Shaman: Um evento que aumentou a espera pelo DVD

Resenha - Shaman (Gigantinho, Joinville, 08/11/2003)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Guimarães de Carvalho
Enviar correções  |  Ver Acessos





O que você faria se tivesse a oportunidade de acompanhar o Shaman durante a turnê? Sim, iria. Mas como você não pode, a Whiplash passou um dia com a banda para esta reportagem. Saindo de São Paulo nas primeiras horas do dia 8,chegamos na bela cidade de Joinville cerca de 8 da manhã.

Após um breve descanso no hotel, um breve tour pela cidade e seus museus. Em seguida a banda seguiu para a tarde de autógrafos. Para minha surpresa, cerca de 300 fãs aguardavam ansiosos a chegada do grupo. A sessão de autógrafos foi concorrida, mas todos contaram com a simpatia da banda que ficou mais de duas horas no local. Os presentes tiveram suas fotos com a banda e seus cd's autografados. A noite prometia.

O show não estava lotado, afinal apesar de Joinville ser a maior cidade catarinense, não tem tradição em shows de heavy metal. A abertura ficou a cargo do Symmetry, maior banda joinvilense de heavy. O show deles foi uma grata surpresa e pude comprovar que eles realmente merecem o reconhecimento que tem.

O set foi curto,mas bem selecionado. Várias músicas (excelentes por sinal) próprias e dois covers: Can I Play With Madness (Iron Maiden) e Hunting,High and Low (Stratovarius). O vocalista Jurandir Júnior tem um grande potencial e uma boa voz, mas o destaque realmente foi o baterista, além de técnico e preciso, o cara agita bastante.

Logo após o Symmetry deixar o palco, a galera começa a clamar pelo Shaman. Poucos minutos depois, a banda sobe ao palco detonando com Here I Am , após a bela intro Ancient Winds. Este foi o quarto show dos caras que tive a oportunidade de cobrir e vou cofessar. A cada novo show, o anterior é superado!

O set não mudou, mas a presença de palco da banda melhorou. Andre Matos esta muito superior como vocalista e frontman do que em sua época frente ao Angra. Os irmãos Mariutti estão mais soltos no palco, principalmente Luís. Ricardo Confessori está de volta à velha forma, fez um grande solo de batera, e foi ovacionado pelo público. Pude ouvir com exclusividade o cd ao vivo, que sairá junto com o DVD em Dezembro e dá pra notar que é ao vivo mesmo, sem milhões de overdubs.

Certamente um evento que aumentou a espera pelo DVD e que não sairá da memória dos joinvilenses por muito tempo.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Shaman"


Andre Matos: vídeo de 2000 explicando saída do AngraAndre Matos
Vídeo de 2000 explicando saída do Angra

Separados no nascimento: Ricardo Confessori e Hansi KurschSeparados no nascimento
Ricardo Confessori e Hansi Kursch


Angra: Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no CarnavalAngra
Rafael Bittencourt solta desabafo sobre apresentação no Carnaval

MTV Unplugged: As 25 melhores apresentações da históriaMTV Unplugged
As 25 melhores apresentações da história


Sobre Anderson Guimarães de Carvalho

Fotógrafo do site, também finaliza o bacharelado e licenciatura em História na PUC-Rio. É uma figura conhecida na cena carioca, mais odiado do que amado. Gosta de incomodar, assim como também gosta de HammerFall, Rammstein, Ivory Tower, Accept, Soilwork,Scorpions e Grave Digger.

Mais matérias de Anderson Guimarães de Carvalho no Whiplash.Net.