (The Flower Kings, Transatlantic) e Steve Hackett (Genesis).

"Sola Scriptura", seu mais novo álbum, é focado nos fatos obscuros que ocorrem quando o homem tenta se comparar a Deus. Apresenta também, mesmo que rapidamente, Lutero e sua reforma protestante. O álbum acaba com um novo começo, a sua sublime conclusão de como cada um pode trazer a salvação à humanidade.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cristina Scabbia: Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!Cristina Scabbia
"Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"

Fotos de Infância: Lemmy Kilmister, do MotorheadFotos de Infância
Lemmy Kilmister, do Motorhead


Sobre Ugo Portela Pereira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin