Matérias Mais Lidas

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemCinco músicas lançadas após o ano 2000 que se tornaram clássicos do rock - Parte II

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemDez clássicos do thrash metal que não foram gravados pelo "Big Four" - Parte I

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemBlaze Bayley diz que um dos menores shows da carreira do Maiden foi o seu melhor

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens


Dream Theater 2022

Sebastian Bach: apresentação em São Leopoldo supera a do RIR

Resenha - Sebastian Bach (Sociedade Orpheu, São Leopoldo, RS, 21/09/2013)

Por RUDSON XAULIN
Em 27/09/13

A cidade de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, recebeu no dia 21 um show para ficar na sua história. Era a passagem de SEBASTIAN BACH e sua banda pela cidade, ao qual vai ficar para sempre na memória daqueles que compareceram a Sociedade Orpheu. A noite era fria e a organização pecou bastante quando tardou a abrir as portas do local da apresentação. Não bastasse ter que ficar no frio e sujeito a chuva que não dava trégua no estado, a organização ainda dividiu o publico em duas filas, que só perto da porta se ouvia a instrução de quem já tinha ingresso entrava por um lado, e quem não tinha, pelo outro. Além de abrirem a segunda parte da já pequenina porta de entrada, somente após ouvirem os gritos da multidão, que ainda na rua, perdia o primeiro show da noite, da banda MAÇÃ DE PEDRA, lamentável.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A segunda banda a se apresentar foi a HIPERCUBO, que teve muito pouco tempo para mostrar seu som, um hardão pegado, mas ganhou o publico em apenas quatro canções. O destaque ficou claro em um cover do GUNS N’ ROSES, que era IT’S SO EASY, mas a banda mostrou fôlego e energia na apresentação, triste dizer que eles deviam ter mais tempo e não tiveram, pois com certeza eles tinham coisas a mostrar. E aqui fica a dica...

Foi estranho ver os próprios integrantes da banda de SEBASTIAN BACH subirem ao palco para afinarem e ajustarem seus instrumentos, como se fizessem uma passagem de som ali, com todo o publico já dentro do local. Com exceção de BACH, todos os membros da banda estavam no palco bem antes da apresentação para conferirem seus respectivos materiais de trabalho.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

SEBASTIAN BACH subiu ao palco como era esperado: Girando o microfone feito um maluco, balançando a cabeleira e não parando quieto por um minuto sequer. Clássicos do SKID ROW não poderiam ficar de fora, afinal foram eternizados na voz de SEBASTIAN BACH, mas a banda da muito destaque as novas canções, excelentes por sinal, e boa parte do publico sabe e gosta muito dos novos trabalhos do vocalista. SEBASTIAN BACH tinha a difícil missão de pincelar uma apresentação mais feliz do que a apresentada no ROCK IN RIO 2013, afinal ele e sua banda foram trucidados nas redes sociais devido à má apresentação, mas quem nunca teve um dia ruim?

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

O repertório contou com clássicos absolutos, como SLAVE TO THE GRIND, HERE I AM e a dançante BIG GUNS. SEBASTIAN BACH brincou com o público o tempo todo, está sempre sorrindo com seus músicos e até puxou para cima do palco um apertado fotografo que estava esmagado no meio da multidão. Sem contar ainda suas engraçadas tentativas de comunicação em nossa língua, mesmo sendo engraçado, o legal é que ele tenta e o publico adora ver e ouvir esse tipo de coisa. Tivemos espaços para as "novatas" como a ríspida KICKING & SCREAMING e a faixa gravada ao lado de AXL ROSE, (LOVE IS) A BITCHSLAP.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

SEBASTIAN BACH se esforça muito para manter o fôlego, canta o mais alto que pode e por muitas vezes não atingiu as notas que o consagrou a frente do SKID ROW, mas não fez feio e deixou à apresentação do ROCK IN RIO para trás. Uma pena que no maior festival de música do mundo ele não conseguiu dar tudo o que tem e ainda enfrentou diversos problemas técnicos, mas aos poucos, mais uma vez, ele vai dando a volta por cima.

Pode-se ouvir os gritos de "TIÃO" muitas vezes durante a noite, para o apelido que o povo brasileiro deu ao querido vocalista, e ele adora, da risada e se diverte. SEBASTIAN BACH usa bastante o auxilio de JOHNNY CHROMATIC para os backing vocals e para finalizar alguns berros em diversas canções, e o guitarrista se sai muito bem. Outro guitarrista, recrutado a pouco para o time, DEVIN BRONSON, fez bonito e solou muito na fria noite no sul do país, esquentou o publico e incendiou o palco sempre que pode. Outro membro da banda que é pura explosão é o carismático baixista JASON CHRISTOPHER, na banda há muito tempo e grande amigo de BACH, ele é um dos responsáveis pelos backing vocalis e talvez o músico que mais se movimente no palco, perdendo apenas para o frontman. JASON interage muito com o publico e ainda faz pose para fotos!

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O baterisa BOBBY JARZOMBEK mostra um belo trabalho quando AMERICAN METALHEAD ecoa sempre, além de uma grande figura, o baterista já trabalhou com muita gente de calibre apurado e sua contribuição na banda de BACH é fundamental para o funcionamento do grupo. Ainda tivemos PIECE OF ME, um tipo de hard que nunca perde a raiz e indispensável. SEBASTIAN BACH disse, em português enrolado, que teria uma música para o público, e pediu que todos cantassem com ele, era claro e obvio que viria IN A DARKENED ROOM, com luzes azul e tudo, lembrando muito o clipe da referida canção.

O grande momento do show, possivelmente foi em 18 AND LIFE, todo mundo foi ao delírio, não havia ninguém parado e esta música possivelmente é um marco na historia do rock n’ roll. Ouvir 18 AND LIFE ao vivo é sempre uma experiência de nostalgia com uma pitada de adrenalina. Espaço também para STUCK INSIDE e TUNNELVISION, uma das melhores faixas do ultimo trabalho solo de SEBASTIAN BACH. Delírio geral também quando os acordes de MONKEY BUSINESS foram ouvidos e quando tivemos a introdução de I REMEMBER YOU no violão, êxtase e excitação dominaram a noite. Era a derradeira perfeita para um bom show do frontman, e uma canção que nunca pode ficar de fora.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Para encerrar, clássico assim como o vocalista, sua indicação e referencia a tatuagem que ele tem no antebraço, dava o tom da última música que seguiria no set, era a vez de YOUTH GONE WILD e com ela tudo veio abaixo. Foi mais um grande momento do show e mais um grande show de SEBASTIAN BACH que chegava ao fim. Possivelmente não vai existir reclamações dos presentes, quem foi ver uma lenda, saiu de lá com histórias pra contar. Mesmo SEBASTIAN BACH mais velho e barrigudinho, ele ainda é SEBASTIAN BACH e sabe como poucos administrar com tanta maestria um bom show de rock n’ roll.

SEBASTIAN BACH – vocal
JOHNNY CHROMATIC e DEVIN BRONSON – guitarras
JASON CHRISTOPHER – baixo
BOBBY JARZOMBEK – bateria

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Guitarrista do Skid Row diz que não fala com Sebastian Bach e não pensa em fazer pazes

Dee Snider: vocalista diz que metal é um termo depreciativo; Sebastian Bach discorda

Skid Row/Sebastian Bach: "vamos retomar a hair band enquanto ainda temos cabelos"

Bon Jovi: Primórdios, New Jersey e as Tretas com Axl Rose e Sebastian Bach (vídeo)

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"