Resenha - Angra (Integral do Rock, São Paulo, 27/09/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Patrícia De Pierro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Com apoio da Rádio Brasil 2000 FM, a Atlética da USP organizou o 1º Integral do Rock - um festival de bandas da USP, junto com duas bandas do rock nacional: Angra e CPM22. Antes de tudo, durante todo o mês de setembro rolou uma seleção, onde qualquer aluno da USP que possuía banda poderia participar. As seis bandas selecionadas ganharam, como prêmio, um show no Velódromo para o grande público. Parabéns a todas as bandas (Arghon, Conflito Subscrito, Dollflesh, Deposers, Ópera e Sétima) que mostraram ter muito talento e carisma, e um futuro musical promissor...
1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify5000 acessosJim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Mas o show mais esperado da noite era o do Angra. O frio que fazia naquela sexta-feira não foi o suficiente para atrapalhar os fãs da banda que aguardavam ansiosamente pelos seus ídolos. Lentamente o Velódromo foi se enchendo, alcançando um ótimo público.

Depois das bandas da USP, com uma hora de atraso, o Angra entra em cena por volta das 23h30, com a introdução “In Excelsis”. Logo em seguida começa a porrada “Nova Era”. Edu Falaschi, assim como toda a banda, entrou no palco com muita energia, com uma presença fora do comum que agitou a galera logo de cara. Em seguida “Acid Rain” e a clássica “Angels Cry”, na qual Edu não deixou a peteca cair, adaptando a música da era André Matos à sua maneira de cantar, mostrando que consegue ser tão bom quanto ele.


Em “Heroes of Sand” e Millenium Sun”, o clima se acalmou um pouco, dando um refresco para o pessoal, afinal era tanto empurra-empurra, que os seguranças tiveram que passar o show inteiro segurando as grades. A já batida “Rebirth” foi cantada em coro, junto com alguns gritinhos histéricos da maioria das fãs presentes. Durante todo o show, Kiko foi prejudicado nos seus solos. Alguma falha nos equipamentos interrompia o som da guitarra. As mais pedidas “Nothing To Say” e “Carry On” fizeram o público cantar e pular do começo ao fim. Foi o momento em que o show gerou as maiores quantidadades de adrenalina, com grande interação entre todos. E para fechar com chave de ouro, um cover do Mr. Ozzy Osbourne, “Crazy Train”. Não poderiam ter encerrado de melhor maneira.

É impressionante como a banda está entrosada. Muita energia, muita técnica e maturidade; isso era o óbvio que todos podiam notar. Com esse mini-show, Edu, Rafael, Kiko, Felipe e Aquiles deixaram a galera com gostinho de quero mais. Para quem não viu, pode ficar sossegado que em novembro vem mais Angra por aí!

Ah! O CPM22 ficou para fechar a noite, mas o atraso foi tanto, que eu nem sei se sobrou público pra contar história...

SET LIST:
In Excelsis, Nova Era, Acid Rain, Angels Cry, Heroes of Sand, Millenium Sun, Rebirth, Nothing to Say, Carry On, Crazy Train.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

AngraAngra
Veja Rafael "ensinando" Valverde a tocar bateria

1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1289 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas2419 acessosAngra: "reunião" durante aniversário de Paulo Baron, veja vídeo639 acessosBruno Sa: comenta a morte de Paul O'Neill e relembra audição1075 acessosAquiles Priester: No lugar onde montou a sua primeira bateria0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Rock nacionalRock nacional
10 solos de guitarra essenciais

Collectors RoomCollectors Room
Posters, bonecos e Coca-Cola na coleção de Aquiles Priester

Andre MatosAndre Matos
Entre os melhores da Revista Rolling Stone

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Jim CarreyJim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

MetallicaMetallica
Robert Trujillo fala sobre sua relação com Lars Ulrich

SeparadosSeparados
Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19885000 acessosHeavy Metal: 10 vídeos involuntariamente engraçados5000 acessosGutural: mulheres que fazem vocal em bandas de Metal5000 acessosMetallica: quando o grupo achou seu Derek Riggs5000 acessosSlash: abençoado por ter trabalhado com os melhores vocalistas5000 acessosIron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Sobre Patrícia De Pierro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Patrícia De Pierro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online