Helloween: Show que comemorou os 10 anos da Hard N'Heavy

Resenha - Helloween (Rio de Janeiro, Garden Hall, 04/07/2001)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Guimarães de Carvalho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Fotos por Mariana K. Attab, Show de SP
Fotos por Mariana K. Attab, Show de SP
Dando continuidade à série de shows que comemoram os 10 anos de existência da Hard N'Heavy (o primeiro foi o HammerFall), foi trazida ao Rio a banda alemã Helloween para seu primeiro show no Rio como atração principal, parte da The Dark Ride Tour.

Guitarpedia: Os 10 riffs de guitarra mais complicados da históriaSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show estava marcado para começar ás 22h, mas devido ao atraso da equipe técnica da banda que só começou a montar o palco e passar o som às 21h, os portões só foram abertos às 22h10. A casa estava praticamente lotada. As 23 horas em ponto começou a ser tocada Beyond the Portal e logo após a banda entrou no palco com Power, do cd The Time of the Oath.

O Garden Hall tremeu. Todos os presentes cantaram junto com a banda. Executaram em seguida Salvation, I Live For Your Pain e Mr.Torture, ambas do álbum The Dark Ride. A banda estava bastante carismática e agitou bastante o público.

O vocalista Andi Deris brincou um pouco com o público e anunciou Eagle Fly Free, clássico dos Keepers. Logo em seguida, Andi começa a falar um pouco com a platéia e então se ouve um som de motor nos PAs. É Steel Tormentor, seguida de The Departed.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Roland Grapow, provavelmente o mais simpático da banda, começa com seu solo e suas brincadeiras com o público. tocam I Want Out, música que se tornou um clássico na voz de Michael Kiske. Nesta música, Deris falhou. O vocalista estava com uma forte gripe, tanto que na volta ao hotel estava completamente enrolado numa toalha dentro dum casaco, mas o público pareceu não ligar e delirou com mais este clássico dos Keepers.

A produção estava excelente, com luzes especiais, assim como na Europa, o que ajudou a esquentar o ambiente que tinha o ar-condicionado desligado a pedido de Andi Deris.

Tocaram Revelation (do Better Than Raw), Future World (uma das melhores músicas da banda), Mirror Mirror e The Dark Ride. Despediram-se então do público. Obviamente ninguém acreditou que eles fossem embora. E não foram. Voltaram e tocaram Dr. Stein (destaque para o baterista Uli Kusch) e fizeram o público pular. Ao contrário de São Paulo, não tocaram How Many Tears, o que deixou os fãs mais antigos chateados.

Todos os presentes saíram satisfeitos com esse grande espetáculo. A banda se despediu dos presentes e voltou ao hotel após este último show da turnê no Brasil. Mais um grande show no Rio, com público cada vez maior. O próximo será o Savatage. Os headbangers cariocas têm que marcar presença novamente e prestigiar mais essa grande banda do Heavy Metal mundial. Até Agosto!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Helloween"


Helloween: retorno de Michael Kiske foi como voltar para casa, diz Andi DerisHelloween
Retorno de Michael Kiske foi como voltar para casa, diz Andi Deris

Musos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!Musos do Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!


Guitarpedia: Os 10 riffs de guitarra mais complicados da históriaGuitarpedia
Os 10 riffs de guitarra mais complicados da história

Slipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreiraSlipknot
Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira


Sobre Anderson Guimarães de Carvalho

Fotógrafo do site, também finaliza o bacharelado e licenciatura em História na PUC-Rio. É uma figura conhecida na cena carioca, mais odiado do que amado. Gosta de incomodar, assim como também gosta de HammerFall, Rammstein, Ivory Tower, Accept, Soilwork,Scorpions e Grave Digger.

Mais matérias de Anderson Guimarães de Carvalho no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline