Sonata Arctica: Um bom show em domingo chuvoso em São Paulo

Resenha - Sonata Arctica (Directv Music Hall, São Paulo, 24/03/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nati Oliveira
Enviar Correções  

Fotos por Fernanda Zorzetto


Dia 24 de março em São Paulo, num domingo muito chuvoso, aconteceu o show do Sonata Arctica, banda Finlandesa que surgiu em 1996 sob o nome de Tricky Beans. Os grandes responsáveis pela abertura da noite foram os paulistanos da banda Delpht e, diga-se de passagem, deram um show à parte.

publicidade

Pontualmente às 8:30h sobe ao palco Mário Pastore (vocal), Patrick Graue (guitarra), Tell Viera (guitarra/teclados), Daniel Bonanni (baixo) e Alexandre Callari (bateria) abrindo o show com "Battle Field" e seguindo com "BreaveHeart", duas músicas novinhas em folhas que estarão no próximo CD do Delpht, em seguida veio a participação super especial do ex-vocalista da banda Ronaldo Simolla na música "Are You Still Smiling?".

publicidade


Realmente tenho que destacar duas performances muito boas na apresentação, a do baterista Alexandre Callari e a energia e presença de palco de Mário Pastore que agitou a galera o tempo todo. É difícil no Brasil, ver o público agitar tanto no show da banda de abertura e com o Delpht isso aconteceu o tempo todo, ao final de cada música surgia o coro "Delpht, Delpht, Delpht", que arrepiava a qualquer um.

O set foi encerrado com a maravilhosa música "From Hades To Earth" (do Projeto Hamlet) onde o público cantou junto ocasionando um maravilhoso espetáculo fechando a apresentação em grande estilo.

publicidade

Algum tempo depois é a vez do Sonata Arctica subir ao palco com Tony Kakko (vocal), Jani Liimatainen (guitarra), Tommy Portimo (bateria), Mikko Hãrkin (teclado) e Marko Paasikoski (baixo) levantando a galera com "Weballergy", o que mostrou a grande influência da banda Stratovarius sobre o som do Sonata.


Em seguida vieram as músicas "Kingdom Heart", "Sing in Silence", "8th Commandment", "Fullmoon" e "Last Drop Falls". Em "San Sebastian" foi impressionante ver a galera acompanhando a música do início ao final, e olha que estamos falando de uma banda pouco difundida em solo brasileiro. Seguindo o set veio "The End of This Chapter", "Shy", "Revoluted", "Power Of One", "Replica", "My Land", "Black Sheep", "Wolf & Raven" que mostrou o poder de ataque da banda com uma forte presença nos teclados de Mikko Hãrkin muito bem executado.

publicidade

Fecharam a apresentação com a cover "I Want Out" (Helloween) que sacudiu a galera.

Foi um bom show, porém creio que o Sonata Arctica ainda tem bastante a crescer, isso tanto entre os músicos quanto a banda em si. Vamos esperar um próximo show deles aqui no Brasil e ver no que dá!

Mais fotos

publicidade

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


John Finberg: Angra, Nightwish e outras bandas rompem com agente acusado de assédioJohn Finberg
Angra, Nightwish e outras bandas rompem com agente acusado de assédio

Sonata Arctica: shows no Brasil são adiados para 2021


Depeche Mode: 5 belos covers feitos por bandas de Rock e MetalDepeche Mode
5 belos covers feitos por bandas de Rock e Metal

Álbuns Decepcionantes: blog elege o Top 5 de 2014Álbuns Decepcionantes
Blog elege o Top 5 de 2014


Separados no nascimento: Sarah Jessica Parker e o mascote EddieSeparados no nascimento
Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?


Sobre Nati Oliveira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin