Pitty: a "pequena grande mulher" fez o Opinião estremecer

Resenha - Pitty (Opinião, Porto Alegre, 30/08/2018)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar correções  |  Ver Acessos

Fotos: Amanda Martins

Duas noites sold out no Bar Opinião em Porto Alegre não é para qualquer um.

Pitty que agrega as funções de cantora, compositora, escritora, instrumentista e apresentadora, e que, como poucos, consegue sobreviver do rock, numa Terra Brasilis onde o funk e o sertanejo imperam; não é qualquer uma, fato.

Depois de passar dois anos longe da estrada, tipo um período sabático, onde fez poucos shows, a camaleoa, herdeira inegável da grande Rainha do Rock Brasileiro Rita Lee, retornou aos palcos no corrente ano, com uma nova turnê que mescla antigos hits como "Admirável Chip Novo", "Na Estante", "Me Adora", Teto de Vidro", entre outros, e novas músicas do vindouro álbum, quinto álbum de estúdio de Pitty, que tem previsão de lançamento, ainda no corrente ano. Todos os álbuns, já lançados, foram contemplados no setlist do show; juntamente com alguns covers, inclusive de Rita Lee, e sem esquecer de "Dançando" de seu projeto paralelo "Agridoce".

A diva, sempre na vanguarda, que contraria os moldes pré-estabelecidos de lançamento de um álbum, de uma tour, apresentou músicas recentemente finalizadas e lançadas durante "Matriz", ao mesmo tempo que estreiaram nas plataformas digitais, e que já estão se tornando hits.

Foi o que se viu quando da apresentação de "Contramão", de "Te Conecta". Pitty tem o "toque de midas".

A cantora mostrou aos fãs gaúchos, que hiperlotaram a tradicional casa de shows porto-alegrense, um show inédito com duração de duas horas com um setlist mais do que perfeito, veja a seguir. Fazia tempo que não presenciava um público cantando com um artista da primeira até a última música com tamanho fervor.

O show começou com um atraso de exatos 60 minutos; fato que desagradou até os mais ardorosos fãs. Porém quando a pequena grande mulher pisou no palco, o Opinião, literalmente, estremeceu.

A frontwoman subiu ao palco muito bem-acompanhada por Martin Mendonça (guitarra), Guilherme Almeida (Baixo), Paulo Kishimoto (Teclados) e Daniel Weksler (bateria), marido da cantora, que assumiu, recentemente, o controle das baquetas, oficialmente, em substituição de Duda, que estava na banda desde o início da carreira de Pitty.

"Matriz" é o nome da tour que a "baiana arretada" trouxe à capital gaúcha. Turnê comemorativa aos quinze anos de estrada da artista que mostra a sua raiz, o seu DNA musical que tem inúmeras influências passando e misturando várias estilos e gêneros musicais com total maestria, mas sem perder a sua veia rock n' roll.

Longa vida à Pitty!

Setlist:

Admirável Chip Novo
Anacrônico
Sete vidas
Memórias
I Wanna Be
Te conecta
Na sua estante
Um Leão
Teto De Vidro
Temporal
Ovelha Negra
Dançando
Semana que Vem
Contramão
Boca Aberta
Me Adora
Máscara
Equalize
Serpente

Não posso deixar de mencionar o palco, o mesmo contou com um cenário composto por desenhos da artista Eva Uviedo, belíssimo. Som e iluminação, igualmente perfeitos. A produção estava irretocável.

Agradecimentos à Opinião Produtora

Mais fotos:
https://www.facebook.com/Rocksblog/media_set?set=a.10204719844351308




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Pitty"


Pitty: em eterna metamorfose

Grammy Latino 2019: Pitty, The Baggios e mais são indicados para premiaçãoGrammy Latino 2019
Pitty, The Baggios e mais são indicados para premiação

Homossexualidade: 6 canções do Rock nacional sobre o tema (vídeo)

Pitty: o choro é livre (e nós também), sobre ofensas no TwitterPitty
"o choro é livre (e nós também)", sobre ofensas no Twitter

Pitty: Procuro meu lugar entre Ratos de Porão e Ivete SangaloPitty
"Procuro meu lugar entre Ratos de Porão e Ivete Sangalo"

Pitty: Não tem cristofobia, não! Tem repúdio por intolerância!Pitty
"Não tem cristofobia, não! Tem repúdio por intolerância!"


David Coverdale: Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palcoDavid Coverdale
Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palco

Separados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker SpanielSeparados no nascimento
Dave Mustaine e um Cocker Spaniel

Linkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vícioLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício

Slayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixoSlayer
Tom Araya revela seus ídolos do baixo

Slayer: fãs hardcore dão (literalmente) o sangue pela bandaSlayer
Fãs hardcore dão (literalmente) o sangue pela banda

Kiss: torcida de futebol homenageia Gene SimmonsKiss
Torcida de futebol homenageia Gene Simmons

A.L.I.V.E.!: membros do Pantera e GNR em banda tributo ao KissA.L.I.V.E.!
Membros do Pantera e GNR em banda tributo ao Kiss


Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336