Tradução - Evillot - Power Symphony

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fagner A. Almeida, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

[Battles in the Twilight]

I have seen it all
All has been foretold
Now...

Now it's time for power
Now it's time for change
For those who've been chosen
To follow their fate
Dying in glory or living to serve
This final battle will lead us to hell

So it's been written and so it shalt be
Powerful evil will fall on its knees
Warriors almighty deliver this land
Avengers of sorrow, this ultimate stand

Battles in the twilight, all the way to hell
Written in the pages of the past
Lies our fate
Battles in the twilight, on and on I sing
Ancient tales forgotten
I will tell you all my friends

I have come from ancient land
I have come from far
I will tell you all
The stories that should not be told
Of the power and the glory

Forbidden tales of the battles in the twilight
I'm the one that will bring you the truth
Ancient words will be spoken in the twilight
Battle hymns will arise
Have I been chosen to see another day?
Have I been chosen to tell another tale?

I am the bard (the one who's calling)
I am the bard (the chosen one)
(I am the bard) the one who's calling
(I am the bard) the chosen one

All has been foretold
Tales have all been told
All is said and done

Battles in the twilight, all the way to hell
Written in the pages of the past
Lies our fate
Battles in the twilight, on and on I sing
Ancient tales forgotten
I will tell you all my friends

Now it's time for power
Now it's time for change
Those who've been chosen
Will follow their fate

Armies facing in the twilight
Armies facing in the twilight
I am the bard, I've seen it all
I am the bard, I've seen it all

[Batalhas no Crepúsculo]

Eu já vi isso tudo
Tudo foi profetizado
Agora...

Agora é hora para o poder
Agora é hora para mudança
Por aqueles que foram escolhidos
Para seguir seus destinos
Morrendo em glória ou vivendo para servir
Esta batalha final nos levará ao inferno

Assim foi escrito e assim deve ser
O poderoso mal irá cair de joelhos
Guerreiros poderosos libertem esta terra
Vingadores do sofrimento, esta última parada

Batalhas no crepúsculo, todo o caminho para o inferno
Escrito nas páginas do passado
Encontra-se nosso destino
Batalhas no crepúsculo, sem parar eu canto
Contos antigos esquecidos
Eu contarei a todos vocês meus amigos

Eu vim de uma terra ancestral
Eu vim de longe
Eu contarei a todos vocês
As histórias que não deveriam ser contadas
Do poder e da glória

Contos proibidos das batalhas no crepúsculo
Eu sou aquele que irá lhe trazer a verdade
Palavras ancestrais serão ditas no crepúsculo
Hinos de batalha ascenderão
Eu fui escolhido para ver outro dia?
Eu fui escolhido para contar outro conto?

Eu sou o bardo (aquele que está chamando)
Eu sou o bardo (o escolhido)
(Eu sou o bardo) aquele que está chamando
(Eu sou o bardo) o escolhido

Tudo foi profetizado
Os contos foram todos narrados
Tudo está dito e feito

Batalhas no crepúsculo, todo o caminho para o inferno
Escrito nas páginas do passado
Encontra-se nosso destino
Batalhas no crepúsculo, sem parar eu canto
Contos antigos esquecidos
Eu contarei a todos vocês meus amigos

Agora é hora para o poder
Agora é hora para mudança
Aqueles que foram escolhidos
Irão seguir seu destino

Exércitos encarando no crepúsculo
Exércitos encarando no crepúsculo
Eu sou o bardo, eu vi isso tudo
Eu sou o bardo, eu vi isso tudo

[Shores Of My Land]

A stranger will come sent by the Gods
His land lies destroyed
A king comes to build a new throne
Beautiful Ilium your name is well known
Rumours have brought us the news of your fall
I see your ruin I see my own I see my own

Heroes of the land take your lances in your hands
Put your armour on follow me to the shore
We shall gather at the ships
We shall face the foreign king
We shall win

Shores of my land, war will be soon
Blood onto you
Will flow as the flames will arise
Powerful heroes your names will be known
None will forget of your pride and your worth
I see your ruin I warn you all
Rumours of war

Heroes of the land take your lances in your hands
Put your armour on follow me to the shore
We shall gather at the ships
We shall face the foreign king
We shall win

No more I'll wonder at the sun rising
From this waters deep
Trojan ships are sailing through
Heading for this land
Merciless Gods who never mind
Of mortal men
my time is at hand but proud I will stand
Souls of the elder welcome me when I have gone
My fate is sealed my battle is lost
And I am lost with my land
All I have done after all it has been in vain.

He comes from the fabled Troy
Aeneas his name
Shores of mine... Shores in flames.

[Praias de Minha Terra]

Um estranho virá enviado pelos Deuses
Sua terra jaz destruída
Um rei vem para construir um novo trono
Maravilhosa Ilium* seu nome é bem conhecido
Rumores nos trouxeram as notícias de sua queda
Eu vejo sua ruína, eu vejo a minha própria

Heróis da terra peguem suas lanças em suas mãos
Ponham suas armaduras, me sigam até a praia
Nós nos reuniremos nos navios
Nós enfrentaremos o rei estrangeiro
Nós venceremos

Praias de minha terra, a guerra chegará logo
Sangue em você
Fluirá à medida que as chamas irão ascender
Poderosos heróis seus nomes serão conhecidos
Ninguém irá esquecer de seu orgulho e seu valor
Eu vejo sua ruína, eu aviso a todos vocês
Rumores da guerra

Heróis da terra peguem suas lanças em suas mãos
Ponham suas armaduras, me sigam até a praia
Nós nos reuniremos nos navios
Nós enfrentaremos o rei estrangeiro
Nós venceremos

Nunca mais irei admirar o sol nascendo
Destas águas profundas
Navios troianos estão velejando direto
Rumando para esta terra
Deuses impiedosos que nunca se importaram
Com os homens mortais
minha hora está próxima mas orgulhoso eu suportarei
As almas do ancião me acolherão quando eu me for
Meu destino está selado, minha luta está perdida
E eu estou perdido com minha terra
Tudo o que eu fiz após tudo, foi em vão

Ele vem da lendária Tróia
Enéas seu nome
Praias de minha... Praias em chamas.

* Ilium = Nome latino de Tróia.

** Enéas = Personagem principal de "Eneida", épico latino escrito pelo poeta romano Virgílio. Narra as aventuras de Enéas que, após a queda de Tróia, conduz um grupo de troianos refugiados para a Itália, onde mais tarde ele se tornará o fundador da cultura romana.

[Evillot]

Sinister as the day of my birth
Death descends, shades the stormy north
Snow covered peaks
Will be painted with stains red of blood
As the anthem begins
Echoes the chanting, the oath has been taken
Under the ominous sky
Chaos has begun

(Solo)

Evil I serve Beware of his command
Evil I serve
Upon my word I swear
Evil I serve
I scorn the light of the scorching sun
Feel the will, utter the raving words
Swear the oath to my rightful lord
Eve of the blooding
I'm leaving this world sick of light
To return nevermore
Stronger then ever
Uncanny like never before
Is the power I feel
Chaos has begun

(Solo)

Evil I serve Beware of his command
Evil I serve
Upon my word I swear
Evil I serve
I scorn the light of the scorching sun

Eve of the blooding
The change is not complete
And goodness overcomes me
Memories are talking to me
They speak to me, they scream to me
They tell me things
They say I've gone astray...
They say "You've gone astray"
Maleficent fate.

But echoes the anthem arcane from the depth
Evil I serve Beware of his command
Evil I serve I've gone too far from the scorching sun

Sinister is his warning upon the wind
My Lord has come to torment me
Grinning at my agony
He knows I crave for light...
He knows I crave for the scorching sun
Sinister and ominous was the day of my beginning
The darkest day, the final pain
Slowly ends and fades
And I crave for light... I crave for the scorching sun
Sinister and evil-hearted as I am from my beginning
I crave for light... I crave for the sun to shine.

[Sina Maléfica]

Sinistro como o dia de meu nascimento
A morte desce, sombreia o norte tempestuoso
A neve cobriu os picos que
Serão pintados com manchas vermelhas de sangue
A medida que a antífona começa
Ecoa o cântico, o juramento foi feito
Sob o céu agourento
O caos começou

(Solo)

O Mal eu sirvo Cauteloso de seu comando
O Mal eu sirvo
Por minha palavra de honra, eu juro
O Mal eu sirvo
Eu desprezo a luz do sol escaldante
Sinto o desejo, profiro as palavras delirantes
Declaro o juramento para meu legítimo senhor
Noite do sangramento
Estou deixando este mundo cansado da luz
Para nunca mais retornar
Mais forte do que nunca
Sinistro como nunca antes
É o poder que eu sinto
O caos começou

(Solo)

O Mal eu sirvo Cauteloso de seu comando
O Mal eu sirvo
Por minha palavra de honra, eu juro
O Mal eu sirvo
Eu desprezo a luz do sol escaldante

Noite do sangramento
A transformação não está completa
E a bondade me conquista
As memórias estão falando a mim
Elas falam comigo, elas gritam comigo
Elas me dizem coisas
Elas dizem que eu me desviei...
Elas dizem "Você se desviou"
Maléfico destino.

Mas ecoa a antífona arcana das profundezas
O Mal eu sirvo Cauteloso de seu comando
O Mal eu sirvo
Eu desprezo a luz do sol escaldante
Sinistro é seu aviso sobre o vento
Meu Senhor chegou para me atormentar
Gargalhando à minha agonia
Ele sabe que eu rogo pela luz...
Ele sabe que eu rogo pelo sol ardente
Sinistro e agourento foi o dia de minha iniciação
O dia mais sombrio, a dor final
Lentamente termina e desaparece
E eu rogo pela luz... Eu rogo pelo sol ardente
Coração malévolo e sinistro, como eu na minha iniciação
Eu rogo pela luz... eu rogo pelo sol a brilhar.

[The Curse of Every Man]

Nothing in life will last
Now has become past
If memories are just like dreams
They'd fade like never been

They leave you alone
Feeling cold as stone
Alone and crying out

With nowhere to hide
And a merciful lie
Won't save you for the night

Won't ease your sorrow
Who knows sorrow better than me?
Who didn't make mistakes?
Who can blame me now more than myself?
But still won't help to bear
The curse of every man

The curse of every man
Forget and err again
The curse of every man
Forget and err again

Time heals everything
Time long past gone numbering tears
Ashamed to think of my own life
When light fades from the sky

Drifting away
Numbing the pain
Alone and crying out

Ever afraid
As the day slip away
Ever on my way to hell

(Guitar Solo: Mauro)

Night shelter me
Save me from the cruel light of day
Spare my eyes
The cruel sight of what I truly am

(Guitar Solo: Marco)

The curse of every man
Forget and err again
The curse of every man
Forget and err again

[A Maldição de Todo Homem]

Nada na vida irá durar
Agora se tornou passado
Se as memórias são apenas como sonhos
Elas desaparecem como nunca foram

Elas deixam você sozinho
Se sentindo frio como uma pedra
Sozinho e gritando

Sem lugar para se esconder
E uma mentira misericordiosa
Não te salvará para a noite

Não aliviará seu sofrimento
Quem conhece o sofrimento melhor do que eu?
Quem não comete enganos?
Quem pode me culpar agora mais do que eu mesmo?
Mas ainda assim não ajudará a suportar
A maldição de todo homem

A maldição de todo homem
Esqueça e erre de novo
A maldição de todo homem
Esqueça e erre de novo

O tempo cura tudo
Muito tempo decorrido, contando as lágrimas
Envergonhado para pensar sobre minha própria vida
Quando a luz desaparece do céu

Arrastando pra longe
Atenuando a dor
Sozinho e gritando

Sempre amedrontado
A medida que o dia passa despercebido
Sempre em meu caminho para o inferno

(Guitar Solo: Mauro)

Noite me abrigue
Salve-me da cruel luz do dia
Poupe meus olhos
A cruel visão do que eu realmente sou

(Guitar Solo: Marco)

A maldição de todo homem
Esqueça e erre de novo
A maldição de todo homem
Esqueça e erre de novo

[Inferno Suite
Into the Shadowed Forest]

Dies irae, dies illa
Solvet saeclum in favilla
Teste David cum Sibilla
Quanto tremor est futurus
Quando iudex est venturus
Cunta stricte discussurus

Veni mecum ad Inferna

When I had journeyed half of our life's way
I found myself within a shadowed forest
For I had lost the path that does not stray

[Suíte Inferno
Dentro da Floresta em Sombras]

Dia de ira, dias aqueles
Que o universo será reduzido a cinzas
Como nas predições de Davi e Sibila
Quão grande há de ser o terror
Quando vier o soberano juiz
Perscrutar todas as suas ações com rigor

Venha comigo para o Inferno

Quando eu viajei metade do caminho de nossa vida
Eu encontrei a mim mesmo dentro de uma floresta escura
Pois eu perdi o caminho que não se desvia

[Inferno Suite - Inferno]

Virgil, are you a shade or a man?
Shade am I, that once was man

(Guitar Solo: J.J.Angel)

Vergelius (Vergelius be my guide)
Will guide you (You all)
Beyond the gates of Hell
You'll join eternal darkness
You'll see the souls that died in sin
(Like yourself)
your eyes will burn eternally

Virgil, are you a shade or a man?

Show me the place where I'll be damned
I have never seen Hell
Vergelius leads me hand in hand
Stumbling step by step
Down to the place where I'll be damned
Charon ferries souls
On lurid waters that darken on the way
For those who fell from grace

The gates of Hell are open wide
I hear the spirits' cry
In the dawnless everlasting night
Justice divine (This is the place of doom)
Has weigh'd the doom is clear
(Sighs and wailings loud)
All hope renounce ye lost
Who enter here

Virgil, embark with me on Charon's boat

Show me the place where I'll be damned
I have never seen Hell
Vergelius leads me hand in hand
Stumbling step by step
Down to the place where I'll be damned
Charon ferries souls
On lurid waters that darken on the way
For those who fell from grace

[Suíte Inferno - Inferno]

Virgílio*, você é uma sombra ou um homem?
Sombra eu sou, que uma vez foi homem

(Guitar Solo: J.J.Angel)

Virgílio (Virgílio seja meu guia)
Irá guiar vocês (Todos vocês)
Além dos portões do Inferno
Vocês irão se juntar à escuridão eterna
Vocês verão as almas que morreram em pecado
(Como vocês mesmos)
Seus olhos queimarão eternamente

Virgílio, você é uma sombra ou um homem?

Mostre-me o lugar onde eu serei condenado
Eu nunca tinha visto o Inferno
Virgílio me leva palmo a palmo
Tropeçando passo a passo
Descendo ao lugar onde eu serei condenado
Caronte transporta as almas em um barco
Em águas lúgubres que escurecem no caminho
Por aqueles que caíram em desgraça

Os portões do Inferno estão abertos
Eu ouço as lamúrias dos espíritos
Na perpétua noite sem amanhecer
Justiça divina (Este é o lugar da sentença)
Determinou que a sentença está absolvida
(Suspiros e lamúrias altas)
Toda a esperança renuncia a vós perdidos
Que aqui entram

Virgílio, embarque comigo no barco de Caronte**

Mostre-me o lugar onde eu serei condenado
Eu nunca tinha visto o Inferno
Virgílio me leva palmo a palmo
Tropeçando passo a passo
Descendo ao lugar onde eu serei condenado
Caronte transporta as almas em um barco
Em águas lúgubres que escurecem no caminho
Por aqueles que caíram em desgraça

* Virgílio = Poeta romano, autor do épico "Eneida".

** Caronte = Na Mitologia Grega, era o barqueiro que conduzia as almas dos mortos em seu barco pelo Hades, através dos rios Styx e Acheron, até o local de seu julgamento.

[Inferno Suite - Confutatis]

I know I lived my life in sin
Pride and greed, wrath and lust
And all of the seven sins
Damnation Virgil
I've always known is awaiting me
For all eternity

Confutatis maledictis
Flammis acribus addictis
Voca me cum benedictis
Oro supplex et acclinis

I fell from grace, I will be damned
Vergelius will guide you, you all
All hope renounce ye lost
Who enter here

And we with no more words delay, went
Forward on that hard and dreadful way

[Suíte Inferno - Confundidos]

Eu sei que eu vivi minha vida em pecado
Orgulho e ganância, ira e luxúria
E todos os sete pecados
Danação, Virgílio
Eu sempre soube, está me esperando
Por toda a eternidade

Confundidos pecadores
Condenados a arder nas profundezas
Convoque-me com benevolência
Rogo a ti suplicante e de joelhos

Eu caí em desgraça, eu serei condenado
Virgílio irá guiá-lo, vocês todos
Toda a esperança renuncia a vós perdidos
Que aqui entram

E nós, sem mais demora, seguimos
Em frente naquele difícil e terrível caminho

[I Am The Bard]

I am the bard
I have seen it all

[Eu Sou O Bardo]

Eu sou o bardo
Eu vi isso tudo




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Power Symphony"


Iron Maiden: a concepção original de EddieIron Maiden
A concepção original de Eddie

Guitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a TimeGuitarristas
Os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time

Separados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker SpanielSeparados no nascimento
Dave Mustaine e um Cocker Spaniel

Regis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiroRegis Tadeu
Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiro

Separados no nascimento: sou só eu, ou eles são parecidos?Separados no nascimento
Sou só eu, ou eles são parecidos?

Queen: Michael Jackson e Freddie Mercury gravaram juntosQueen
Michael Jackson e Freddie Mercury gravaram juntos

Kurt Cobain: novas fotos da cena do crime não verão a luz do diaKurt Cobain
Novas fotos da cena do crime não verão a luz do dia


Sobre Fagner A. Almeida

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Fagner A. Almeida no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336