Matérias Mais Lidas

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemIron Maiden faz mais um show da "Legacy Of The Beast World Tour"; veja setlist

imagemA definição de rock n roll segundo quem melhor entende do assunto: Mick Jagger

imagemLuciana Gimenez tentou aprender com Mick Jagger algo que não funcionou para ela

imagemMike Shinoda não está nada feliz com a interferência das redes sociais na música

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer

imagemTodos os discos do Nightwish, do pior para o melhor, em lista da Metal Hammer

imagemMetallica vai lançar toca discos super invocado, que obviamente custará uma fortuna

imagemFernanda Lira, da Crypta, e o papo reto sobre "se falar de política vai perder fãs"

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemRockers lamentam e se enfurecem com tiroteio que resultou em 19 crianças mortas no Texas


Glenn Hughes: A apresentação no Carioca Club de São Paulo

Resenha - Glenn Hughes (Carioca Club, São Paulo, 16/08/2015)

Por Durr Campos
Em 30/08/15

Em 2009, quando Glenn Hughes esteve naquele mesmo Carioca Club, tentei estar por ali, mas não deu. Fã confesso do Deep Purple MK III, reencarnação da qual fez parte, queria tê-lo visto mais, porém contanto com este ocorrida no último dia 16, foram somente duas. Esta, sem dúvidas, a melhor! Acompanhe o resumo dos fatos e as belas imagens a seguir.

Trios sempre me empolgaram no rock and roll e saber que, ao seu lado, estariam somente Pontus Engborg (bateria) e Doug Aldrich (guitarra, ex-Whitesnake/Dio), aumentou minhas expectativas. Não deu outra, bastaram os primeiros acordes de ‘Stormbringer’ para saber que a noite seria especial. O clássico chegou com um peso renovado, além da belíssima e incrivelmente potente voz de Hughes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se "Orion" não foi a escolha certa para sequenciar um hino, "Way Back to the Bone", do Trapeze, apresentou tudo o que amamos no ‘The Voice of Rock’. Aldrich arrancou palmas nota a nota, praticamente. Boa lembrança incluí-la. Fina e sexy! ‘Sail Away’ é uma das mais belas baladas de todos os tempos e, provavelmente, minha favorita no "Burn", sua estreia no Purple em 1974 ao lado do então novato David Coverdale. "Isso não dá vontade de transar?", provocou Glenn após encerrá-la magistralmente. ‘Touch My Life’, mais um coringa do Trapeze no set-list, fechou a trinca e fora dedicada ao saudoso companheiro naquela banda, Mel Galley: "Sei que está comigo esta noite", disse emocionado.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Era hora de algo do Black Country Communion, banda que manteve por algum tempo ao lado do ótimo guitarrista Joe Bonamassa, bastante popular no Brasil. ‘One Last Soul’, primeiro single lançado por eles é de fato uma bela música. "Talvez a gente retome…", deixou escapar. Nem deu para comemorar tanto, pois ‘Mistreated’ estava engatilhada e quando esta toca ninguém vai ao banheiro, conversa ou se distrai. Clássico do Deep Purple, é uma das canções que resumem aquela banda, apesar de Ian Gillan ter sempre recusado tocar qualquer material dos álbuns sem ele. Enfim, Glenn contou que David mostrou um trecho desta assim que começaram os primeiros ensaios da MK III. "Esta é bem importante pra mim e creio que para vocês e seus pais também", brincou. Falar o que de um pedaço de blues dos mais belos e perfeitos já feitos? Antes, porém, um pequeno solo de Aldrich. Belo e colou bem com a canção, mas em comparação ao solo de voz do patrão, pouco memorável.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Sorte a do guitarrista que a seguinte, ‘Good To Be Bad’, é uma das suas no Whitesnake, banda onde contribuiu por alguns anos. "Coverdale nunca cantou esta ao vivo, canta pra mim?", explicou Hughes sobre o xaveco de Doug para tê-la no set-list. Deu certo e ficou sensacional, até melhor que a original eu diria. ‘Can’t Stop the Flood’ é a cara de Glenn. Funky, groovy e repleta de elementos da black music em geral. Teve direito a reboladinha do homem!

Após um curto [ainda bem!] solo de bateria, ‘Sweet Tea’, do California Breed, a qual eu não conhecia, até que manteve a energia em alta. Com a bacana ‘Addiction’, sintomaticamente sobre os tempos de doideira do músico, e a interessante ‘Soul Mover’, os três deixaram o palco. Voltaram no bis com ‘Black Country’, outra do projeto com Bonamassa e, finalmente, ‘Burn’, já famosa nos seus encerramentos e sempre eficaz nesta tarefa. Agradecimentos especiais à produção e à assessoria de imprensa do evento, pelo credenciamento.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Glenn Hughes: ele deseja o melhor ao "esquisitão" Blackmore



Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos.