RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemO que faltou para o Overkill entrar no "Big Four" do thrash, segundo D. D. Verni

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words


Stamp

Full of Hate Tour: Maratona incrível de bandas na Suécia

Resenha - Full of Hate Tour (Münchenbryggeriet, Estocolmo, Suécia, 27/02/2012)

Por Petri da Costa
Postado em 07 de março de 2012

Cannibal Coprpse, Behemoth, Legion of the Damned, Misery Index, Suicidal Angels e Nexus Inferis se juntaram para participar da Full of Hate Tour, que passou por alguns países da Europa como Alemanha, França, Itália, Holanda, Suécia e mais outros durante 1 mês. Era uma oportunidade única para muitos fãs e obviamente muitos shows dessa turnê foram sold out.

Esse show em Estocolmo, um dos últimos dessa turnê, não foi sold out, mas o clube estava quase lotado. Talvez por ser começo de semana, as portas abriram já as 17h (!) e o Nexus Inferis já tocava apartir das 17.45. Nessa hora não havia muitos dentro ou assistindo a banda que estava divulgando o debut "A Vision of the Final Earth". O pessoal parecia mais interessado em dar uma olhada na merchandise das bandas do que curtir o death/black do Nexus Inferis. A recepção foi um tanto fria, mas era de esperar já que a banda ainda é novata e muitos nem sabiam quem eles eram.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Um pouco depois veio o Suicidal Angels com seu thrash metal. Os gregos têm conquistado muito espaço na mídia e com fãs recentemente e eu esperava que o público (nessa hora em maior número) iria receber de forma insana a banda, porém isso não aconteceu. A banda, nos seus 30min. de show, foi muito boa, era música ápos música, rápido e pesado. O vocalista/ guitarista Nick tentava pedir pro público abrir um mosh pit durante as músicas mas o pessoal ficava simplesmente olhando a banda, deixando Nick sem entender. Quando tocaram a última, "Moshing Crew", Nick pediu um wall of death e finalmente consegui participação do público.

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

Em seguida vinha o Misery Index e era notável um número maior de fãs perto do palco. Com já 10 anos de existência e muitos fãs presentes no show, o Misery Index foi a primeira banda da noite a realmente levantar o público, que até então parecia entediado. Era impossível ficar parado ao escutar músicas como "You Lose", "The Great Depression", "The Spectator" e outras. O guitarista/vocalista Mark Kloeppel até agredeceu o público por ter acordado. A banda fechou o show com "Traitors" e provou mais uma vez que eles estão entre as melhores bandas ao vivo hoje em dia.

Era então a vez do Legion of the Damned e seu primeiro show na Suécia. Os fãs suecos ficaram extremamente felizes que a banda finalmente tocou por aqui e nos 45min. de show fizeram uma boa mescla de músicas mais antigas como "Legion of the Damned", "Malevolent Rapture" e algumas mais novas: "Cult of the Dead" e "Night of the Sabbath", entre outras.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Behemoth, um dos headliners dessa turnê, foram o que tiveram mais apelo visual entre as bandas. A banda tinha um sistema de luz adicional, tinha 3 (!) backdrops que mudaram durante os 60min. de show e outros detalhes. Talvez tudo isso era como uma grande demonstração que a banda está mais viva do que nunca.Foi ótimo ver Nergal em ótima forma, apesar de um tanto magro (um dos efeitos depois de tudo que ele passou em 2010), mas cheio de energia e carisma. Apesar do Cannibal Corpse estar fechando todas as noites desta turnê, aqui em Estocolmo parecia que o Behemoth era a banda principal e a banda fez um show memorável.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Já era 23h e chegava a vez do Cannibal Corpse fechar essa noite extremamente pesada. O show deles, tanto no aspecto visual como sonoro, foi o oposto do que o público presenciou no show do Behemoth. Era só um backdrop com o logo da banda, que entrou sem nenhuma intro ou coisa parecida, e mandou por 60min. porrada atrás de porrada. Os mosh pits ficaram mais violentos, e em algum momento um certo "fã" até jogou uma garrafa (plástica) de cerveja no vocalista George "Corpsegrinder" Fisher, que ficou enfurecido com isso. Para risada geral, ele dedicou "Fucked with a Knife" para as garotas presentes e para a "garota" que jogou a cerveja nele. O show ainda contou com duas músicas novas: "Demented Aggression" e "Scourge of Iron".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Foi uma maratona incrível de bandas, uma ideía que espero que seja repetida (com outras bandas também) e que chegue à outros países.

Behemoth setlist:

Ov Fire and the Void
Demigod
Moonspell Rites
Conquer All
Diableria (The Great Introduction)
The Thousand Plagues I Witness
Alas, Lord Is Upon Me
The Seed ov I
Decade of Therion
At the Left Hand ov God
Slaves Shall Serve
Chant for Eschaton 2000

Bis:
23 (The Youth Manifesto)
Lucifer

Cannibal Corpse setlist:

Evisceration Plague
The Time to Kill is Now
Disfigured
Demented Aggression
Scourge of Iron
I Cum Blood
Fucked With a Knife
Covered With Sores
Born in a Casket
The Wretched Spawn
I Will Kill You
Priests of Sodom
Unleashing the Bloodthirsty
Make Them Suffer
Hammer Smashed Face
Stripped, Raped and Strangled

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Cannibal Corpse: "Hammer Smashed Face" em versão Disney

Cannibal Corpse: Versão brutal de "Frantic Disembowelment" no ukelele


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Petri da Costa

Fanático por cinema e música, colaborou como correspondente na Finlândia para a RockHard-Valhalla de 2002 até 2008, escrevendo reviews de shows e cds. Tem colaborado com a whiplash desde 2007.
Mais matérias de Petri da Costa.