Sepultura: uma grande apresentação na Finlândia

Resenha - Sepultura (Jalo Metal Fest, Oulu, Finlândia, 12/08/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Petri da Costa
Enviar Correções  

O Sepultura, divulgando o novo CD "Kairos" pela Europa, passou pela Finlândia e dessa vez a banda foi o headliner do festival Jalo Metal. Esse festival, ao contrário do Sauna Open Air ou do Tuska, é "menor" e é realizado no norte do país, bem longe das grandes cidades, mas sempre conta com bandas que raramente tocam por aqui. O Sepultura tocava no primeiro dia do festival, que também contava com bandas como o Napalm Death, Exhumed, EvilDead e outras.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando a banda subiu no palco, muitos ainda estavam por outros cantos do festival mas já ao fim da "Intro", todos estavam presentes para presenciar a força da banda ao vivo. O show começou de maneira frenética e sem nenhum intervalo entre as músicas "Arise", "Refuse/Resist" e "Kairos", que soou muito melhor ao vivo em comparação ao CD. Notava-se desde o começo que Andreas, Jean e Derrick estavam cheio de energia. Outro aspecto que muitos repararam foi a presença tímida no palco do baixista Paulo Xisto, que ficava mais no canto dele e muitas vezes olhando pra baixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A banda seguiu tocando outras músicas mais recentes, mas quando tocaram "Troops of Doom" e "Escape to the Void" o público simplesmente pirou e o que se via era uma roda gigante. A grande surpresa foi a inclusão de "Meaningless Movements", do "Arise", no set list. Continuaram com 2 músicas do "Kairos" e então a banda emendou 2 clássicos que mais uma vez deixaram todos sem fôlego: "Territory" e "Inner Self". Era óbvio que a banda voltaria para tocar mais outras músicas e depois de um curto intervalo a banda voltou, agradeceu mais uma vez o apoio do público e mandou "Ratamahatta", que as vezes soava como uma improvisação, e o "hino" da banda "Roots Bloody Roots" que mais uma vez levantou todos.

O Sepultura, como era de esperar, fez um grande show, com as músicas novas soando mais pesado ao vivo, e o set list foi interessante e diversificado, claro que não foi perfeito, mas foi uma prova que a banda tem muita lenha ainda para queimar. A única coisa agora é esperar que banda volte a tocar por aqui com mais frequência.

Intro
Arise
Refuse/Resist
Kairos
Convicted in Life
Choke
What I Do!
The Treatment
Relentless
Troops of Doom
Escape to the Void
Meaningless Movements
Just One Fix (Ministry cover)
Seethe
Territory
Inner Self

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ratamahatta
Roots Bloody Roots


Cli336 Cli336 CliIL Cli336