Rainbow: A clássica banda mostra como se faz ao vivo...

Resenha - Boston 81 - Rainbow

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Na onda de relançamentos ou de grandes concertos que finalmente vêem a luz do dia com a qualidade apropriada, eis que surge este registro ao vivo da grande banda de Ritchie Blackmore, cujo nome já entrega de antemão a data e o local da apresentação.

Rock e Metal: os dez maiores Deuses dos RiffsSeparados no nascimento: Nicko McBrain e Dolph Lundgren

Imagem

Minha fase preferida (e creio eu da grande maioria dos fãs da banda) é com o insubstituível Dio nos vocais, mas acredito que Joe Lynn Turner talvez seja um dos vocalistas mais injustiçados do Rock, pois sempre teve que segurar a bronca de substituir vocalistas sensacionais e que marcaram seus nomes e sonoridades nas bandas, e nunca fez feio, pelo contrario. E seu vocal totalmente Hard Rock está estupendo nesse show em questão.

Juntamente a Turner e Blackmore, completavam na época o Rainbow outro super trio: O tecladista Don Alrey, o baixista Roger Glover e o baterista Bobby Rondinelli. Ou seja, não é a toa que o resultado alcançado neste disco foi de tal qualidade, pois a banda toda era completa de músicos mais que competentes.

E aqui não faltam os tradicionais clássicos como “Man on the Silver Mountain”, “Long Live Rock n’ Roll” e “Catch A Rainbow” (em uma longuíssima versão com mais de 14 minutos). Como a banda estava na época divulgando seu quinto álbum, “Difficult to Cure”, temos quatro musicas do disco, “Spotlight Kid”, “I Surrender”, “Can`t Happen Here” e a instrumental faixa-título (uma boa dose de estilo e peso na obra de Ludwig Van Beethoven). A baladinha “Love`s No Friend” ficou perfeita na voz de Turner, e o disco fecha com a sempre onipresente “Smoke on the Water”. Alguns anos depois Blackmore, Glover e Turner estariam tocando juntos em uma nova fase do Deep Purple, mas isso é assunto para outro momento.

Faz muitos anos que o mestre Blackmore largou o estilo e as guitarras elétricas para enveredar num gênero musical completamente diferente (mas igualmente bem sucedido), mas é sempre um prazer ouvir tal material e com a qualidade apresentada neste “Boston 1981”. Imprescindível para todos os amantes da boa música.

10 Faixas – 64:52

Tracklist:
01. Spotlight Kid
02. Love’s No Friend
03. I Surrender
04. Man On The Silver Mountain
05. Catch The Rainbow
06. Can’t Happen Here
07. Lost In Hollywood
08. Difficult To Cure
09. Long Live Rock N’ Roll
10. Smoke On The Water

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Rock e Metal
Os dez maiores Deuses dos Riffs

Glenn Hughes: o que ele achou do Ronnie Romero no Rainbow?Todas as matérias e notícias sobre "Rainbow"

Acidentes de carro
Roqueiros que também perderam a vida na estrada

Heavy Metal
Os 10 discos essenciais lançados nos anos 1970

Monsters of Rock
O lendário Castle Donington de 1980

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 27 de julho de 2016

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Rainbow"

Separados no nascimento
Nicko McBrain e Dolph Lundgren

Kiss
Como seria o último dia de Gene Simmons na Terra?

All Star
Converse lança tênis com pedal wah-wah embutido

Metallica: Dave Mustaine resenha o "Hardwired... To Self-Destruct"Matt Sorum: músico se posiciona contra James HetfieldAquiles Priester: os álbuns que marcaram o bateristaPattie Boyd: a linda garota que inspirou vários clássicos do rockA7X: "Fodam-se os Haters", diz Shadows na Metal HammerJingle true: "Ooolha o Léééééééó ha ha ha ha ha ha ha ha!"

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online