Krisiun: Mais uma noite memorável para o metal nacional

Resenha - Krisiun (Bar Opinião, Porto Alegre, 05/12/2004)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Hugo "Guaraná" Lobo
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Em mais uma noite memorável para o metal nacional, o tradicional local de shows na capital gaúcha, o Bar Opinião recebeu num domingo a banda brasileira que atualmente mais faz show no exterior, o KRISIUN, com abertura dos gaúchos da PREDATOR (de Caxias do Sul ) e dos portalegrenses da DISRUPTED, em mais uma realização da Pisca Produtora.

Krisiun: banda anuncia turnê na Europa com 32 datas em 32 diasOito razões pra dormir com um baterista

O show estava marcado para as 21h, mas como já é de praxe iniciou somente alguns minutos antes das 22 hrs, com o público chegando ao local em bom número (aproximadamente 600 pessoas) .

A primeira banda foi a DISRUPTED que iniciou tocando "Illusion Toys", sendo que eles fazem uma interessante mistura de Thrash , New Metal e Death metal (!) . No início o som estava meio "embolado" mas foi sendo ajustado aos poucos.

Abriram com a música "Left the Dreams", depois vieram "Evil Dreams", "Last time", "Attitude", "Flash, Bones and Blood", sendo que o vocalista Rodrigo Motta estava a todo momento agitando e até atiçando o pessoal para subir no palco e fazer "stage dive" (ou mosh), apesar da segurança que proibia isso. Pintaram algumas confusões entre o público, mas nada muito sério ou que prejudicasse a banda. Seguiram com as músicas "Serial Killer", "Mask of Innocence", "Posssessed" e finalizaram com "Psychotic", com destaque em todo o show para o baterista Dionatan Santos que tem uma pegada rápida principalmente nos dois bumbos e que agita simultaneamente participando ativamente das musicas.

Após uma pequena pausa para troca de equipamentos e pro pessoal tomar umas bebidas, entram em cena os caxienses da PREDATOR, com seu brutal e técnico death metal, iniciando com a música "In the name of false ideology", depois "El dia del toro" e "You are what you are". Interessante ressaltar que a banda é muito competente no que faz, sendo destaque o baterista Roberto Cecatto que domina uma técnica muito peculiar, misturando alguns arranjos de elementos de jazz com a pegada rápida do metal, contando também com as criativas bases e solos do guitarrista e vocal Jenner, tendo um bom apoio do baixista Luciano Hoffmann . A esta altura o som já estava melhor e apesar de serem do interior do RS, foram muito bem recebidos pelo público da capital, que apoiou gritando em coro o nome da banda. Após, tocaram um cover do grande Death "The Philosopher", e seguiram com "Homo Infimus", "Osiris "com muita agitação da galera presente e fecharam com mais um cover, agora dos mestres do Slayer , com "Raining blood" . Resumindo, mais um show "matador" da Predator.

Após um pequeno intervalo para os ajustes de palco, é chegada a hora dos mestres da brutalidade musical mundial, o KRISIUN, banda que possui um estilo muito próprio e peculiar de se tocar o verdadeiro brutal death metal.

O trio formado pelos irmãos Kolesne entrou no palco para delírio dos bangers que gritavam muito o nome da banda, e mostraram o porque de estarem sendo muito reconhecidos no exterior. O baixista e vocalista Alex Camargo falou em alto e bom tom sobre o orgulho de serem gaúchos e retornar à cidade onde tudo começou, desde a década de 1990, mostrando muita simplicidade e humildade. Iniciaram o massacre sonoro com a música "Hatred Inherit" do cd Conquerors of Armagedon, depois vieram "Murderer", "Thorns of Heaven", "Dawn of flagellation" e uma música nova, "Slain Fate" (do recém lançado EP Bloodshed). O guitarrista Moyses tem uma técnica muito apurada, com sua velocidade e precisão nas notas, além do timbre que faz parecer uma "parede" sonora o som do Krisiun. Com um ajuste perfeito no som e muitos efeitos de iluminação, o publico começou a agitar muito, dando muito trabalho para o pessoal da segurança que queria conter aqueles que subiam ao palco. Mesmo assim alguns poucos bangers conseguiram no decorrer do show invadir o palco.

O baterista Max fez um solo eficiente mostrando toda sua rapidez, técnica e força que possui, principalmente nos bumbos. Seguiram com "Vengeances Revelation" , "Ominous", "Conquerors of Armagedon", com o público enlouquecido. Uma bandeira do Estado do RS foi jogada no palco, recolhida pela banda e colocada em frente à bateria. Alex novamente agradeceu o público gaúcho e valorizou a luta underground que a banda faz em prol do metal nacional, explicando que as bandas brasileiras não devem nada às bandas "gringas" e que o publico precisa apoiar mais os grupos nacionais . Na seqüência mais uma porrada com "Wolfen tyranny" do cd "Works of Carnage", depois "Servants of emptiness" do novo trabalho, "Apocaliptyc victory" e a já clássica "Kings of Killing", encerrando a apresentação. Após uma pequena saída de palco, retornaram para o bis com o publico gritando em uníssono "Black Force Domain", sendo que ao final desta música o baixista e vocalista Alex se jogou do palco para a platéia, para a felicidade dos bangers que demonstravam um certo cansaço mas muito contentes por presenciarem mais um grande show de metal.

O KRISIUN após quase 15 anos de estrada , vai se consolidando como uma das bandas mais importantes do cenário metálico mundial , demonstrando muita garra , humildade, energia , determinação, e uma boa dose de competência no som que fazem.

Set list - KRISIUN - Porto Alegre - RS

01. Hatred Inherit
02. Murderer
03. Thorns of Heaven
04. Dawn of Flagellation
05. Slain Fate
06. Vengences Revelation
07. Ethereal world
08. Ominuos
09. Conquerors of Armagedon
10. Wolfen Tyranny
11. Servants of Emptiness
12. Apocaliptyc Victory
13. Kings Of Killing Bis
14. Black Force Domain




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Krisiun"


Krisiun: banda anuncia turnê na Europa com 32 datas em 32 dias

Krisiun: homenagem a Andre Matos no Dia Internacional do RockKrisiun
Homenagem a Andre Matos no Dia Internacional do Rock

Krisiun: Uma verdadeira homenagem aos mestres do armagedom

Krisiun: se não tivessem agido rápido, a banda poderia ter sido presa, diz MoysesKrisiun
Se não tivessem agido rápido, a banda poderia ter sido presa, diz Moyses

Heavy Metal: as dez melhores bandas sul-americanas do gêneroHeavy Metal
As dez melhores bandas sul-americanas do gênero

Metal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o SepulturaMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura


Oito razões pra dormir com um bateristaOito razões pra dormir com um baterista
Oito razões pra dormir com um baterista

Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Separados no nascimento: Roger Waters e Richard Gere.Separados no nascimento
Roger Waters e Richard Gere.

Angra: Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no CarnavalAndre Matos: "Fui praticamente coagido a ser vocal do Viper!"Van Halen: Sammy Hagar coloca Michael Anthony na paredeAC/DC: seis covers bizarros da banda

Sobre Hugo "Guaraná" Lobo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.