RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemMustaine tentou fazer hit radiofônico e acabou escrevendo a "música mais idiota" do Megadeth

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemMike Portnoy escolhe os álbuns preferidos de sua adolescência

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemA opinião de Paul McCartney sobre a música dos Sex Pistols

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO megahit de Ana Carolina que todos acharam que era a voz de Cássia Eller

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"


Stamp

Children of Bodom e Deicide: Melodia e brutalidade unidas em SP

Resenha - Children of Bodom e Deicide (Carioca Club, São Paulo, 25/05/2014)

Por Diego Camara
Postado em 28 de maio de 2014

Em um final de semana extremamente chuvoso, em clima de final de semestre para o calendário dos shows internacionais no Brasil, o público amante do death metal se uniu no Carioca Club para a apresentação conjunta das bandas CHILDREN OF BODOM e DEICIDE. Com a promessa de dois expoentes tão distantes do gênero – um, vindo do celeiro do death metal estadunidense da Flórida, enquanto o outro saiu das terras gélidas da Finlândia – reunidos em um só local, o show teve um público razoável e cumpriu promessa de um espetáculo completo e bem estruturado. Confiram abaixo os principais detalhes do show, com as imagens do nosso fotógrafo Kennedy Silva.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

DEICIDE

Ao melhor estilo londrino, o Deicide subiu ao palco em ponto as 19h00 para o início de seu show. O público inteiro já aguardava ali ansiosamente pelo espetáculo, com uma lotação de em torno de ¾ do Carioca Club – não sendo, assim, nem de perto o show mais lotado do ano, mas também não houve falta de gente no local. A banda subiu ao palco ovacionada pelos fãs, que aguardavam ansiosamente. Glen Benton, sempre encostado em seu tripé onde estavam repousadas as letras que cantou durante o show, parecia bastante contente com a recepção do público.

O som meio embolado abriu o show. As músicas "Homage for Satan" e "Dead by Dawn" tiveram uma instrumentação um pouco confusa e o som às vezes pareceu se perder. A voz de Benton, ao contrário, soava com perfeição e encheu o Carioca Club com brutalidade. Não se esperava menos, e os fãs fervorosos da banda ergueram seus chifres e gostaram de cada segundo.

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

Quando a clareza do som melhorou – rapidamente, diga-se por sinal – viu-se uma banda extremamente técnica. A bateria de Steve Asheim, extremamente rápida, dá o tom para a agressividade do Deicide. A formação se completa com os dois guitarristas, cheios de técnica, que encantaram com seus solos durante todo o espetáculo.

A banda não conseguiu deixar de mostrar também a alegria por estar junto novamente de seus fãs. Benton, ao desejar boa noite ao público, disse que era bom retornar ao Brasil depois de tanto tempo. De pouquíssimas palavras durante o show – a banda não tinha a noite toda para se apresentar – o Deicide preferiu se focar na música, e o que tivemos foi uma reunião de alguns dos grandes sucessos da banda e diversas músicas do novo álbum "In the Minds of Evil", que realmente se saíram muito bem ao vivo, com um destaque especial para "End the Wrath of God".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com o fim do show, a banda deixou o palco exatamente uma hora após ter iniciado seu espetáculo. O público, que foi um pouco frio durante a apresentação da banda, gritou pelo Deicide e pediu mais músicas, que infelizmente não vieram. A banda tinha que dar espaço para a apresentação principal da noite, o Children of Bodom.

DEICIDE é:
Glen Benton – Vocal e baixo
Jack Owen – Guitarra
Kevin Quition – Guitarra
Steve Asheim – Bateria

Setlist Deicide:
1. Homage for Satan
2. Dead by Dawn
3. Once Upon the Cross
4. Scars of the Crucifix
5. In the Minds of Evil
6. Thou Begone
7. When Satan Rules His World
8. Serpents of the Light
9. Children of the Underworld
10. Behind the Light Thou Shall Rise
11. Conviction
12. Dead but Dreaming
13. Trifixion
14. End the Wrath of God
15. Beyond Salvation
16. Misery of One
17. Kill the Christian
18. Sacrificial Suicide
19. Godkill

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

CHILDREN OF BODOM

Foi mais de uma hora de espera, então, para que a plateia pudesse acompanhar o show do Children of Bodom. Apesar dos estilos bastante distintos das duas bandas, grande maioria do público ficou no Carioca Club para acompanhar a apresentação dos finlandeses. O show, que estava marcado para as 21h00, acabou apenas acontecendo as 21h15m, quando Alexi Laiho e companhia subiram ao palco para iniciar sua apresentação com "Sixpounder", do icônico álbum "Hate Crew Deathroll". A plateia cantou junto e gritou desde o início do espetáculo.

Após mais de dois anos sem pisar no Brasil – a última passagem foi em dezembro de 2011 – o público sem dúvidas estava com saudades dos finlandeses. Empolgados até o talo, foi assim que outra pancada intitulada "Living Dead Beat" criou uma das melhores aberturas de show que o Children poderia fazer. Alexi agradeceu ao público pela presença, dizendo estar mais que nunca feliz em voltar ao Brasil.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O show foi um conjunto extremo da velocidade da banda, como no toque extremamente speed metal das guitarras de "Bodom Beach Terror" e na brutalidade que a banda aplicou em músicas como "Scream for Silence", esta do novíssimo e muito bem recepcionado "Halo of Blood". Pediu um grande moshpit no centro do palco quando tocou "Hate Crew Deathroll", que foi gerou uma bela pancadaria no centro do Carioca Club, apesar de que a maioria do público parecia não interessado naquele dia em entrar para a dança.

O old school também não ficou de fora, e as músicas "Lake Bodom", do primeiro disco da banda de 1997, e "Follow the Reaper" representaram os discos da década de 90. Outra música também tocada foi "Downfall", um símbolo na carreira da banda que parece nunca sair de moda.

[an error occurred while processing this directive]

O show foi realmente impecável. A qualidade sonora do Carioca Club correspondeu em grande nível, e o som dos solos de guitarra de Laiho mostraram bastante isso. No resto da música, foi possível no geral acompanhar cada um dos instrumentos, que tomavam controle do áudio cada um a sua maneira, e a técnica muito boa dos membros da banda tornou o espetáculo impecável, sem dúvidas um dos melhores shows que o Carioca Club viu este ano em termos de qualidade sonora.

Fechando o show, uma super sequência levou o público à loucura: "Blooddrunk", "Angel’s Don’t Kill" e "Towards Dead End" foram o ápice para a maioria dos fãs, que se esqueceram por algum tempo o frio que tiveram que aguardar para conseguir entrar no show e ver a banda. Muito bate cabeça fez o Carioca Club ferver, e valer cada minuto com a banda no palco.

[an error occurred while processing this directive]

CHILDREN OF BODOM é:
Alexi Laiho – Vocal e guitarra
Roope Latvala – Guitarra
Henkka Seppälä – Baixo
Janne Wirman – Teclado
Jaska Raatikainen – Bateria

Setlist Children of Bodom:
1. Sixpounder
2. Living Dead Beat
3. Bodom Beach Terror
4. Halo of Blood
5. Scream for Silence
6. Hate Crew Deathroll
7. Lake Bodom
8. Follow the Reaper
9. Dead Man's Hand on You
10. Are You Dead Yet?
11. Blooddrunk
12. Angels Don't Kill
13. Towards Dead End
14. Hate Me!
15. Downfall
Bis:
16. In Your Face

Fotos: Kennedy Silva

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Exilio Angel

Okkultist: tributo ao saudoso Alexi Laiho com cover de "Sixpounder"

Tecladista do Children Of Bodom não sabia se continuaria na música após fim da banda

Guitarristas: em vídeo, o Top Ten do Metal Moderno

Metal: 100 músicas para começar a ouvir bandas que não estão entre as mais populares


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.
Mais matérias de Diego Camara.