Resenha - Blur (Metropolitan, Rio de Janeiro, 23/11/1999)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pedro Fraga Bomfim
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O show do Blur, dia 23 de novembro no Metropolitan, não foi exatamente o que se esperava. Apesar da apresentação correta da banda o show foi morno, e em algumas partes beirou a sonolência. O público de quase 1500 pessoas ( ridículo para um lugar do tamanho do Met ) pouco se empolgou. Na verdade era até possível contar o número de pessoas acordadas na platéia durante os momentos mais sacais.

Blur: "Song 2" em novo comercial da cerveja BudweiserBruce Dickinson: foi difícil evitar as drogas durante tours

A interação com o público foi praticamente zero. Os caras simplesmente chegaram e tocaram do modo mais burocrático possível. Na única parte em que o vocalista tentou brincar com o público (pedindo pro pessoal virar de costas antes do bis) a galera não respondeu do modo como ele desejava, fazendo com que ele desse um faniquito e abandonasse o palco no melhor estilo bicha inglesa revoltada. Felizmente foi só uma brincadeira e ele voltou em seguida para finalizar o show.

O show foi pequeno e no meio de show houve um intervalo de cerca de dez minutos meio sem pé nem cabeça. O publico, além de pequeno, na sua maioria não era de fans do Blur. Dava pra ver que muitas pessoas prefeririam ter ouvido Song 2 trinta vez que iriam pra casa felizes da vida, especialmente durante os momentos pseudo-progressivos do show, quando o Blur tenta (mal e porcamente) soar como o Radiohead.

Seqüência de musicas do disco novo: Tender, Bugman, Coffee and Tv. Musicas clássicas: Beetle Bum, End of a Century, Boys and Girls, entre outras...

O fato deles terem guardado Boys and Girls e song 2 para o final do show foi um acerto por parte da banda, afinal, foi o único momento q a galera se empolgou, sem dar tempo de esfriar.

No final não foi um show perfeito, mas para um publico que já havia perdido as esperanças de ver suas bandas preferidas no Brasil, ate que um show do Blur, mesmo passando meio desapercebido fez muito bem.

Review: Pedro Fraga Bomfim e Pedro Gomes Machado Vieira
Fotos: Pedro Fraga Bomfim




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Blur"


Blur: "Song 2" em novo comercial da cerveja Budweiser

NME: os clipes mais legais da história, na opinião dos leitoresNME
Os clipes mais legais da história, na opinião dos leitores

Metallica: Lars Ulrich monta time de futebol fictício apenas com músicosMetallica
Lars Ulrich monta time de futebol fictício apenas com músicos

Astros do rock: os pedidos de desculpas mais notóriosAstros do rock
Os pedidos de desculpas mais "notórios"


Bruce Dickinson: foi difícil evitar as drogas durante toursBruce Dickinson
Foi difícil evitar as drogas durante tours

Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"

Buckethead: uma rara imagem do guitarrista sem a máscaraHalloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a dataAudioslave: Morello perguntado se enxergou algum indício em Chris CornellCinema: as 11 melhores bandas fictícias das telonas

Sobre Pedro Fraga Bomfim

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Pedro Fraga Bomfim no Whiplash.Net.

adClioIL