Cavalera Conspiracy: Noite animada em Belo Horizonte

Resenha - Cavalera Conspiracy (Music Hall, Belo Horizonte,13/09/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Bello
Enviar correções  |  Ver Acessos

O público de Belo Horizonte encheu boa parte do Music Hall para assistir à segunda apresentação do Cavalera Conspiracy na capital mineira do projeto musical dos irmãos MAX e IGGOR CAVALERA, ex-integrantes do Sepultura, com os músicos MARC RIZZO (guitarra) e TONY CAMPOS (baixo).

Luís Mariutti para Nando Moura: "Estádio não se lota com views ou likes"Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A noite começou às 20h com a abertura das bandas Capadocia e Project46, que mostraram sons pesados, atitude no palco e agradaram bastante a platéia. Enquanto as banda se apresentaram na respectiva ordem, JAIRO GUEDZ, ex-guitarrista do Sepultura, chegou à casa de shows. Simpático, posou para diversas fotos e atendeu aos pedidos de autógrafos em seu trajeto até a região dos camarins.

Os irmãos Cavalera subiram ao palco por volta das 23h. Ao perceber a presença dos ídolos no palco, o público se agitou bastante. MAX entrou em cena segurando sua guitarra e a apresentação começou com "Inflikted" seguida por "Warlord". O público reagiu bem com as primeiras músicas, mas delirou mesmo ao ouvir sucessos do SEPULTURA, como: "Desperate Cry" , "Troops Of Doom", "Inner Self" e "Territory", músicas que foram cantadas em coro junto com MAX, que se empolgou e comandava a festa de cima do palco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

MARC RIZZO mostrou que não tem só presença de palco,mas que é um grande guitarrista. Reproduziu com perfeição os solos dos clássicos, gravados em estúdio por ANDREAS KISSER. TONY também deixou sua marca no show, agitando bastante no palco e mostrando sua agilidade no baixo. Na bateria, IGGOR deu um verdadeiro show à parte. Sempre veloz e com seu toque personalizado nos clássicos do SEPULTURA e nas demais músicas.

Um momento memorável no show foi a participação de JAIRO GUEDZ tocando guitarra na música "Necromancer" do disco "Bestial Devastation". Max falou que eles haviam ensaiado uma vez apenas. Se houve alguma falha, certamente ninguém percebeu. Afinal, ali estava parte da primeira formação de uma das maiores bandas de metal de todos os tempos, tocando um de seus clássicos e em Beagá, terra onde tudo começou. A noite animada finalizou com "Roots Bloody Roots" deixando os fãs na expectativa da próxima apresentação na cidade.

A cena de JAIRO tocando mais uma vez com IGGOR e MAX alimentou, de certa forma, a vontade dos fãs mineiros de verem o tão sonhado reencontro do grupo nos palcos para um show ou turnê. Coisa que só o tempo dirá se algum dia pode voltar a acontecer.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Cavalera Conspiracy"


Sepultura: Derrick fala em como foi difícil substituir MaxSepultura
Derrick fala em como foi difícil substituir Max

Sepultura: melhores trabalhos com membros após formação clássicaSepultura
Melhores trabalhos com membros após formação clássica


Luís Mariutti para Nando Moura: Estádio não se lota com views ou likesLuís Mariutti para Nando Moura
"Estádio não se lota com views ou likes"

Atores e música: As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce WillisAtores e música
As bandas de Russell Crowe, Keanu Reeves e Bruce Willis


Sobre Ricardo Bello

Ricardo Bello é jornalista,humorista e escritor. Mineiro de Belo Horizonte, nascido em 16/02/78, tem um livro publicado intitulado "Caçador de Celebridades" e colabora com o Whiplash.Net.

Mais matérias de Ricardo Bello no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280