Tradução - Ride The Lightning - Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Paulo Andrade, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 



4753 acessosMetallica: por que cortamos os nossos cabelos?5000 acessosUncut Magazine: fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd


Fight Fire With Fire

Do unto others as they have done unto you
But what in the hell is this world coming to?

Blow the universe into nothingness
Nuclear warfare shall lay us to rest

Fight fire with fire
Ending is near
Fight fire with fire
Bursting with fear

We shall die
Time is like a fuse, short and burning fast
Armageddon is here, like said in the past

Soon to fill our lungs the hot winds of death
The gods are laughing, so take your last breath

Combater Fogo com Fogo

Faça aos outros o que eles fizeram a você
Mas em que diabos está o mundo se tornando?

Reduzindo o universo a nada
Guerra nuclear nos fará todos descansar

Combater fogo com fogo
O fim está proximo
Combater fogo com fogo
Explodindo com medo

Nós devemos morrer
A vida é como um pavio, curto e queimando rápido
Armagedon está aqui, como foi dito no passado

Prestes a inflar nossas velas os ventos quentes da morte
Os deuses estão rindo, então respire pela última vez

Ride The Lightning

Guilty as charged
But damn it, it ain't right
There is someone else controlling me

Death in the air
Strapped in the electric chair
This can't be happening to me

Who made you God to say
"I'll take your life from you!"

Flash before my eyes
Now it's time to die
Burning in my brain
I can feel the flames

Wait for the sign
To flick the switch of death
It's the beginning of the end

Sweat, chilling cold
As I watch death unfold
Consciousness my only friend

My fingers grip with fear
What I am doing here?

Someone help me
Oh please God help me
They are trying to take it all away
I don't want to die

Time moving slowly
The minutes seem like hours
The final curtain call I see

How true is this?
Just get it over with
If this is true, just let it be

Wakened by the horrid cream
Freed from the frightening dream

Cavalgar o Relâmpago

Acusado como culpado
Mas diabos, isto não está certo
Há alguma outra pessoa me controlando

Morte no ar
Amarrado à cadeira elétrica
Isto não pode estar acontecendo a mim

Quem te nomeou Deus para dizer
"Eu tirarei sua vida de você"

Brilho diante de meus olhos
Agora é hora de morrer
Queimando em meu cérebro
Eu posso sentir as chamas

Esperar pelo sinal
Para ligar a chave da morte
É o começo do fim

Suor, arrepio frio
Enquanto observo a morte se descortinar
Consciência minha única companheira

Meus dedos apertam com medo
O que estou fazendo aqui?

Alguém me ajude
Por favor Deus me ajude
Eles tentam me tomar tudo
Eu não quero morrer

O tempo passa devagar
Os minutos parecem horas
O último abrir de cortinas eu vejo

Quão real é isso?
Simplesmente termine
Se é verdade, deixe acontecer

Acordado pelo grito horrível
Libertado do sonho aterrorizante

From Whom The Bell Tolls

Make his fight on the hill in the early day
Constant chill deep inside
Shouting gun, on they run through the endless grey
On the fight, for they are right, yes, by who's to say?
For a hill men would kill, why?
They do not know
Suffered wounds test there their pride
Men of five, still alive through the raging glow
Gone insane from the pain that they surely know

For whom the bell tolls
Time marches on
For whom the bell tolls

Take a look to the sky just before you die
It is the last time you will
Blackened roar massive roar fills the crumbling sky
Shattered goal
fills his soul with a ruthless cry
Stranger now, are his eyes, to this mystery
He hears the silence so loud
Crack of dawn,
all is gone except the will to be
Now the will see what will be, blinded eyes to see

Por Quem os Sinos Dobram

Luta na montanha no começo do dia
Um constante calafrio interior
Armas barulhentas, na sua corrida pelo cinza infinito
Lutando, porque eles estão certo, mas quem pode dizer?
Por uma montanha homens poderão morrer, porque?
Eles não sabem
Feridas doloridas testam lá o seu orgulho
Homens de fogo, continuam vivos pelo brilho furioso
Ficando loucos pela dor que eles com certeza conhecem

Por quem os sinos dobram
O tempo marcha
Por quem os sinos dobram

Dê uma olhada para o céu antes de morrer
É a última vez que você o fará
Rugido negro, rugido massivo enche o céu que despenca
Objetivos quebrados
enchem sua alma com um grito implacável
Estranhos agora, são seus olhos, a este mistério
Ele ouve o silêncio tão alto
Romper da madrugada,
tudo se foi exceto a vontade de existir
Agora eles verão o que haverá, olhos cegos para ver

Fade to Black

Life it seems, will fade away
Drifting further every day
Getting lost within myself
Nothing matters no one else
I have lost the will to live
Simply nothing more to give
There is nothing more for me
Need the end to set me free

Things are not what they used to be
Missing one inside of me
Deathly lost, this can't be real
Cannot stand this hell I feel
Emptiness is filing me
To the point of agony
Growing darkness taking dawn
I was me, but now
He's gone

No one but me can save myself, but it to late
Now I can't think,
think why I should even try

Yesterday seems as though it never existed
Death Greets me warm, now
I will just say good-bye

Escurecer

A vida, parece, irá esmorecer
Derivando mais longe cada dia
Se perdendo dentro de mim mesmo
Nada importa, ninguém mais
Eu perdi a vontade de viver
Simplesmente nada mais a dar
Não há nada mais para mim
Preciso do fim para me libertar

As coisas não são o que parecem
Perdido dentro de mim
Mortalmente perdido, isto não pode ser real
Não posso suportar este inferno que sinto
O vazio me preenche
Ao ponto da agonia
As trevas crescem tomando a aurora
Eu fui eu, mas agora
Ele já foi

Ninguém além de mim pode me salvar, mas é tarde
Agora não posso pensar
por que eu deveria ao menos tentar

O ontem parece que nunca existiu
A morte me acolhe carinhosamente agora
Eu irei apenas dizer adeus

Trapped Under Ice

I don't know how to live trough this hell
Woken up, I'm still locked in this shell
Frozen soul, frozen down to the core
Break the ice,
I can't take anymore

Freezing
Can't move at all
Screaming
Can't hear my call
I am dying to live
Cry out
I'm trapped under the ice

Crystallized, as I lay here and rest
Eyes of glass stare directly at death
From deep sleep I have broken away
No one knows, no one hears what I say

Scream from my soul
Fate, mystified
Hell, forever more

No release from my cryonic state
What is this?
I've been stricken by fate
Wrapped up tight,
cannot move, can't break free
Hand of doom has a tight grip on me

Aprisionado Sob o Gelo

Eu não sei como viver dentro deste inferno
Acordado, eu continuo trancado nesta concha
Alma congelada, congelada até o âmago
Quebrar o gelo
Não posso suportar mais

Congelando
Completamente imóvel
Gritando
Não posso ouvir meu chamado
Estou morrendo para viver
Gritar
Estou aprisionado sob o gelo

Cristalizado, enquanto fico aqui parado
Olhos de vidro encarando fixamente a morte
De um sono profundo eu sai
Ninguém sabe, ninguém ouve o que eu falo

Grito da minha alma
Destino, mistificado
Inferno, sempre mais

Sem saida do meu estado criogênico
O que é isto?
Eu fui preso pelo destino
Amarrado firme, não posso me mover,
não posso me soltar
A mão do destino me segura apertado

Escape

Fell no pain, but my life ain't easy I know
I'm my best friend
No one cares, but I'm so much stronger
I'll fight until the end
To escape from the true false world
Undamaged destiny
Can't get caught in the endless circle
Ring of stupidity

Out of my own, out to be free
One with my mind, they just can't see
No need to hear things that they say
Life is for my own to live my own way

Rape my mind and destroy my feelings
Don't tell my what to do
I don't care now, 'cause I'm on my side
And I can see through you
Feed my brain with your so called standards
Who says that I ain't right
Break away from your common fashion
See through your blurry sight

See they try to bring the hammer down
No damn chains can hold me to the ground
Life is for my own to live my own way

Fuga

Não sinto dor mas minha vida não é fácil eu sei
Eu sou meu melhor amigo
Ninguém se importa, mas eu sou forte demais
Eu irei lutar até o fim
Para escapar da verdadeira palavra falsa
Destino intacto
Não posso ser pego neste ciclo sem fim
Ciclo de estupidez

Fora de mim, fora para ser livre
Um com minha mente, eles simplesmente não vêem
Sem necessidade de ouvir coisas que eles dizem
Vida é para mim, para viver de meu jeito

Violenta minha mente e destroi meus sentimentos
Não me diga o que fazer
Eu não me importo agora, pois estou do meu lado
E eu posso ver através de você
Alimente meu cérebro com seus conhecidos padrões
Quem disse que eu não estou certo
Fuja de seu lugar comum
Veja através de sua luz imperfeita

Veja eles tentarem bater o martelo
Nenhuma droga de correntes pode me prender ao chão
A vida é para mim para eu viver do meu jeito

Creeping Death

Slaves
Hebrews born to serve, to the pharaoh
Heed
To his every word, live in fear
Faith
Of the unknown one, the deliverer
Wait
Something must be done, four hundred years

So let it be written
So let it be done
I'm sent here by the chosen one
So let it be written
So let it be done
To kill the first born pharaoh son
I'm creeping death

Now
Let my people go, land of goshen
Go
I will be with thee, bush of fire
Blood
Running red and strong, down the nil
Plague
Darkness three days long, hail to fire

Die by my hand
I creep across the land
Killing first born man
I
Rule the midnight air the destroyer
Born
I shall soon be there, deadly mass
I
Creep the steps and flood final darkness
Blood
Lambs blood painted door,
I shall pass

Morte Rastejante

Escravos
Hebreus nascido para servir ao faraó
Cuidado
Com cada palavra sua, viver com medo

No desconhecido, o libertador
Esperar
Algo deve ser feito, quatrocentos anos

Então assim deve ser escrito
Então assim deve ser feito
Eu fui enviado aqui pelo escolhido
Então que isso seja escrito
Então que isso seja feito
Matar o primeiro filho do faraó
Eu sou a morte rastejante

Agora
Deixe o meu povo ir, terra de Deus
Vão
Estarei convosco, selva de fogo
Sangue
Correndo vermelho e expesso pelo nilo
Praga
Noite durante três dias, viva o fogo

Morra pela minha mão
Eu fico pela terra
Matando o primeiro filho homem
Eu
Comando o ar da meia-noite o destruidor
Nascido
Eu deverei estar lá breve, massa de morte
Eu
Rastejo pelos degraus e trago a treva final
Sangue
Portas pintadas com sangue de cordeiros
Eu devo passar


Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de novembro de 2012

MetallicaMetallica
Por que cortamos os nossos cabelos?

173 acessosMetallica: vídeo oficial de Harvester of Sorrow ao vivo em Quebec1032 acessosGhost: Hetfield é gente como a gente e vai para galera em show0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

CensuraCensura
Ouvir Rock e Metal é porta de entrada para virar gay?

Reb BeachReb Beach
"Não me importo de dizer, Kirk Hammet é um bosta!"

MetallicaMetallica
O prefácio de Lars Ulrich para o livro de Shawn Clown

0 acessosTodas as matérias da seção Álbuns Traduzidos0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

Uncut MagazineUncut Magazine
Fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd

Duff McKaganDuff McKagan
"Justin Bieber é um roqueiro de verdade!"

Simone SimonsSimone Simons
A nudez na capa de Divine Conspiracy

5000 acessosHeavy Metal: cinco discos necessários dos anos setenta5000 acessosChinese Democracy: de 1994 a 2008, a saga do álbum mais caro da história5000 acessosMetallica: a regressão técnica de Lars Ulrich5000 acessosSeparados no nascimento: Ozzy Osbourne e Regina Duarte4771 acessosScorpions: a trágica história por trás da música "Lorelei"5000 acessosTool: as crianças que farão você voltar a ter esperança na banda

Sobre João Paulo Andrade

Sempre quis viver de Rock e/ou Heavy Metal. Tentou tocar baixo mas era tremendamente incompetente no instrumento. Em 1996 criou o site Whiplash.Net e hoje vive do seu sonho. :-)

Mais matérias de João Paulo Andrade no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online