Matérias Mais Lidas

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemMark Tremonti, do Alter Bridge, revela que é grande fã de lendária banda de metal

imagemO que Adrian Smith descobriu ao retornar ao Iron Maiden

imagemO dia que os membros do Black Sabbath foram amaldiçoados por uma seita satânica

imagemShavo Odadjian, baixista do System Of A Down, conta quais álbuns mudaram sua vida

imagemNick Mason relembra a época que o Pink Floyd desastrosamente tentou tocar reggae

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagem"Eu não tinha ideia de quão grande o Maiden iria ficar", diz Bruce Dickinson

imagemIntegrantes do Rush relembram a época que abriram shows para o Kiss, em 1975


Endless e Melyra: Destilando uma avalanche de petardos

Resenha - Endless e Melyra (Rock Experience, Rio de Janeiro, 18/07/2015)

Por Rodrigo Costa
Em 27/07/15

Teria tudo pra ter sido apenas mais um show de bandas de heavy metal na noite carioca, mas o que se viu no Rock Experience – ótima casa de shows, diga-se de passagem - foi uma avalanche de petardos destilados por Endless e Melyra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas vamos por partes.

Após a abertura da casa, a DJ Cammy Marino deu um clima super especial ao evento com um playlist de deixar até os mais céticos de cabelo em pé. Muito metal, hard rock e clássicos pra preparar o público pros shows.

Às 22h40, a banda Melyra subiu ao palco para fazer a abertura do evento. Com um set list nervoso, muita presença de palco, técnica acima da média e um carisma poucas vezes visto em bandas com tão pouco tempo de existência – Melyra foi formada em 2012 -, a banda feminina liderada pela virtuosa vocalista Mariana "Elbereth" Figueiredo, tocou músicas de seu primeiro CD, além de "All we are", do Warlock.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show do Melyra me tirou sorrisos sinceros do rosto, mas eu não tinha ideia do que estava por testemunhar...

Por volta da meia noite, o Endless sobe ao palco. Sinceramente, apesar de ter assistido alguns shows da banda na década de 90 e início dos anos 2000, não sabia muito o que esperar do sexteto carioca depois de tantos anos fora da estrada. Ainda mais com a formação quase original, tendo como única baixa o guitarrista Gustavo Di Pádua – Almah e Aquaria – que foi substituído pelo tão virtuoso quanto, Luciano de Souza.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas vamos ao show lá, com um set list que mesclou músicas dos dois primeiros álbuns da banda – Eternal Winds, 1995 e A Dream at the Sun, 2008 – a sensação que tive foi que o tempo não passou para o Endless. Após uma introdução primorosa, "Running to be free" e "Playwright" foram executadas de forma a deixar muita banda gringa no chinelo. Nesse momento tive a nítida sensação de que o Endless tinha voltado muito mais maduro e performático. Em seguida, vieram "Vision of tomorrow" e "Holy Ground", ambas do primeiro álbum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Músicas como "Shades of night", "Memories I´ve saved" e "Laments of the sky of winds" não deixaram as cerca de 180 pessoas presentes – lotação 200 – paradas.

Para minha surpresa, tocaram uma nova música chamada "Save me from myself", uma porrada ao melhor estilo Stratovarius que sairá no novo álbum da banda, programado para Janeiro de 2016.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ponto negativo: o som da casa poderia estar um pouco mais definido. Em alguns momentos quase não se ouvia a voz ou as guitarras.

Na metade do show, o vocalista Vitor Veiga fez um breve set acústico, provando por que é tão admirado no Japão e Europa.

Outra grata surpresa foi a execução de "I want it all", do Queen, seguida do power metal "I don´t want to surrender", música do segundo álbum.

Após cerca de uma hora e quinze, o Endless fechou o show com as clássicas "Wasting my time" e "Eternal winds", ambas do primeiro álbum, com o público cantando em uníssono.

Resumo da ópera: o que vi foi um dos melhores shows de Heavy Metal desse ano. Que o Endless ainda tenha muitos anos de estrada e a Melyra continue nos presenteando com seu som nervoso e carismático.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E pra você que não foi e você vive reclamando que não tem show de qualidade na cidade que mora, pois o cenário é fraco, tá ai! Endless, de volta... E que os ventos sejam eternos....

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp