Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi


Stamp

Queensryche: mais uma marcante e ótima apresentação em SP

Resenha - Queensryche (HSBC Brasil, São Paulo, 14/04/2012)

Por Otávio Augusto Juliano
Em 15/04/12

Com a quantidade enorme de shows sendo realizados no país, era inevitável que uma hora ou outra duas atrações fossem agendadas para o mesmo dia. E este fato tem ocorrido, como aconteceu no dia da apresentação dos americanos do QUEENSRYCHE. Um pouco mais cedo SEBASTIAN BACH tocou em São Paulo, no Carioca Club.

Fotos: Leandro Anheli

Devido a essa coincidência de agendas, para este redator a missão foi bastante difícil: sair de um show e correr para o outro a tempo de cobrir ambos os eventos. Deu certo, mas infelizmente cheguei com o show do convidado especial da noite, o FATES WARNING, já em andamento e quase no fim.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Contemporâneos do QUEENSRYCHE, a banda também está na ativa desde o começo da década de oitenta e é uma das pioneiras do Metal Progressivo. Pela primeira vez no Brasil, a banda trouxe como convidado o ex-baterista do DREAM THEATER, Mike Portnoy, e tocou por aproximadamente 1 hora para os fãs que compareceram ao HSBC Brasil.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A casa não ficou totalmente cheia, mas o público era muito bom. A qualidade de som do HSBC Brasil também estava impecável, o que pôde ser confirmado não só nas músicas que acompanhei do FATES WARNING, como também quando a atração principal da noite subiu ao palco.

Às 23:25h, as luzes se apagaram e uma grande bandeira com o nome QUEENSRYCHE desceu no fundo do palco. Pronto, era a hora do show. E nada melhor do que começar com "Get Started", seguida de "Damaged" e de "I Don´t Believe In Love", a essa altura já com o público bastante participativo e acompanhando o vocalista Geoff Tate nas canções.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em sua turnê de comemoração do trigésimo aniversário da banda, que teve seu primeiro EP lançado em 1982, o QUEENSRYCHE voltou ao país e mostrou porque é uma das referências de Metal Progressivo. A formação atual conta com praticamente todos os músicos originais, com exceção do guitarrista Parker Lundgren, que faz parte da trupe desde 2009.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como a turnê é de comemoração, para a alegria dos fãs o QUEENSRYCHE focou sua apresentação nas principais músicas da banda e não nos últimos álbuns lançados. Geoff foi muito simpático com o público e durante toda a apresentação manteve-se com o semblante de alguém realmente feliz em tocar mais uma vez por aqui. Fez brincadeiras, interagiu, movimentou-se muito e, é claro, foi excelente ao comandar os clássicos do QUEENSRYCHE.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para quem nunca tinha visto a banda ao vivo, como este redator, realmente sua voz impressiona. Até quando Geoff falava com a plateia era impressionante, pois sua voz se parece muito com a de um locutor de rádio ou algo parecido. Aos 53 anos, Tate certamente cuidou e cuida muito do seu bem mais precioso – sua voz.

Os demais músicos não ficam atrás. Todos extremamente concentrados na execução das músicas e em perfeita sintonia. Tive o privilégio de ficar bem à frente do guitarrista Michael Wilton e pude apreciá-lo tocar de perto, como em "Walk In The Shadows", música com uma cadência muito interessante e uma das que mais agitou o público antes das canções finais. Nessa canção, assim como na anterior, "The Lady Wore Black", os fãs presentes auxiliaram Geoff cantando o refrão das músicas com muita intensidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes de Michael introduzir "Silent Lucidity", Geoff aproveitou para elogiar o show do FATES WARNING e deu outra aula ao cantar os versos dessa balada mundialmente conhecida. Com "Take Hold The Flame", do disco "The Warning", de 1984, o QUEENSRYCHE se retirou do palco, para um rápido intervalo.

Faltando poucos minutos para uma hora da madrugada, a volta se deu com a trinca matadora final: "Jet City Woman", com suas marcantes linhas de baixo e riffs de guitarra; "Empire", que dá nome ao álbum homônimo de 1990; e a dobradinha "Eyes Of A Stranger/Anarchy-X", ambas do disco conceitual responsável pelo sucesso comercial do QUEENSRYCHE, "Operation: Mindcrime".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com palhetas e baquetas arremessadas ao público, os músicos se retiraram do palco, dessa vez definitivamente, para encerramento do show. Geoff ainda retornou rapidamente com uma taça de vinho na mão para agradecer novamente a presença dos fãs em mais uma marcante e ótima apresentação do QUEENSRYCHE em São Paulo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda agora retorna aos Estados Unidos e segue sua turnê no final de abril, passando por diversas cidades americanas.

Agradecimentos a Heloisa Vidal e Adriano Coelho (Free Pass Entretenimento) pelo credenciamento e pela atenção.

Banda:
Geoff Tate – vocal
Michael Wilton – guitarra
Parker Lundgren – guitarra
Eddie Jackson – baixo
Scott Rockenfield – bateria

Set List:
1. Get Started
2. Damaged
3. I Don't Believe in Love
4. Hit the Black
5. I’m American
6. At 30,000 ft.
7. Desert Dance
8. Real World
9. NM 156
10. Screaming in Digital
11. The Lady Wore Black
12. Walk in the Shadows
13. The Right Side of My Mind
14. Silent Lucidity
15. Take Hold of the Flame
---------------------------------------
16. Jet City Woman
17. Empire
18. Eyes of a Stranger / Anarchy-X

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemTodd La Torre chama John Dolmayan de imbecil após comentários sobre guerra e Covid

Dream Theater: "As I Am" foi inspirada em tour "irritante" ao lado do Queensryche

Geoff Tate diz que Queensryche recusou quantias "obscenas" de dinheiro por reunião

De A a Z, confira playlist com 26 bandas de rock and roll e heavy metal formadas nos EUA

Geoff Tate fará shows no Brasil em 2022; confira datas e locais das apresentações

Queensryche: ao contrário do vocalista atual, Geoff Tate parou de fumar quando era jovem

imagemQueensryche: vocalista não esconde mais seus cigarros e não liga para os críticos


Prog Metal: os 10 discos essenciais segundo o TeamRock



Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano.