Matérias Mais Lidas

Jon Schaffer: nomes do Iced Earth e Demons & Wizards somem do site da gravadoraJon Schaffer
Nomes do Iced Earth e Demons & Wizards somem do site da gravadora

Megadeth: Dave Lombardo quase entrou pra banda, mas percebeu a merda que ia darMegadeth
Dave Lombardo quase entrou pra banda, mas percebeu a merda que ia dar

Joe Lynn Turner: detonando gravadora por continuar projeto Sunstorm sem eleJoe Lynn Turner
Detonando gravadora por continuar projeto Sunstorm sem ele

Greta Van Fleet: Robert Plant odeia aquele vocalistaGreta Van Fleet
Robert Plant "odeia" aquele vocalista

Pearl Jam: exigindo que banda cover Pearl Jamm mude nome, sob ameaça de processoPearl Jam
Exigindo que banda cover Pearl Jamm mude nome, sob ameaça de processo

Nervosa: Banda lança videoclipe de Under RuinsNervosa
Banda lança videoclipe de "Under Ruins"

Megadeth: Dave Mustaine, agora, é faixa roxa em jiu-jitsu brasileiroMegadeth
Dave Mustaine, agora, é faixa roxa em jiu-jitsu brasileiro

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Metallica: veja o primeiro (e curioso) cartão de visitas da bandaMetallica
Veja o primeiro (e curioso) cartão de visitas da banda

Iron Maiden: As faixas do clássico The Number Of The Beast, da pior para a melhorIron Maiden
As faixas do clássico "The Number Of The Beast", da pior para a melhor

Loudwire: o melhor álbum de thrash metal de cada ano, de 1983 até 2020Loudwire
O melhor álbum de thrash metal de cada ano, de 1983 até 2020

Bon Jovi: Fear Factory fez a banda mudar de estúdio durante gravação de These DaysBon Jovi
Fear Factory fez a banda mudar de estúdio durante gravação de "These Days"

Pantera: as cinco melhores músicas da banda, segundo leitores da RevolverPantera
As cinco melhores músicas da banda, segundo leitores da Revolver

Lista: 10 grandes sucessos que farão 30 anos em 2021 e continuam sendo ouvidos até hojeLista
10 grandes sucessos que farão 30 anos em 2021 e continuam sendo ouvidos até hoje

Foo Fighters: Dave Grohl queria que Lemmy estivesse vivo para ouvir músicaFoo Fighters
Dave Grohl queria que Lemmy estivesse vivo para ouvir música


Matérias Recomendadas

Metal: nomes do gênero que assumiram ser cristãosMetal
Nomes do gênero que assumiram ser cristãos

As regras do Black Metal
As regras do Black Metal

Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Fotos de Infância: Dave Mustaine, do MegadethFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth

Fotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1Fotos
Confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1

Tunecore
Malvada

Dream Theater: Técnica, peso e um show competente em SP

Resenha - Dream Theater (Credicard Hall, São Paulo, 08/03/2008)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ieda R. Stavarengo
Enviar Correções  




Uma vez escutei alguém dizer que Dream Theater era uma mistura de Rush com Metallica... Bem, acho que já há algum tempo definir esta banda "apenas" desta forma é absurdamente injusto. Músicos perfeitos, melodias marcantes e peso, numa trajetória de mais de 15 anos, consolida sua marca em todos os CD lançados.

Fotos: Valéria Alves

Foto da chamada: Rodrigo Simas (show do Rio)

No sábado, dia 08/03/08, o Dream Theater se apresentou mais uma vez em São Paulo, desta vez no estacionamento do Credicard Hall, uma boa opção para shows. Porém, para uma banda deste nível, tocar dentro do Credicard Hall seria mais apropriado, pois apesar de contarem com uma boa estrutura montada, que permitiu que o som estivesse muito bom e o palco caprichado, a distância do público acaba tirando um pouco a energia do show.

Após a apresentação da banda paulista Hangar, o Dream Theater entrou no palco (pelo menos, 30 minutos antes do previsto, o que realmente deixou muita gente furiosa e fez muitos perderem diversas músicas), para um show repleto de técnica e competência, do início ao fim, deixando entusiasmado um público que compareceu em grande número e que se dividiu entre pista e camarote. Aliás, a pista, apesar da grande quantidade de pessoas presentes, estava tranqüila, sem aglomerações e rodas.

"Erotomania", a maravilhosa "Voices" e "Take The Time" levantaram a galera por serem mais conhecidas, mas as músicas novas como "Constant Motion" e "Forsaken" não deixaram por menos e também empolgaram o público.

James La Brie, com sua voz poderosa mostrou que faz no palco o que faz em estúdio e se consolida cada vez mais como uns dos grandes vocalistas da atualidade.

O que falar de John Petrucci? Perfeito?! É pouco! O cara arrebenta, empolga, destrói, emociona em cada solo. Vendo parece que tocar daquela maneira é algo até fácil de se fazer. É um privilégio ouvi-lo tocar!

Mike Portnoy dispensa comentários! Não consigo imaginar hoje ninguém melhor que ele.

John Myung, sempre discreto, mas fundamental na história dessa banda.

Jordan Rudess, agitando junto ao público, uma grata surpresa com seu teclado "estilo guitarra" num dueto com John Petrucci.

Pode parecer que a banda tenha uma atitude meio fria em relação aos fãs, mas à medida que a galera vibrava, percebia-se que eles se empolgavam também.

Em quase uma hora e quarenta minutos, o que se viu foi uma apresentação perfeita, emocionante, enfim, o tipo de show que quando acaba deixa muitos rezando por mais um bis e esperando que toquem "aquele" som que ficou faltando... Longa vida ao Dream Theater!!!

Set list:
"Intro - An Ant Odyssey"
"Constant Motion"
"Never Enough"
"Blind Faith"
"Surrounded 07"
"The Dark Eternal Night"
"Erotomania"
"Voices"
"Forsaken"
"Take The Time"
"In The Presence of Enemies"
"Medley:
I. Trial Of Tears
II. Finally Free
III. Learning To Live
IV. In The Name Of God
V. Octavarium (Razor's Edge)


Outras resenhas de Dream Theater (Credicard Hall, São Paulo, 08/03/2008)

Dream Theater: vibração de fãs leais e atentos em SP