Capas de discos: Imagens meramente ilustrativas? (Parte II)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Sobreira
Enviar Correções  

O que agrada a alguns, desagrada a outros, mas isso é apenas mais uma reação natural do ser humano. Além do mais, repito o que disse anteriormente: uma imagem não deve ser tratada como uma simples ilustração, até porque não teria a mesma beleza se fosse apenas para essa fria finalidade.

publicidade

Assim como uma pintura feita por um Grande Mestre, ou mesmo por algum outro pintor talentoso, é apreciada em museus e galerias, e estudada e analisada por peritos e estudantes, a capa que ilustra um trabalho musical, também merecia um tratamento semelhante (sem contar ainda um maior reconhecimentos aos artistas) pois além de encher os olhos de tantos, ainda serve de complemento às músicas de diversas bandas ao redor do Mundo.

publicidade

Mas, saliento que é mais do que obrigatório que a música ocupe o primeiro plano, mas onde está escrito que um bom trabalho gráfico deva ficar por último e/ou esquecido.

Aprecie mais alguns (entre tantos) exemplos de criatividade e bom gosto, presentes em todo o meio Heavy Metal/Rocks, através de diversos artistas:

publicidade


Capas de discos - Imagens meramente ilustrativas?

Capas de discos: Imagens meramente ilustrativas? (Parte I)

Capas de discos: Imagens meramente ilustrativas? (Parte III)

Todas as matérias sobre "Capas de discos - Imagens meramente ilustrativas?"



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Tom Grosset: O mais rápido baterista do mundo segundo o GuinnessTom Grosset
O mais rápido baterista do mundo segundo o Guinness

Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio


Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin